Após ser alvo de operação da PF, Roberto Jefferson cobra de Bolsonaro a convocação de golpe militar

Roberto Jefferson pede a Bolsonaro ‘o poder das Forças Armadas’

Paulo Roberto Netto
Estadão

O deputado federal Roberto Jefferson, condenado no Mensalão e recentemente alvo de operações no inquérito das fake news, conclamou o presidente Jair Bolsonaro a convocar ‘o poder moderador das Forças Armadas’. O discurso distorce interpretação do artigo 142 da Constituição – leitura incorreta já feita anteriormente pelo próprio presidente.

“‘Acabou porra!’ Presidente Bolsonaro, chegou o momento, só depende do senhor. É sua iniciativa convocar o poder moderador das forças armadas, art 142 da Constituição. Essa afronta a harmonia entre Poderes, que parte do STF, nos levará ao caos. O povo anseia por isso. Contragolpe”, escreveu.

DISTORÇÃO – O dispositivo mencionado por Jefferson apenas estabelece funções, direitos e deveres dos militares no Estado Democrático de Direito e não prevê nenhuma possibilidade de ‘intervenção militar’ que possa ser convocada pelo presidente da República. Tampouco o artigo permite ao Planalto decretar o fechamento de outros Poderes em um ‘contragolpe’ com auxílio das Forças Armadas.

A declaração do deputado ocorre no dia seguinte à operação determinada pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), no âmbito do inquérito que apura ‘fake news’, ofensas e ameaças contra a Corte. Jefferson foi alvo de buscas e apreensões.

INDÍCIOS – Relatórios da Polícia Federal apontaram ‘sérios indícios da prática de crimes’ cometidos pelo deputado, segundo apontou Moraes ao autorizar as diligências. “Consta dos autos que Roberto Jefferson é um dos responsáveis pelas postagens reiteradas em redes sociais de mensagens contendo graves ofensas a esta Corte e seus integrantes, com conteúdo de ódio e de subversão da ordem”, afirmou Moraes.

O relator destacou publicações do parlamentar, incluindo o tweet em que pediu ao presidente Bolsonaro que demitisse todos os onze ministros da Corte e, recentemente, a foto publicada com uma arma na qual disse estar se preparando para ‘combater’ o ‘comunismo’, a ‘ditadura’, a ‘tirania’ e os ‘traidores’.

No inquérito, o procurador-geral da República Augusto Aras se manifestou contra as buscas, mas autorizou o depoimento de Jefferson. O deputado deverá ser ouvido pela Polícia Federal nos próximos cinco dias.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG 
Vai faltar camisa de força e espaço nas clínicas de reabilitação com tanto maluco à solta. Adélio Bispo, o inimputável, já declarou ter receio que todo esse pessoal divida o mesmo espaço com ele em pouco tempo. Não deixa de ter razão. (Marcelo Copelli)

9 thoughts on “Após ser alvo de operação da PF, Roberto Jefferson cobra de Bolsonaro a convocação de golpe militar

  1. “VAQUINHAS ” neste país, na seara política, só para bandidagens. Para as boas iniciativas, honestas, sérias, idealistas e de boa-fé, nem pensar. Por que será que nessa “porra” de políticalha bandida dessa “porra” de plutocracia putrefata com jeitão de cleptocracia e ares fétidos de bandidocracia, nessa “porra” de república 171, só tem espaço e dinheiro a rolo para esses “porras”, bandidos fantasiados de políticos, para o exercício das suas bandidagens, e, por outro lado, para as boas iniciativas políticas, apartidárias, com P maiúsculo, como é o caso da RPL-PNBC-DD-ME, o projeto novo e alternativo de política e de nação, o novo caminho para o novo Brasil de verdade, porque evoluir é preciso, não aparece dinheiro nenhum, nem mesmo para que ela tb possa acampar na Praça dos Três Poderes, em Brasília, para tb exercer o seu direito à liberdade de expressão, e, se possível, liquidar a fatura aberta desde Junho de 2013, ou seja, mandar o sistema apodrecido inteiro para a tonga da mironga do kabuletê ?

  2. Esse bob jeff é um bobão que tá se garantindo com o poder dos outros.

    Insignificante que quer um minuto de fama.

    A fama já fez, como presidiário.

    Esse é o tipo de aliado do Bozo.

  3. A boiada ignorante bolsonarista segue o berrante dos capatazes do gabinete do ódio, e não analisa NADA.

    É composta de indivíduos praticamente idênticos aos fiéis seguidores da seita lulopetista!

    Não têm noção da burrice que pregam desejando um golpe militar.

    Estamos em 2020 e NENHUM país decente do mundo manteria relações comerciais com um Brasil cujo presidente caudilho bananeiro sulamericano deu um golpe em conjunto com os militares!

    Caiam na real, golpe é a PIOR saída para um Brasil já bastante destruído pela quadrilha lulopetista, e agora pela quadrilha bolsonarista!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *