Aras é a sexta autoridade que testa positivo para Covid-19 após participar de solenidade de posse de Fux

Aras está bem e vai seguir despachando remotamente

Rafael Moraes Moura e Rayssa Motta
Estadão

O procurador-geral da República, Augusto Aras, foi diagnosticado com covid-19. O resultado positivo do exame saiu nesta quinta-feira, dia 17. Segundo a assessoria de imprensa do Ministério Público Federal (MPF), Aras está bem e vai seguir despachando remotamente enquanto cumpre o isolamento.

O chefe do MPF é a sexta autoridade que compareceu à solenidade de posse do ministro Luiz Fux na presidência do Supremo Tribunal Federal (STF) a contrair a doença. Além dele e do próprio Fux, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), os ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Luis Felipe Salomão e Antonio Saldanha Palheiro e a presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Maria Cristina Peduzzi testaram positivo para covid-19.

RESTRIÇÕES – Fux tomou posse em uma cerimônia enxuta que reuniu cerca de 50 convidados, por causa das restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus. O cerimonial do STF colocou placas de acrílico entre as cadeiras dos ministros, em um esforço para reduzir riscos e proteger as autoridades da disseminação do vírus.

Mais cedo, o Supremo informou que estuda procedimentos para reforçar os protocolos de segurança em suas instalações. Segundo o STF, todas as “as medidas de segurança, protocolos e procedimentos recomendados pelo Ministério da Saúde e pela Organização Mundial da Saúde foram adotados rigorosamente para a realização da solenidade de posse da nova gestão”.

“Ainda que esteja segura quanto às medidas de precaução adotadas dentro de suas instalações, a Corte Suprema brasileira estuda novos procedimentos para tornar ainda mais segura a presença de servidores e visitantes do STF”, afirmou o STF, em nota. O presidente da OAB, Felipe de Santa Cruz, e o ministro do STJ Marco Aurélio Bellizze, que também participaram da solenidade, ainda aguardam o resultado dos seus exames.

CRÍTICAS –  Já o ministro do Supremo Marco Aurélio Mello criticou a realização de um evento presencial e disse que tentou evitar contato com outras pessoas durante a posse. “Marcaram a posse presencial sem consultar os integrantes. Ponderei ao (então) presidente (do STF) Dias Toffoli que, por mim, seria por videoconferência. Fui porque tinha que falar em nome do tribunal. Não fosse isso, não teria ido”, disse à reportagem Marco Aurélio, que fez uma homenagem a Fux durante a cerimônia.

“Mesmo assim, não me juntei aos demais convidados de honra na sala de lanches e entrei no plenário, por último, e pela outra porta, saindo direto para pegar o carro oficial”, acrescentou o ministro. Marco Aurélio afirmou que não fez o exame.

Servidores. Desde o início da pandemia, 157 trabalhadores foram infectados pelo novo coronavírus, entre servidores, colaboradores e estagiários. De acordo com o tribunal, os servidores que atuaram na organização da posse de Fux estão sendo testados para saber se contraíram a doença.

2 thoughts on “Aras é a sexta autoridade que testa positivo para Covid-19 após participar de solenidade de posse de Fux

  1. República bananeira! Organizações Tabajara! Nosso 007 tupiniquim se chamaria Maxwell Smart ou, agente 86 para facilitar a pronúncia. Nem as autoridades máximas do país tomam o devido cuidado. País do carnaval!

    • Aras está mais perdido que flamenguista em São Januário.
      Já notou que bolsonaro vai lhe passar a perna, e é só questão de tempo.
      Não tem mais moral para prosseguir, daqui por diante vai errar mais e mais, até jogar a toalha imunda de subserviências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *