Arruda: além de corrupto, fica longe da verdade

Às 11:30, o governador (ainda?) de Brasília, falou pela primeira vez. Abandonou a farsa do panetone, entrou pela mentira desbragada e desregrada. Afirmação: “Estou estarrecido, sou inocente e vítima dos adversários”. E a gravação (da voz e do corpo inteiro) também “fabricação” dos que não gostam dele?

O DEM marcou reunião para logo mais (às 4 da tarde) para decidir o que fazer com o governador. Este não merece confiança, mas o partido também não. Lembram? Esse DEM é o antigo e inqualificável PFL. (Da ditadura, lógico).

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *