As desventuras de Dilma Rousseff na Terra do Nunca-Jamais

Dona Dilma viveu bons tempos, que não voltam mais

Carlos Newton

O Brasil é uma nação muito estranha, que pode ser comparada à Terra do Nunca-Jamais, das aventuras de Peter Pan. Aqui, também as coisas acontecem em ritmo de faz-de-conta, vive-se mais na fantasia do que na realidade. Agora, por exemplo, perde-se um tempo enorme discutindo se deve ser proibida a doação de empresas às campanhas eleitorais. A Câmara dos Deputados aprova uma coisa, o Senado aprova outra e antes que cheguem a uma conclusão, vem o Supremo e põe uma pedra em cima do assunto. E a presidente Dilma já vetou a decisão da Câmara, numa confusão jurídica de péssima qualidade.

Quem acompanha o noticiário fica impressionado e até pensa que a coisa é séria. Na realidade da vida, porém, opera-se de maneira bem diferente. Políticos e empresários estão pouco ligando para a lei. Se for permitida a doação, eles continuam enchendo de dinheiro as campanhas, depositando mais recursos nas contas dos favoritos, é claro. Se for proibida a doação, tudo bem, eles repassam o dinheiro para o Caixa 2 e estamos conversados.

DIZENDO O ÓBVIO

Desculpem dizer o óbvio: para o Brasil ser mais limpo, é preciso apertar a fiscalização, em todos os sentidos. Acontece que os tribunais de contas são órgãos auxiliares do Legislativo, funcionam como uma espécie de confraria de políticos aposentados. Os corpos técnicos são de primeira categoria, escolhidos por concursos públicos, mas a convivência com a lama da política acaba por também os emporcalharem. Assim, os governantes fazem o que bem querem, os tribunais de contas os apóiam, celebra-se a impunidade, e la nave va.

O caso do provável parecer pela rejeição das contas de Dilma Rousseff é apenas uma exceção que confirma a regra. Será preciso erguer uma estátua em homenagem ao ministro-relator Augusto Nardes, formado em administração de empresas no Rio Grande do Sul, com pós-graduação e mestrado em Política do Desenvolvimento pelo Instituto Université d’Études de Genebra, na Suíça.

ESTAVA ESCRITO…

Vejam o que é o destino. Com a aposentadoria do ministro Humberto Souto em 2004, coube à Câmara dos Deputados indicar o substituto à vaga no TCU e Nardes obteve a indicação do PP. Houve quatro candidatos e, por votação secreta, Nardes venceu com 203 votos, contra 137 votos dados ao deputado José Pimentel (PT-CE), 75 a Osmar Serraglio (PMDB-PR) e 55 a Carlos Nader (PFL-RJ), com 5 votos em branco..

Ou seja, se Nardes não tivesse se candidatado, hoje o ministro-relator das contas de Dilma seria seu correligionário e amigo José Pimentel, que atualmente é líder do PT no Senado. Portanto, as contas do governo já teriam sido aprovadas, o TCU continuaria a mesma podridão e nem se falaria no assunto do impeachment.

Com dizem os árabes, “maktub”. Quer dizer, estava escrito, tinha mesmo de acontecer.

3 thoughts on “As desventuras de Dilma Rousseff na Terra do Nunca-Jamais

  1. Estimado sr. Carlos Newton, já que a Tribuna publica, “democraticamente”, porcarias da magnitude de Genésio Boff, Mauro Santayana e, em menor magnitude, o provecto Carlos Chagas, por que não publicar, vez por outra que seja, o Olavo? Aí vai modesta sugestão de minha modesta parte. Aliás, em outra abrangência, guarda relação com o que o sr. diz acima: http://dcomercio.com.br/categoria/opiniao/um_discurso

  2. Tudo começou no início do governo do PT, inexperientes sem projeto de governo, muito menos de nação. O meio encontrado de governar foi comprando a maioria dos Partidos com Ministérios e cargos nas estatais e empreguismo desmedido, nesse quadro ficariam a vontade para fazer o que bem entendesse. Quanto ao povo alienado e incauto, propagandas oba! oba! enganosas. Como todo início tem um fim, com a descoberta da farsa, estão chegando ao seu derradeiro.

  3. Caro Jornalista,

    -TEMOS UM GOVERNO ALIENADO E UMA CLASSE MÉDIA PIOR AINDA, pois “vive sempre no mundo da lua”, achando que todos os brasileiros almoçam picanha na chapa, jantam camarão a alho e óleo e têm dinheiro para comprar “tomate orgânico”.
    Veja estes dois casos acontecidos no mês de agosto:

    OS PORCOS ACIDENTADOS
    1º caso:
    “Ativistas de proteção aos animais se mobilizaram para resgatar os porcos feridos em um acidente com uma carreta no trecho oeste do Rodoanel, em Barueri, na Grande São Paulo. A carreta vinha de Uberlândia, em Minas Gerais, e seguia para um frigorífico em Carapicuíba. O veículo transportava 110 animais. Os animais foram transportados para um santuário em São Roque, após um acordo com o frigorífico dono da carga. Os ativistas criaram um projeto de crowdfunding para ajudar a financiar alimento e medicamentos. Até as 21h, o grupo havia arrecadado mais de R$ 63 mil. A meta é receber R$ 200 mil.” (foi noticiado que arrecadaram R$ 180 mil em dois dias)

    A MOÇA AMPUTADA
    2º caso:
    “Dez dias depois de ter sofrido agressões brutais do marido, Gisele Santos, de 22 anos, relembra os momentos de terror vividos dentro de casa, em São Leopoldo, no Vale do Sinos do Rio Grande do Sul. Ela chegou a ligar para a mãe para se despedir, achando que morreria em instantes. Ela teve as mãos, o pé esquerdo e parte do direito decepados pelo companheiro. Hoje, amigos e familiares fazem uma campanha para arrecadar fundos para comprar próteses, além de pedir doações de fraldas e lenços umedecidos para a recuperação da jovem.” (Não se tem notícias na mídia qualquer ONG tenha arrecadado UM REAL para a moça ou que a imprensa tenha dado mais destaque a essa atrocidade do que o acidente suíno)

    “Neste domingo (27 de agosto), um festival vai reunir apresentações musicais, teatrais, circenses e de dança em Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Toda a renda será revertida para auxiliar o tratamento de Gisele.
    A família vem contando, ainda, com o apoio de amigos. Uma campanha foi lançada para ajudar Gisele. Segundo pesquisas dos familiares, cada prótese para as mãos custaria cerca de R$ 24 mil, “um valor muito alto”.

    -As 03h40min do dia 25/08/2015a carreta tombou.
    -As 21h00min da mesma data já tinham arrecadado “mais de R$ 63 mil” para OS PORCOS…
    Estamos no dia 26 de setembro e, mais de uma mês depois, a MOÇA não conseguiu juntar R$ 25 mil para as próteses!

    http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2015/08/ativistas-se-mobilizam-para-resgatar-porcos-feridos-em-batida-no-rodoanel.html
    http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2015/08/tem-o-meu-perdao-diz-jovem-que-teve-maos-decepadas-pelo-marido.html
    http://guiadooeste.com.br/g1-festival-no-rs-tenta-arrecadar-fundos-para-jovem-que-teve-maos-decepadas/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *