As profecias cibernéticas de Gilberto Gil

O administrador de empresas, político, cantor, compositor e poeta baiano Gilberto Passos Gil Moreira profetizou na música “Pela Internet”, composta em 1997, gravada no CD Quanta, pela WEA, o que seria o mundo cibernético hoje em dia, visto que a letra objetiva basicamente uma comunicação com o mundo, utilizando várias ferramentas que a cibernética dispõe para fazer uma grande viagem em volta do mundo. Atualmente, isso pode parecer simples e banal, porém na época foi lançada, o conhecimento cibernético era uma verdadeira revolução.

PELA INTERNET
Gilberto Gil

Criar meu web site
Fazer minha home-page
Com quantos gigabytes
Se faz uma jangada
Um barco que veleje …

Que veleje nesse infomar
Que aproveite a vazante
Da infomaré
Que leve um oriki
Do meu velho orixá
Ao pôrto de um disquete
De um micro em Taipé…

Um barco que veleje
Nesse infomar
Que aproveite a vazante
Da infomaré
Que leve meu e-mail lá
Até Calcutá
Depois de um hot-link
Num site de Helsinque
Para abastecer
Aihê! Aihê! Aihê!…

Eu quero entrar na rede
Promover um debate
Juntar via Internet
Um grupo de tiétes
De Connecticut
Eu quero tá na rede
Promover um debate
Juntar via Internet
Um grupo de tiétes
De Connecticut…

De Connecticut de acessar
O chefe da Mac
Milícia de Milão
Um hacker mafioso
Acaba de soltar
Um vírus prá atacar
Programas no Japão…

Eu quero entrar na rede
Prá contactar
Os lares do Nepal
Os bares do Gabão…

Que o chefe da polícia
Carioca, avisa
Pelo celular
Que lá na praça Onze
Tem um video-poquer
Para se jogar…

Jogar ah! ah! ah!…

Eu quero entrar na rede
Promover um debate
Juntar via Internet
Um grupo de tiétes
De Connecticut
Eu quero tá na rede
Promover um debate
Juntar via Internet
Um grupo de tiétes
De Connecticut…

De Connecticut de acessar
O chefe da Mac
Milícia de Milão
Um hacker mafioso
Acaba de soltar
Um vírus prá atacar
Programas no Japão…

Eu quero entrar na rede
Prá contactar
Os lares do Nepal
Os bares do Gabão…

Que o chefe da polícia
Carioca, avisa
Pelo celular
Que lá na praça Onze
Tem um video-poquer
Para se jogar…

Ah! ah! ah!
Jogar ah! ah!…
Connect show! Connect show!
Connect show! Connect show!
Connecticut, Connecticut
Connecticut…

(Colaboração enviada por Paulo Peres – site Poemas & Canções)

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *