As relaes perigosas de Eike Batista com o BNDES

Da reprter Samantha Lima na Folha Online:

BNDES vendeu aes a Eike Batista por valor menor que o de mercado

Em um ano em que teve fraco desempenho com aes, o BNDES conseguiu arrumar espao para uma operao com Eike Batista que representou ganho de cerca de R$ 67 milhes para o empresrio.

Em 28 de agosto, o BNDES sacou de sua carteira 41,6 milhes de aes da empresa de logstica LLX para vend-las ao empresrio (fundador e controlador da companhia) e a um fundo de penso canadense, tambm acionista da empresa.

A venda das aes foi concluda a preo cerca de 48% abaixo da mdia de mercado.

Na poca, as aes da LLX valiam cerca de R$ 5. Mas Eike pagou ao banco em torno de R$ 2,30 por ao.

Considerado o preo mdio dos 60 preges anteriores (uma prtica de mercado em negociaes do tipo), de R$ 4,44, Eike e o fundo canadense pagaram 52% do que elas valiam.

A possibilidade de comprar aes a esse preo foi aberta para Eike em 16 de maro, e todas as operaes realizadas foram comunicadas ao mercado.

Nessa data, o BNDES entrou como scio de sua empresa, aportando R$ 150 milhes na compra de 83 milhes de aes, a R$ 1,80.

Esse preo representa um gio de 27% sobre as cotaes dos 60 preges anteriores. Alm de pagar mais do que o valor mdio, o BNDES deu a Eike a chance de comprar as aes de sua empresa por R$ 1,80 nos 36 meses seguintes. Mas o BNDES no tinha o direito de vender as aes a esse valor caso o preo na Bolsa casse.

Diante da melhora do desempenho das aes da LLX na Bolsa, Eike decidiu exercer esse direito apenas cinco meses depois. Conforme previsto no contrato, pagou juros de 15% ao ano e correo monetria, alm de gio de 20% por ter feito a compra antes de seis meses de contrato. O valor final deve ter chegado, portanto, a R$ 2,30 -o BNDES no confirmou.

Dessa forma, Eike desembolsou cerca de R$ 72 milhes por algo que j valia pelo menos R$ 139 milhes.

O fundo de penso canadense, tambm beneficiado pelo acordo, pagou R$ 24 milhes por 10 milhes de aes.

Se tivesse negociado as aes pelo valor mdio das ltimas cotaes, pagaria R$ 46,2 milhes -economizou, portanto, R$ 22,2 milhes.

O BNDES no perdeu dinheiro com a operao, j que vendeu as aes pelo preo de compra, com juros, correo e gio. Mas deixou de lucrar com sua valorizao na Bolsa. No dia 30, as aes da LLX foram negociadas a R$ 10,11.

A fatia do banco na empresa, hoje de 4,25%, vale R$ 272 milhes. Quando virou scio de Eike, essa fatia do BNDES valia R$ 53 milhes.

Questionado sobre por que precisou dar uma opo de compra ao empresrio para fechar o negcio -j que ter o banco como scio pode ser considerada, por si s, uma vantagem-, o BNDES informou que “a operao deve ser analisada como um todo”, e no ater-se venda de aes, e que considerou “muito boa” a rentabilidade obtida com o negcio, a correo e o gio. O empresrio Eike Batista no comentou.

Comentrio de Helio Fernandes
Magnfico, Samantha Lima. O texto, o contedo, as informaes, e a disposio de enfrentar um homem TO PODEROSO, que no prprio BNDES, ficou sentado, enquanto o presidente da Repblica, chamava-o de GENIAL. O BNDES assim mesmo, desde 1957, quando era apenas BNDE, presidido pelo senhor Roberto Campos. No tinha o S de Social. Hoje tem o S, mas continua desvinculado do Social.

O Bradesco conseguiu emprstimo altssimo no banco oficial, para comprar aes da Vale. Paga 4 por cento ao ano, cobra dos clientes, 7, 8 ou 9 por cento, ao ms.

Para terminar com os parabns pela matria, lembrando o que disse Carlos Lessa, que passou pelo BNDES rapidamente, queria acabar com os privilgios. Contou tudo ao presidente Lula, assim: O BNDES empresta Petrobras e paga 4 por cento a um intermedirio, como se a Petrobras precisasse de garantias.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.