As relações perigosas de FHC com a empresa onde trabalhava Snowden, o agente da CIA que se rebelou

Do site Carta Maior

O Congresso não pode tergiversar diante do incontornável: uma base de espionagem da CIA operou diuturnamente em território brasileiro, pelo menos até 2002. A sociedade tem direito de saber o que ela monitorou e com que objetivos. Há outras perguntas de vivo interesse do momento político nacional.

O pool de espionagem apenas coletou dados no país ou se desdobrou em processar, manipular e distribuir informações, reais ou falsas, cuja divulgação obedecia a interesses que não os da soberania nacional? Fez o que fez de forma totalmente clandestina e ilegal? Ou teve o apoio interno de braços privados ou oficiais e mesmo de autoridades avulsas? Ainda opera? Quem, a não ser uma Comissão Parlamentar de Inquérito, teria acesso e autoridade para responder a essas indagações de evidente relevância nos dias que correm?

Há, ainda, coincidências que gritam por elucidação. A empresa que coordenava o trabalho de grampos da CIA, a Booz-Allen, na qual trabalhava o agente Snowden, é uma das grandes corporações de consultoria mundial. No governo FHC, ela foi responsável por estudos estratégicos contratados pela esfera federal. Inclua-se aí desde o “Brasil em Ação” (primeiro governo FHC) até o “Avança Brasil” (segundo governo FHC) e outras, como as dos programas de privatização e de reestruturação do sistema financeiro nacional, com o descarnamento dos bancos públicos.

Vale repetir: a mesma empresa guarda-chuva do sistema de espionagem que operou no Brasil até 2002, a Booz Allen, foi a mentora intelectual de uma série de estudos e pareceres, contratados pelo governo do PSDB, para abastecer uma estratégia de alinhamento (‘carnal’, diria Menem) do Brasil com a economia dos EUA.

A turma da versátil Booz Allen trabalhava em segmentos estanques? Ou aqueles encarregados de assessorar o governo do PSDB também coletavam informes do interesse imperial no país e na América Latina?

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

12 thoughts on “As relações perigosas de FHC com a empresa onde trabalhava Snowden, o agente da CIA que se rebelou

  1. Tenho muitas restrições a esse senhor.

    Qdo eu penso o tempo que perdi lendo um livreto escrito por ele e adotado no curso, fico irado.

    Um descarado desse vem depois e diz com a maior cara de pau associado com oportunismo. ESQUEÇAM TUDO QUE ESCREVI.

    Ora, vá a m…..

  2. Coisas a serem esclarecidas

    A adoção do neoliberalismo por FHC/PSDB resultou em siderais transferências de riquezas públicas, em poucos minutos, configuradas nas entreguistas marteladas dos leilões de privatizações, de riquíssimas e estratégicas empresas estatais, a preço de bananas, fazendo milhares de desempregados, falências e sucateamento de nossa indústria, conduzindo o Brasil para quase falência. À valores de hoje, se contabilizado todos os prejuízos causados pelas privatizações FHC/PSDB, passam de R$ 10 trilhões.

    Na Argentina, aconteceu o mesmo entreguismo, liderado pelo traidor Carlos Menem, causando brutal desemprego e falências. Estranhamente nas mesmas épocas. É muito complicado acreditar em tamanho desmonte econômico e financeiro, sem despertar reação alguma da grande mídia “livre”, sem fortes coberturas de poderosas forças externas.

  3. Sociólogo do retrocesso e do entreguismo ,desmantelador do estado brasileiro ,tenho minhas duvidas se não abriu essa porta para o cavalo de Tróia ,haja vista a famigerada cessão da base de Alcântara que quase concretizou não fosse varrido do mapa político,cabe ao atual governo investir em tecnologias ,que nos libertem dessa dependência ou só ficar fezendo cara feia para eles . (aliás já passou da hora de investir tá esperando o quê ? eles descerem de para-quedas sobre o planalto ? )

  4. Comecemos assim:
    Em praça pública …
    Fernando Collor … José Sarney … Fernando Henrique … Lixo Inato … Dilmá :
    Fuzilamento sumário!!!
    O povo inteiro festejaria!!!
    “Ah, mas que absurdo!!! E os direitos humanos???” Blablabla …
    E esses escroques vândalos-vampirescos importaram-se ou importam-se com isto???
    Todos eles nos mantém, há anos, há décadas, numa Guantánamo ou Faixa de Gaza, das quais só nos livraremos com luta. “Palavras são palavras, nada mais do que palavras” … O momento exige AÇÃO.
    Cabe ao povo não sair das ruas, até que estes crápulas desapareçam da vida pública brasileira.

  5. Não estou aqui para defender FHC, pois, pelo que ele já apresentou como intelectual, o qualifica como burro, por isso criou a reeleição.
    Mas andou fazendo reformas que ajudaram melhorar alguma coisa por aqui, como A lei de Responsabilidade Fiscal, Plano real e as privatizações.
    Essas estatais, que na verdade eram propriedades privadas de quem é do governo e ainda é como a Petrobrás, além de serem cabides de empregos dessa malandragem, empregava pouca gente que trabalha de verdade. Hoje a Vale tem quase 100 mil trabalhadores e só de imposto, o governo fatura mais que antes, quando ela tinha lucro. Ademais a Vale ainda é do governo com 30 ou 40 %.
    A telefonia hoje permite a todos os brasileiros os seus serviços.
    Infelizmente ainda a doença do Petróleo é nosso está latente bons patrioteiros, o que é bom para aqueles que usufrui de cargos na Petrobrás para não fazer nada e ganhar fortunas. isto sem falar na última dela que foi comprar uma refinaria de 300 milhões por mais de 1 Bilhão.
    O povo paga, né?

  6. Não podemos esquecer a recompensa de um milhão de dólares que esse canalha recebeu do congresso norte americano pelos bons serviços prestados. Tinha que ser enforcado em praça pública , e seus membros salgados, para não haver perigo de brotar outro canalha desse quilate. É um traidor da pátria e daquilo que, hipocritamente, escreveu.

  7. O mineiro entrou duas vezes no circuito. Ele está sempre ideologicamente atento quando se trata de afagar interesses alheios que prejudicam o Brasil. Chega sorrateiramente com uma intervenção indecifrável, tipo besteirol, para marcar posição. Depois, contraditoriamente, como no caso específico, afirma que não defende FHC e então, na maior cara de pau, sai a louvar justamente a essência da política do FHC que prejudicou os interesses nacionais.

  8. Infelizmente tenho que reportar o fato de que todas as considerações feitas a respeito de meu comentário foram nitidamente contaminadas por afetações de ordem religiosa. Partidária.

    como é meu costume sempre pauto pela isenção em qualquer quer assunto, pois cético que sou não me interesso nem por aquilo que eu acho, quanto mais o que outros acham.
    Os fatos sim, falam por si e não têm posições distintas.

    Considerações dessas que fizeram a respeito de um fato claríssimo, tentando negá-lo e tirar o mérito de FHC naquilo que ele fez de positivo para o povão como empregos e telefones, é puro preconceito de sectários. Gente que pode ter sido contrariada economicamente pelas medidas tomadas em seu governo.

    Com palpável e visível desconhecimento dos fenômenos da mente ou consciência, a maioria das pessoas sempre incorre em equívocos quando se deixa levar por aquilo que a mente produz : mentiras. E, dentre elas as ideologias e religiões se destacam e são a base da cultura delirante dessa gente que se deixa envolver por suas armadilhas escravizadoras.

  9. Ora, ora, meus caros! Por acaso não sabíamos que a Embaixada Americana em Brasília possui um anexo imenso e inexpugnável, cheio de agentes da CIA travestidos de diplomatas e de antenas voltadas para satélites espiões do uncle Sam? Não sabíamos do espúrio “acerto” do governo FHC que submetia a Polícia Federal à vontade do FBI e do DEA, que previa inclusive “remuneração extra” em dólares para os nossos policiais? E o que dizer do tratado que o mesmo desgoverno FHC patrocinou que “cedia” a base de Alcântara à potência estrangeira, submetendo a nossa soberania ao alvedrio americano, não validado pelo Congresso graças ao empenho do grande brasileiro Waldir Pires, à época Deputado Federal e Presidente da Comissão de Relações Exteriores? E das subvenções financeiras que o então professor FHC recebia da CIA por meio da Ford Foundation? Pois é, meus caros. Também não sabíamos que foi exatamente a empresa Booz-Allen a consultora contratada pelos tucanos para avaliar a grande empresa brasileira Vale do Rio Doce, cujo valor a que chegou não representava sequer 1% do valor real dessa fabulosa companhia criada por Vargas? E o que dizer da “doação” dos nossos satélites ao Carlos Slim, quando da “privataria” da EMBRATEL, verdadeiro crime de lesa a Pátria, para agora termos que comprar novos satélites que garantam minimamente a segurança nacional? Que eles nos espionem e espionem o mundo é da natureza deles enquanto império. O que é inaceitável é não termos preparo de inteligência que faça o contraponto, acompanhe a ação dos espiões e espione também a vida deles. Pobre Brasil, país que se dá ao luxo de publicar no Diário Oficial a relação dos concursados aprovados no exame para “agente secreto” da ABIN !!! Pensando bem, para que inteligência se sequer temos projeto de nação? Oremos todos!!
    Paulo Sérgio

  10. Contra fatos não há argumentos, porém para religiosos ou mal-intencionados não há fatos.

    Nada mais a dizer, declaro definitivamente encerrada qualquer debate com pessoas afetadas por religiões ou ideologias e, ou pior, por interesses pessoais contrariados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *