As veias abertas da Nicarágua e a miopia do PT, que apoia Daniel Ortega

O presidente da Nicarágua, Daniel Ortega

Para variar, Ortega se tornou mais um ditador

Bernardo Mello Franco
O Globo

A morte da estudante brasileira despertou o Itamaraty para a escalada autoritária na Nicarágua. Falta saber quando a ficha vai cair para o PT, que continua a fechar os olhos para os desmandos do governo Daniel Ortega.

Em abril, as forças oficiais começaram uma repressão feroz aos protestos contra o presidente. A onda de violência já deixou ao menos 290 mortos. Há quem confunda a carnificina com uma resistência heroica ao imperialismo.

“EXEMPLO DE LUTA” – Na semana passada, a secretária de Relações Internacionais do PT, Monica Valente, saiu em defesa do velho companheiro. Em Havana, ela exaltou como “exemplo de luta” a “resistência às tentativas de desestabilização da Nicarágua”.

Não foi por falta de alerta. Desde o início da crise, vozes que festejaram a Revolução Sandinista levantam-se contra a guinada de Ortega. Elas afirmam que o ex-guerrilheiro, um dos líderes do movimento de 1979, é cada vez mais parecido com o ditador que ajudou a derrubar.

O sociólogo português Boaventura de Sousa Santos, conhecido pelas críticas ao neoliberalismo, condenou o presidente por sufocar a oposição para se perpetuar no poder. “Por que é que boa parte da esquerda latino-americana e mundial manteve (e continua a manter) o mesmo silêncio cúmplice?”, questionou.

MUJICA REAGE – No Uruguai, o ex-presidente Pepe Mujica pediu a renúncia de Ortega. “Sinto que algo que foi um sonho se desvia, cai na autocracia”, disse. “Aqueles que ontem foram revolucionários perderam o sentido da vida. Há momentos em que é preciso dizer: ‘vou embora’”, cobrou.

Por aqui, o teólogo Leonardo Boff manifestou sua decepção com “um governo que está perseguindo, sequestrando e assassinando seus próprios compatriotas”. “A Nicarágua necessita de diálogo, mas, antes de tudo, necessita de que as forças repressivas parem de matar”, escreveu.

Em vez de se render aos fatos, o PT prefere questionar se os nicaraguenses que estão levando tiros da polícia fazem parte de um “fenômeno espontâneo”. Não é o único exemplo da miopia do partido. No discurso de Havana, Monica Valente também elogiou a “rotunda vitória” de Nicolás Maduro nas eleições da Venezuela, manchadas por denúncias de fraude e pelo boicote da oposição.

25 thoughts on “As veias abertas da Nicarágua e a miopia do PT, que apoia Daniel Ortega

  1. A “esquerda” sempre foi assim. Quando chegam ao poder, geralmente pela força + mentiras, conseguem ser piores que os antecessores. RÚSSIA e SATÉLITES, NICARÁGUA, CUBA, COREIA DO NORTE, VENEZUELA, BRASIL, etc.

  2. Miopia??!!

    Má intenção, isso sim!!!

    Se a chefe da quadrilha travestida em partido político, o PT, a “amante” Gleisi Hoffmann, também é a favor de Maduro, mesmo com milhares de Venezuelanos fugindo do país porque sem emprego e comida, a Nicarágua é moleza.

    A intenção é uma América latina pobre, dependente do governo, então a esquerda se perpetuaria no poder.

    As razões pelas quais ainda não somos uma Venezuela, um comunismo abjeto, deletério, que é este dos petistas também, diz respeito à elite mais perniciosa que temos, os bancos.

    O banqueiro sabe que o desemprego e a inadimplência podem criar uma situação problemática muito além do que está, tanto aumentando, quanto se tornando incontrolável.

    A continuação da esquerda no poder faria o país correr um risco enorme, pois a primeira medida de Lula seria aumentar os impostos e canalizá-los para os tais falsos programas sociais, ao mesmo tempo que colocaria em votação, no congresso, a livre reeleição do presidente da República, estilo Maduro e Morales.

    Tirá-lo do poder depois só na marra!

  3. Essa conta não pode ficar somente no colo do PT, pois todos os partidos de esquerda estavam juntos e apoiam a ditadura quando estão no poder.

    Esquerdismo não é doença e canalhice mesmo, pagam de “isentão” mas gostam mesmo é de poder absoluto.

  4. Depois que a coisa passa da casa dos 290 mortos; uma médica brasileira recebe uma bala no peito; lá vem o Boff, pseudo cristão, comunista de barba branca, bonachão da palavra e embusteiro de conceitos; falso católico falar de coisas como publicada no artigo.

    O outro esquerdista e ex-comunista, ministro das relações exteriores esperou que a desgraça chegasse à casa de quase duas centenas para se manifestar.

    Quem apostar de dentro de 30-60 dias o Itamarity não vai fazer nada? Vai deixar tudo como anda tal qual na Venezuela?

    Acho que esquerdistas tem a ver com alguma alteração genética irreconciliável com a evolução. São ideólogos que miram os campo do alto de árvores e fazem juízo.

    • “O outro esquerdista e ex-comunista, ministro das relações exteriores esperou que a desgraça chegasse à casa de quase duas centenas para se manifestar.”

      -SE cada vez que morresse um estudante no Brasil esses CÍNICOS tivessem que dar entrevista, esse doutor não teria tempo para comparecer ao seu CABIDE EMPREGATÍCIO e montaria logo um estúdio na Rede Esgoto.

  5. Ortega é comunista, assim como Maduro e os petistas. Ele está somente seguindo o velho “Manual de Instrução de Conquista e Manutenção do Poder” dos comunistas. Quem ler sobre a história das tomadas de poder pelos revolucionários marxistas, verá que seguem sempre o mesmo padrão. As ditaduras da Venezuela e Nicarágua estão na fase de confronto finais contra “os inimigos da revolução” onde vale tudo porque já está tudo dominado: exército, judiciário, imprensa, etc. Não vai adiantar a heroica resistência do povo, só uma intervenção estrangeira salva aquele país. O melhor é evitar e negar qualquer ínfima fração de poder a essa gente no nosso país, porque depois que eles se tornam hegemônicos é tarde demais!

  6. Ainda dizem que no Brasil houve ditadura. Em todo o período militar ( 20 anos) tem-se notícias de que foram mortos 379 pessoas. Agora, neste país ,mataram 290 pessoas em curtíssimo tempo. Será que a petezada não sabem fazer conta?

  7. Ora, o Mello Franco mudou os seus óculos e corrigiu a sua miopia? Só agora ele se deu conta de que a Venezuela é uma ditadura, tão sangrenta como a Cubana? E, é este tipo de ditadura que ele tem apoiado para ser implantada no Brasil pelo PT? Estou surpreso, mas não convencido. Cachorro que come ovelha, não tem volta.

  8. A última ditadura que o Brasil teve, de 64 até 85, se comparada à democracia de lá para cá não tem diferença, aliás, tem, sim: O povo e país estão muito piores!

    Se a democracia brasileira é votar tão somente, pois de resto o povo jamais é consultado para nada, definitivamente não elegermos o presidente e governadores naquele período tinha o mesmo significado de hoje com o voto, ou seja, a eleição não serve para o povo, pois apenas credencia os poderes a roubar e explorar!

    Tivéssemos uma democracia verdadeira, onde o voto seria opcional, logo, não haveria mais brancos e nulos, tampouco as multas da abstenção não iriam para os cofres partidários, nas situações mais graves o povo participaria das decisões, a Justiça não seria agente de preservação da impunidade … poderíamos criticar a ditadura que tivemos há 32 anos!

    Agora, com o aumento incalculável de mortos violentamente a cada ano, 70.000;
    com a vergonhosa situação da saúde pública;
    com a calamitosa educação nos Ensinos Fundamental e Médio;
    Com a inexistente manutenção das estradas;
    Com a negligência absurda de não se ter água encanada para o povo, assim como esgotos na maioria das cidades;
    Com milhões de brasileiros desempregados;
    Com mais de sessenta milhões de cidadãos endividados;
    Com um parlamento composto por corruptos e venais;
    Com um Executivo desonesto e incompetente;
    Com um Judiciário que preserva e protege a impunidade;
    Com uma taxa de juros extorsiva:
    definitivamente o nosso período democrático tem deixado muito a desejar!

    E não preciso sequer comentar a pobreza da nossa política externa, das nossas exportações, dos salários milionários, das aposentadorias especiais …

    Que democracia é esta, se estamos presos a um sistema que nos despreza, humilha, rouba e explora??!!

    A ditadura era muito melhor, bastava não ser comunista ou ladrão de bancos ou sequestradores!!!

      • Paulo2,

        Concordo contigo plenamente.

        Além dessa segregação em castas, o povo foi também separado através da forma deletéria e abjeta, violenta enganadora, em razão da política praticada pelo PT!

        Hoje se fala de política com ódio, com raiva, pois os petistas se tornaram sinônimos de ladrões, corruptos, reles bandidos!

        Abraço.
        (Faço um elogio prá ti adiante, a respeito da Educação)

  9. O PT se mostrou nestes últimos anos, infelizmente, um partido que era esperança de dias melhores tornou-se um partido de bandidos e ditadores da pior espécie. Que Deus livre o país deste partido cubano entranhado no Brasil. Que seus seguidores voem para Cuba, Venezuela e Nicarágua. E guarde o lugar para os tucanalhas e afins.

    • Se os petistas se mudassem para Cuba e regiões afins, certamente levariam o Toffoli e o Lewandowski junto. Com isto, e com dois ministros novos poderíamos finalmente encarcerar os Tucanos, que, ainda hoje, são os maiores protegidos do STF petista.

  10. Dos inimigos exponenciais dos EUA, na America Latina e Oriente Medio, Daniel Ortega é uma das raridades que sobreviveram. Os demais foram assassinados diremente ou por sabotagens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *