Até ex-ministro petista repudia compra de lanchas e doação ao partido

A excelente repórter Marta Salomon, que denunciou o caso das lanchas do Ministério da Pesca, entrevistou o sucessor de Ideli Salvatti no cargo, o deputado petista Luiz Sérgio, que  classificou de “malfeito” a ação de cobrar dinheiro para o PT de Santa Catarina de uma empresa contratada pelo governo federal.

Como se sabe, a Intech Boating, que forneceu por R$ 31 milhões lanchas-patrulha para o ministério, doou R$ 150 mil ao comitê financeiro do PT, que bancou 81% dos custos da candidatura de Ideli em 2010 ao governo de Santa Catarina, como revelou com exclusividade o Estadão. O contrato das lanchas é considerado suspeito pelo Tribunal de Contas da União (TCU), e a petista, hoje, é titular da pasta de Relações Institucionais.

###
LANCHAS NÃO TINHAM USO

“Em relação à iniciativa do ministério de buscar contribuições, minha posição é contrária a isso. Não é função de ministério arrecadar dinheiro para candidaturas ou para partidos”, disse o ex-ministro da Pesca, a quem coube dar destino à maior parte das 28 embarcações compradas.

As lanchas-patrulha estavam estragando, sem uso, num caso de desperdício de dinheiro público investigado pelo TCU. O Ministério da Pesca optou por doar a maioria à Marinha.

Questionado se enxergava corrupção no caso, Luiz Sérgio optou pelo vocabulário adotado pela presidente Dilma Rousseff. “Eu diria, como a nossa presidente tem feito, que é um malfeito”, disse Luiz Sérgio, que ficou no Ministério da Pesca apenas seis meses, após perder o posto de articulador político do governo para a ministra Ideli Salvatti, em junho do ano passado.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *