Até quando haverá voto de cabresto oficial?

João Bosco Rabello
Estadão

A primeira pauta pós-eleições será necessariamente a Petrobrás, diante da perspectiva da publicidade da delação premiada do ex-diretor de Abastecimento da estatal, Paulo Roberto Costa, cujos vazamentos parciais indicam um escândalo político sem precedentes.

Juntados esses vazamentos, que incluem nomes expressivos do quadro partidário brasileiro, com o depoimento de Costa não submetido ao segredo de justiça, tem-se um duto de recursos públicos desviados para irrigar campanhas e políticos de PT,PMDB e PP, o que pode alcançar as campanhas da presidente Dilma de 2010 e a atual, ainda que à revelia da candidata.

É um quadro que seria avassalador para qualquer governo em campanha pela reeleição, dado que o tempo de mandato do PT soma 12 anos, dando-lhe o monopólio dessa gestão marginal em favor do partido e de aliados. Com um tesoureiro cumprindo pena pelo mensalão, o partido já tem o segundo na mira da justiça.

O que diferencia o esquema sob investigação de outros ao longo da história política nacional é a sua característica sistêmica, como pilar de um processo de sustentação política de um projeto de permanência no poder, abrangendo três grandes partidos da base governista.

NO EXTERIOR

A recente informação de que a Petrobrás poderá sofrer sanções nos Estados Unidos, onde a legislação prevê consequencias mesmo para empresas estrangeiras lá sediadas, estende as investigações ao plano internacional, um sólido sinal de consistencia do conteúdo da delação do ex-diretor da estatal no Brasil.

Tal cenário leva a outra questão: como o governo, em condições tão adversas que inclui ainda a economia em recessão técnica e alta rejeição da candidata, pode alcançar índice próximo a 50% na disputa e aponto de torná-la tão acirrada?

BOLSA FAMÍLIA

Aqui entra o dado essencial: o bolsa família. O programa dá ao PT o conforto de um patamar de largada eleitoral de 34,6% em qualquer eleição. São 13.738.798 famílias beneficiadas, estimando-se 1,6 eleitor por cada uma, e considerando-se que 85% dos beneficiários votam com o governo, tem-se aí 14,9 milhões dos 43,3 milhões de votos obtidos por Dilma no primeiro turno, já subtraídas as abstenções totais.

É o maior voto de cabresto de que se tem notícia e que explica a falsa conotação ideológica no confronto sul-sudeste versus nordeste, que o PT explora como a luta entre ricos e pobres, a partir do monopólio do programa que se tornou arrimo eleitoral do partido.

Por isso, a oposição considera indispensável que já no próximo ano seja feita uma reforma conceitual no programa Bolsa Família, de maneira que ele se torne uma ação de Estado e não de governo, via emenda constitucional.

10 thoughts on “Até quando haverá voto de cabresto oficial?

  1. MEU DILETO COLUNISTA, NÃO VIMOS UMA SÓ PALAVRA SOBRE A EXTORÇÃO DO FALECIDO PRESIDENTE DO PSDB SERGIO GUERRA, TAMBÉM SITADA PELO DELATOR, EM SEUS COMENTÁRIOS, SERÁ QUE COMO O EX PROCURADOR GERAL DA REPUBLICA GERALDO BRINDEIRO, A IMPRENSA QUE JÁ AJUDA TANTO ESTE “HONESTÍSSIMO” PARTIDO, SERÁ TAMBÉM ENGAVETADO OS COMENTÁRIOS A RESPEITO. FALE. FALE, OU MELHOR, ESCREVA, ESCREVA, VAMOS VER O QUE TEM A DIZER. ABS. FRATERNOS. VIVA A DEMOCRACIA. SEM PARTIDARISMO.
    OBS. QUANDO EU DISSE ISSO, SEGUNDO A DETECÇÃO, QUE JÁ DISSE ISSO. QUANDO. POR FAVOR QUANDO.

    • Viva a democracia sem partidarismo desde que o PT não seja atacado? Que tipo de democracia é a tua? Faça o que digo mas não o que faço? Grande piada!

  2. MY beloved columnist, DO NOT SEE ONE WORD ABOUT THE DECEASED extortion PRESIDENT OF SERGIO PSDB WAR, ALSO BY SITADA snitch, IN YOUR COMMENTS, YOU WILL LIKE THE EX GENERAL OF THE REPUBLIC Geraldo Brindeiro PRESS ALREADY SO MUCH HELP THIS “PROSECUTOR HONESTÍSSIMO “PARTY SHALL ALSO THE COMMENTS ABOUT shelved. SPEAK. SPEAK, OR BETTER, WRITE, WRITE, WE WILL SEE WHAT HAS TO SAY. ABS. FRATERNAL. VIVA DEMOCRACY. WITHOUT partisanship.
    OBS. WHEN I SAID THAT, ACCORDING TO DETECT THAT ALREADY SAID THAT. WHEN. PLEASE WHEN.

  3. Analisando os números da própria pesquisa divulgada ontem (20/10/2014) por região tem-se o seguinte:

    Região Sul :
    Aécio 61%
    Dilma 39%

    Região Sudeste :
    Aécio 59%
    Dilma 41%

    Região Centro-Oeste :
    Aécio 63%
    Dilma 37%

    Região Nordeste :
    Aécio : 32%
    Dilma : 68%

    Região Norte:
    Aécio : 44%
    Dilma : 56%

    Segundo o TSE o número de eleitores por região é :
    Região sul : 20.825.700
    Aécio 61% : 12.703.677
    Dilma 30% : 8.122.023

    Sudeste : 60.968.400
    Aécio 59% : 35.971.356
    Dilma 41% : 24.997.044

    Centro-Oeste : 10.081.500
    Aécio 63% : 6.351.345
    Dilma 37% : 3.730.155

    Nordeste : 38.225.100
    Aécio 32%: 12.233.032
    Dilma 68% : 25.993.068

    Norte : 10.659.600
    Aécio 44% : 4.690.224
    Dilma 56% : 5.969.376

    TOTAL
    AÉCIO : 71.948.634
    51,2 %
    DILMA : 68.811.666
    48,8%

    NO CASO A DIFERENÇA DE AÉCIO PRA DILMA SERIA DE 3.947.000.

  4. Acho que é muito precipitado chamar voto de cabresto, até mesmo tendencioso, faz-me sentir na liberdade de classificar essa colocação como ridícula! Não recebo bolsa nenhuma e sou nordestino. O único partido que eu vi fazendo algo solidário que chegou ao ponto de enfurecer a elite, concentrada no sul e sudeste do país, foi o PT.
    É bom deixar claro, hoje em dia só votamos naquele mais nos beneficia e, no meu caso em particular, menos me prejudica.
    Não quero isentar o PT de sua culpa, mas FHC não foi nenhum inocente para falar que com Aécio os escândalos brasileiros irão cessar. Esse bolsa família ajuda muita gente e não podemos generalizar pelos podres que usufruem do benefício, muitos não trabalham por falta de oportunidade no agora ou no estudo em seu devido momento, cito como exemplo os mendigos, reflitam: muitos que os criticam teriam disposição de oferecer um emprego a essas pessoas se tivessem condição?

    • Amigo: ele se torna voto de cabresto à medida em que o benefício é usado por um partido para fazer terrorismo com os demais. Aliás, para tua informação, o Bolsa Família não foi nenhuma criação do PT. O Lulla somente reuniu as diversas bolsas
      criadas no governo tucano e dando-lhe o nome que, por sinal foi sugerido por outro tucano: Marconi Perilo.

  5. João Bosco. seu artigo explica com perfeição o projeto do PT, que nada mais é,
    do que se manter no poder infinitamente, para nele se beneficiarem e enriquecerem.
    Vejamos: mais de 20 mil cargos comissionados, emprego nas estatais, aumentaram o número de Ministério para 39, para gerarem mais empregos para companheirada,
    todos com altos salários e ainda corrupção alarmante, com os recursos sempre desviado para o PT e base aliada. O PT costuma acusar os outros dos seus malfeitos: Quem ganhou
    mais dinheiro neste governo, senão os banqueiros, as empreiteiras (com superfaturamento),
    e as multinacionais ( elites), enquanto para os pobres e miseráveis, um cala boca, dinheiro

  6. Desculpem, completando o comentário:dinheiro que mal dá para alimentação
    de uma família. Escolheram o Nordeste por ser uma região fértil, para seu projeto;
    Lula é nordestino, o que cativa a simpatia da maioria dessa população e é uma região,
    onde existi os maiores bolsões de pobreza.
    Fica aqui uma pergunta: Qual projeto no presente e futuro da nação realizado por este governo?

    • Os números do próprio programa assistencialista mostram que mais de 14 milhões de brasileiros têm renda percapita abaixo da linha da miséria absoluta. O TCU já fez as contas e ao invés de R$77, deveria ser pago R$100 a cada um. A ideia é deixar os miseráveis na dependência do governo da organização criminosa e não os tirar da pobreza extrema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *