Ativista bolsonarista debocha de intimação da Polícia Federal: “Não vou nessa bosta”

Sara Winter vocifera e opta pelo enfrentamento e pela polêmica

Deu no Correio Braziliense

A apoiadora do presidente Jair Bolsonaro afirmou, nas redes sociais, nesta segunda-feira, dia 1º, que foi intimada pela Polícia Federal a prestar depoimento. Sara, no entanto, disse que não cumprirá a ordem.

“A PF acabou de sair da minha casa, entraram ilegalmente, não se identificaram e vieram deixar uma intimação pra depor daqui a dois dias, eu não vou! Vão me prender? Me tratar como bandido? Vão ter que se prestar a isso!”, escreveu em sua conta no Twitter.


RECUSA – A organizadora do movimento 300 do Brasil também gravou um vídeo em que diz se recusar a obedecer a intimação. “Eu vou incorrer em crime de desobediência porque eu me nego a ir nessa bosta. Eu não vou!”, grita nas imagens.

Na quarta-feira, dia 27, Sara foi um dos alvos de operação da PF determinada pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), que investiga o disparo ilegal de fake news e ameaças dirigidas à Corte. Na ocasião, Sara gravou um vídeo ameaçando Moraese dizendo que gostaria de trocar soco com o ministro.

Sara Winter mudou-se para Brasília e se tornou uma das lideranças do grupo 300 do Brasil, que acampou em frente ao STF. O grupo já foi chamado de “milícia armada” pelo Ministério Público do Distirto Federal e Territórios, que recomendou ao Governo do Distrito Federal a proibição de o grupo continuar se reunindo no local.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
– Sara Fernanda Giromini, conhecida como Sara Winter, é uma ex-feminista, youtuber e figurante de ativista política. Vive colecionando polêmicas para sobreviver, mas não consegue o essencial: ter argumentos sólidos, mais de dois neurônios e base para discussão. Desafia as instituições e atira contra a democracia. Pensa (?) que ficará livre, leve e solta por muito tempo. (Marcelo Copelli)

13 thoughts on “Ativista bolsonarista debocha de intimação da Polícia Federal: “Não vou nessa bosta”

  1. Espero condução coercitiva.
    É direito dela permanecer calada.
    Mas se seguindo com os comportamentos apresentados, têm-se a permanência da conduta que deve ensejar a prisão preventiva.

  2. Lendo a matéria lembrei do trecho da música do saudoso Bezerra da Silva e Biquini Cavadão….

    “Se Deus desse asa a cobra
    O mundo não estava perdido
    Carroça andava na frente
    E o burro atrás escondido…”

    É o que se mostra diante dessa realidade, ok quem entende de lei devem ficar se perguntando qual o crime que ela cometeu…
    “Eu não sou ministro, eu não sou magnata eu sou do povo eu sou um Zé Niguém”.. se na interpretação dele achou melhor convocá la para depor, pois encontrou em seus atos algo que não correspondem diante de atitudes arbitrárias no convívio da sociedade.
    Quem sou eu na fila do pão?….

  3. Vamos censurar, CN? Um grande “estrago”, ontem, em Curitiba. Mas, segundo VOCÊS, são democratas cansados do governo “fascista” (queimaram até a bandeira nacional). E aí? .Melhor atirar pedras na “ativista” Sara…
    Obs. O tal movimento requer um a averiguação(urgentíssima) da ABL, pois a palavra correta, segundo eu li, é “FACISTA”.

    • Censurado o que(?)
      Aqui se censura palavrões, xingamentos.
      Quer ver quebra quebra procura um blog com seção policial ou com atuação local. Vai ver o canal do Sikêra Jr.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *