Atlético campeão: só o futebol para gerar festa de qualquer jeito!

Chico Maia (O Tempo)

De segunda-feira a ontem, Belo Horizonte viveu dias de rara alegria, com clima de festa no ar. A cidade toda colorida de preto, branco e azul. Sim, porque, apesar de o Olimpia também ser alvinegro, as bandeiras do time paraguaio à venda em todas as regiões da capital e decorando incontáveis automóveis tinham as bordas azuis e cinco estrelas. Bandeiras, faixas e camisas do Atlético eram vistas em ruas, bares, casas, prédios e barracos. Não raro, carros passavam com seus alto-falantes em volume exagerado tocando o hino do Galo e outras músicas que remetem ao clube. De minutos em minutos, o inconfundível grito de Gaaallllooo!!!

Festança

Escrevi esta coluna ao som de fogos e bombas que vinham de todos os lados e distâncias, e olhem que o jogo ainda não tinha começado, muito pelo contrário, eram 16h15, mais de cinco horas antes, portanto. Só o futebol é capaz disso! Os cruzeirenses na espreita, prontos para iniciar a sua festa também; igual aos atleticanos, que fizeram festa madrugada afora, depois daquela fatídica noite do dia 14 de julho de 2009, contra o Estudiantes, comandado por Juan Sebastián Verón, no antigo Mineirão, quando os argentinos levaram a taça!

Troco

Pela manhã, o presidente do Olimpia, Oscar Carísimo, esbravejava contra o barulho dos foguetes na madrugada, nas imediações do hotel da delegação, na fronteira com Nova Lima, que, segundo ele, não deixaram os jogadores dormir. Detonou Belo Horizonte e o Brasil, dizendo que não temos condição de sediar uma Copa do Mundo, já que não garantimos a segurança dos visitantes.

Recíproca

Ora, ora! Lá em Assunção os jogadores do Atlético passaram pela mesma coisa, com direito a frangos de macumba, bebidas, farofa e demais ingredientes, que proporcionam uma macumba “infalível”, de acordo com quem gosta e acredita. Tudo registrado pela imprensa paraguaia e pela estrangeira. Acho tudo isso uma bobagem, mas defendo o princípio da reciprocidade. Fizeram lá, tiveram o troco aqui.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

2 thoughts on “Atlético campeão: só o futebol para gerar festa de qualquer jeito!

  1. Atleticano gosta mesmo de sofrer. Levaram 100 anos para conquistar uma Libertadores e agora terão o sofrimento de ver o nome do Cruzeiro gravado duas vezes na taça. Mesmo assim meus parabéns a torcida pela vitoria pelo menos o titulo ficou no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *