Ato com Bolsonaro na Bahia fechado por tapumes, mas porta-voz no prev problemas

Resultado de imagem para rego barros

Porta-voz acha que Bolsonaro ser ovacionado pela populao

Jussara Soares e Gustavo Maia
O Globo

Aps polmica envolvendo governadores do Nordeste, o Palcio do Planalto diz que no teme protestos em Vitria da Conquista, na Bahia , onde o presidente Jair Bolsonaro participa, s 10h desta tera-feira, da inaugurao do aeroporto local, informou o porta-voz da Presidncia, Otvio do Rgo Barros . Segundo o porta-voz, o Gabinete de Segurana Institucional (GSI) no v riscos na viagem. Ele acrescentou ainda que presidente ser “muitssimo bem recebido” na cidade da mesma forma como ocorre em outras regies do pas.

Em qual cidade o presidente chega e no ovacionado? Em todas. Ele muito bem recebido pela populao e no seria diferente em Vitria da Conquista, onde ns temos um apreo especial pelo senhor prefeito, por aquela populao e entendemos a importncia, como dito anteriormente, da inaugurao do aeroporto para ajudar na divulgao cultural, histrica e prover melhorias no ambiente econmico e turstico – disse Rgo Barros, em conversa com jornalistas na no incio da noite desta segunda-feira.

COSTA NO VAI – O porta-voz afirmou que o presidente no comentou o fato de o governador Rui Costa (PT) ter cancelado sua participao no evento. Em vdeo publicado nas redes sociais nesta tarde, o petista disse que convidou o Governo Federal por “boa educao”, mas “infelizmente, confundiram a boa educao com covardia, e desde ento, temos presenciado agresses ao povo do Nordeste e ao povo da Bahia”, escreveu.

Na ltima sexta, Bolsonaro foi flagrado fazendo declaraes controversas sobre governadores do Nordeste e virou alvo de crticas. A medida anunciada excluir o povo da inaugurao, fazer uma inaugurao restrita a poucas pessoas, escolhidas a dedo como se fosse uma conveno poltico-partidria. No posso concordar com isso, acrescentou Rui Costa.

ATO FECHADO – Ao ser questionado duas vezes se partiu do Planalto que a inaugurao fosse restrita – e no aberta ao pblico, Rgo Barros no respondeu. Disse apenas que o Gabinete de Segurana Institucional ( GSI ) no avaliou riscos na viagem.

No temos informaes de eventuais protestos. O GSI trabalha com perfis e anlise de risco, mas no foi dado ao senhor presidente qualquer dificuldade neste sentido. O presidente, por certo, sentir-se- muitssimo bem recebido na regio de Vitria da Conquista – repetiu.

###
NOTA DA REDAO DO BLOG
Na Folha, Daniela Lima d outro panorama. Diz que o novo aeroporto de Vitria da Conquista (no Sudoeste da Bahia) foi coberto por tapumes. No ser possvel ver o presidente do lado de fora, nesta primeira visita regio aps ter chamado governadores de parabas. Assim como o governador baiano Rui Costa, do PT, Paloma Rocha, uma das filhas de Glauber, cancelou participao na inaugurao do aeroporto a obra leva o nome do cineasta. (C.N.)

27 thoughts on “Ato com Bolsonaro na Bahia fechado por tapumes, mas porta-voz no prev problemas

  1. Chamar o povo nordestino de paraba, o meu mundo caiu. A covardia da imprensa com este deslize do presidente lamentvel, inclusive existem feiras no sudeste que levam o nome de paraba e ningum acha polmico. Estas so as armas dos esquerdalhas e da imprensa para minar o governo. Cad algum falar do risco pas batendo o cho do grfico. A internet no permitir que estes polticos se faam na ignorncia do povo.

    • Como sempre estamos vendo a proliferao da falcia, tanto l fora quanto aqui dentro… Desde menino e at a minha velhice, no Rio, qualquer nortista ou nordestino chamado, sem qualquer sentido ofensivo, de “paraba”. Esse apelido se deu, pela carioquice, em virtude de que, durante anos, as construes de prdios e outros tantos tipos de obras pblicas ou particulares eram feitas, em sua maioria, por operrios originrios da Paraba. Esse apelido nada tem de ofensivo e faz parte da cultura carioca. Os insanos e mordazes usam o tema para atacar o governo, Bolsonaro e at o prprio pas…

    • Me lembrei da linda composio do grande e saudoso LUIZ GONZAGA : ”PARAIBA MASCULINA, MUI MACHO SIM SINH” !
      Coisa LINDA e homenagem a PARABA. Homenagem e nunca ofensa

  2. DURAMENTE CRITICADO, MINISTRO DA EDUCAO DISCUTE COM JOVENS NO PAR

    Abraham Weintraub decidiu discutir com paraenses aps ouvir crticas sua pasta

    Reproduo / Twitter

    Notcias ao Minuto Brasil
    23/07/19 05:30 ? H 3 HORAS POR FOLHAPRESS

    BRASIL ABRAHAM WEINTRAUB

    ALTER DO CHO, PA (FOLHAPRESS) – O ministro Abraham Weintraub (Educao) se envolveu em uma discusso com ativistas em Alter do Cho (PA), onde passa alguns dias com a famlia.

    O ministro foi abordado por ativistas do Engajamundo, uma rede de jovens organizados pelo Brasil. O grupo entregou a ele uma kafta, referncia irnica ao episdio no qual ele errou a pronncia do sobrenome do celebrado escritor Franz Kafka, chamando-o pelo nome da iguaria rabe.

    Weintraub reagiu. Pegou o microfone de msicos que faziam uma apresentao no local e disse que estava de frias com a famlia. Depois, disparou crticas contra o PT.

    O ministro chegou a pegar a filha no colo para devolver a hostilidade dos ativistas. “Aqui , corajoso”, gritava, apontando para a menina em seus braos.

    O ativista, um indgena, respondeu: “Eu tambm tenho filhos”. O ministro retrucou dizendo que no ia “ sua casa, enquanto voc est comendo”, mas foi interrompido. “Voc est na minha casa.” Weintraub, ento, afirmou que “no porque voc est com um cocar que voc mais brasileiro do que eu, seu babaca”.

    Um jovem que acompanhou a situao reforou a crtica ao ministro: “Qualquer defeito que apontado neste governo, eles mudam de assunto e comeam a falar de PT. O partido nem est mais no poder e eles no tem argumento e nem estrutura para desfazer a imagem negativa que esto criando deles mesmo. Triste! Votei no Bolsonaro apostando na mudana e agora tudo mais do mesmo, s que piorado”, disse Jhonata Lopez.

    O ministro foi convencido pela famlia a sair e deixa o local aos gritos de “fazendo balbrdia” e “fascista”.

    BALBRDIA

    Em abril, o ministro causou polmica ao afirmar que o MEC cortaria verbas de trs universidades federais com base em princpios ideolgicos.

    O bloqueio de 30% seria praticado para a UnB, Ufba e UFF. O ministro indicou, em entrevista ao jornal O Estado de S.Paulo, que se tratava de uma retaliao a atividades polticas ocorridas dentro dessas unidades, o que ele havia chamado de “balbrdia”, e ao que considerou como fraco rendimento acadmico.

    “A universidade deve estar com sobra de dinheiro para fazer baguna e evento ridculo”, disse ele, dando como exemplo de baguna a presena de sem-terra e gente pelada dentro do campus. “A lio de casa precisa estar feita: publicao cientfica, avaliaes em dia, estar bem no ranking”, completou.

    Apesar de alegar que essas federais teriam fracos resultados acadmicos, essa afirmao no confirmada pelos indicadores.

    As trs federais ficaram entre as 20 melhores universidades do pas na ltima edio do RUF (Ranking Universitrio Folha). Segundo a plataforma de produo acadmica Web of Science, as trs esto entre as 11 instituies brasileiras que mais ampliaram o nmero de artigos de 2008 a 2017.

    Aps uma onda de crticas, o governo Jair Bolsonaro (PSL) resolveu estender o bloqueio de 30% dos recursos a todas as universidades federais.

  3. AEROPORTO EXPE TENSO DE BOLSONARO COM POOLTICOS DO NORDESTE

    O governador do Estado, Rui Costa, se recusou ir ao evento de inaugurao do Aeroporto Glauber Rocha onde Bolsonaro estar

    Valter Campanato/Agncia Brasil

    Notcias ao Minuto Brasil
    23/07/19 07:30 ? H 2 HORAS POR ESTADAO CONTEUDO

    POLTICA TENSO

    A inaugurao do Aeroporto Glauber Rocha, em Vitria da Conquista (BA), evidenciou o clima tenso entre polticos do Nordeste e Jair Bolsonaro aps comentrios do presidente sobre governadores da regio. O terminal, localizado a 518 quilmetros da capital baiana, ser inaugurado nesta tera-feira, 23, pelo presidente sem a presena do governador do Estado, Rui Costa.

    Na sexta-feira passada, dia 19, em udio captado pela TV Brasil, Bolsonaro faz referncia regio e diz que o governo federal no devia dar “nada” para o governador do Maranho, Flvio Dino (PCdoB). H trechos inaudveis da conversa em que no possvel entender o contexto. O presidente negou que no rpido dilogo com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, tenha classificado os governadores do Nordeste pelo termo “paraba” – forma pejorativa usada principalmente no Rio para se referir aos imigrantes da regio.

    O clima com os polticos locais, porm, ficou estremecido. Bolsonaro acusou os governadores de “manipular” eleitores nordestinos. Costa afirmou nesta segunda-feira, 22, que no vai participar da cerimnia de inaugurao do aeroporto. Em um vdeo nas redes sociais, ele alegou que o evento se transformou em uma “conveno poltico-partidria”.

    O governador do PT afirmou que durante a organizao da cerimnia, na semana passada, convidou o presidente e sua comitiva como um “aceno de boas maneiras”. Na verso de Costa, o governo federal estabeleceu que, de 300 pessoas convidadas para o evento, o Estado teria direito a indicar 70. Depois, decidiu que seriam 600 convidados – e que o petista teria direito de chamar 100.

    A reportagem tentou contato com a assessoria da Presidncia, mas no obteve resposta at a concluso desta matria.

    O porta-voz da Presidncia, Otvio do Rgo Barros, afirmou nesta segunda que Bolsonaro destacou ser importante inaugurar o aeroporto pelo estmulo ao turismo e economia local. Segundo ele, o Planalto no se preocupa com eventuais crticas ao presidente ou protestos no evento. “Em qual cidade nosso presidente chega e no ovacionado? Em todas. E no seria diferente na cidade onde temos apreo pelo prefeito e pelo povo”, disse o porta-voz.

    reportagem, Costa disse que desistiu de ir cerimnia para no “ficar fazendo trampolim para debate poltico, debate ideolgico”. “Eu que convidei o governo federal e tenho 100 credenciais? O sentimento de perplexidade: voc pega um governador, em tese de um partido de oposio a ele (Bolsonaro), que faz um aceno de generosidade, de boas maneiras, e em vez de o presidente vir de forma generosa, de negociar com o Estado as condies, de compartilhar conosco a organizao, chega impondo condies inaceitveis?”, questionou.

    Na eleio do ano passado, o candidato do PT ao Planalto, Fernando Hadad, teve uma votao expressiva na Bahia: cerca de 5,5 milhes de votos (72,6%) no segundo turno, ante 2,06 milhes (27,3%) obtido por Bolsonaro. O ento candidato do PSL s venceu em quatro municpios baianos.

    Ao todo, o aeroporto de Vitria da Conquista recebeu investimento de R$ 106 milhes, dos quais R$ 75 milhes oriundos do governo federal e R$ 31 milhes da administrao estadual. O novo terminal, com pista de pouso e decolagem de 2.100 metros com 45 metros de largura, ter o dobro de capacidade do antigo, podendo ampliar para sua movimentao para 500 mil passageiros at 2020. Polticos locais disputaram a paternidade da obra. As informaes so do jornal O Estado de S. Paulo.

  4. Esperar o que de um governador do PT? Age e fala como sempre falam os petistas polticos, naturalmente. Por isso, cada dia mais, vejo o quanto o povo no sabe escolher seus representantes, sem levar em conta as artimanhas deles para se elegerem. Nossa democracia muito falha, pois no nos protege dos esquemas dos polticos mentirosos e corruptos.

    • D para entender como politicagem do governador, pois praxe de protocolo o governador receber o presidente da Repblica. Porm, do jeito que a coisa vai, o que menos vai vigorar neste pas o respeito a protocolo e boas maneiras. De parte a parte.

  5. GOVERNADOR DO MARANHO

    FLVIO DINO SOBRE BOLSONARO : “TEM UM INSANO NO COMANDO DO PAS”

    POR BERNARDO MELLO FRANCO22/07/2019

    O governador do Maranho, Flvio Dino (PCdoB), afirma que o presidente Jair Bolsonaro insano e lidera uma minoria sectria que pretende criar confuso e dividir o pas.

    Na sexta passada, o presidente foi gravado usando um tom pejorativo ao se referir ao governador, em conversa com o ministro Onyx Lorenzoni.

    Daqueles governadores de paraba, o pior o do Maranho. Tem que ter nada com esse cara, disse Bolsonaro.

    Na opinio de Dino, o presidente d declaraes extremistas para esconder seu mau governo. Reeleito numa coligao que juntou 16 partidos, do PT ao DEM, ele defende a formao de uma frente ampla contra o bolsonarismo nas eleies municipais de 2020.

    A seguir, os principais trechos da entrevista coluna:

    ***

    O GLOBO: O que o sr. achou da fala do presidente?

    FLVIO DINO: Foi a prova que tem um insano no comando do pas. H um mtodo instalado no poder central. um mtodo de discriminao, de perseguio e de preconceito.

    O presidente externou uma viso de preconceito, de dio. E reiterou essa viso em outro vdeo, dizendo que todo nordestino pau de arara e cabea chata (em live com o ministro Tarcsio Freitas, na quinta noite). Isso nada mais que a repetio de tratamentos pejorativos para menosprezar uma regio que concentra um tero da populao brasileira.

    E o fato de ser descrito como o pior dos governadores?

    DINO: No me abalei. No a opinio do presidente que baliza as minhas aes. Fui eleito duas vezes em primeiro turno, em 2014 e 2018. Isso confirma que temos apoio da maioria da sociedade no nosso Estado. Em uma semana, nosso governo teve mais resultados que o dele em 200 dias.

    O sr. vinha evitando o confronto com o Planalto. Ficou surpreso com o tom do presidente?

    Fiquei, porque foi uma agresso gratuita. No havia nenhum episdio que justificasse esse nvel de agressividade, de perseguio e de retaliao.

    Eu e os demais governadores de partidos de oposio temos procurado praticar a boa poltica republicana. Com o direito crtica, garantido na Constituio, e o dilogo institucional, a favor de tarefas de interesse comum.

    Essa agressividade no da tradio brasileira. Joo Figueiredo, o ltimo presidente da ditadura militar, manteve relaes institucionais com governadores de oposio, como Franco Montoro (SP) e Leonel Brizola (RJ).

    A que atribui o fato de ter sido apontado como o pior dos governadores?

    Isso deriva da viso extremista e sectria que ele tem praticado. Um trao do discurso fascista a identificao de inimigos para justificar suas prprias carncias.

    As pesquisas mostram que o governo no consegue cuidar do que fundamental, como o desemprego e a recesso. Para esconder este fato, o presidente pratica a poltica da agresso, da busca de inimigos. para tentar esconder o mau governo que ele faz.

    O que muda depois desse bate-boca?

    No meu caso, nada. No vou recuar um milmetro. Mais que um direito, considero que um dever dizer o que penso. O pas precisa de uma correo de rumos. No h uma agenda sequer em que se identifique uma preocupao com o social.

    Se o intento dele foi me silenciar, ser intil. No vou aceitar que um discurso de carter autoritrio determine minha atuao poltica.

    um dever resistir a qualquer proposta de carter ditatorial no Brasil. No tenho medo de ditador nem de projeto de ditador.

    No se trata apenas de algo tosco ou ridculo. preciso compreender que a viso expressada pelo presidente da Repblica perigosa para o Brasil.

    Agora inviabilizaram a presena do governador da Bahia numa inaugurao em seu Estado (do Aeroporto Glauber Rocha, em Vitria da Conquista). Ele est criando um ambiente de conflituosidade em que at coisas bsicas, como a inaugurao de uma obra, se tornam impraticveis. No algo isolado contra o Flvio Dino. uma coisa geral, que visa promover uma desorganizao da poltica brasileira.

    O sr. teme retaliaes prticas ao seu Estado?

    Espero que no. No quero nenhum tipo de privilgio, s o que est garantido na Constituio e nas leis. Se essa retaliao se confirmar, vou usar todos os meios para proteger os interesses de sete milhes de pessoas.

    Ele disse para no dar nada para esse cara, como se eu pedisse alguma coisa para mim. Nunca pedi e nunca pedirei. O que ele quis dizer foi para no dar nada populao do Estado, e isso viola os artigos 19 e 37 da Constituio.

    At achei engraado o termo. Agora vou cantarolar aquela msica do Roberto Carlos, Esse cara sou eu. O presidente me promoveu, criou um jingle para mim.

    O sr. citado como possvel candidato ao Planalto. Este episdio o ajuda?

    Parece que o presidente resolveu me lanar (risos). Em cinco dias, ele deu cinco declaraes seguidas me citando como seu adversrio. Eu no trato de eleio agora. Quem s pensa na prxima eleio o presidente, que deveria pensar em governar.

    Nesses 200 dias, a oposio criou menos problemas para o governo do que o prprio governo. Por qu?

    O presidente cria tanta confuso que s vezes at melhor ficar s assistindo. Ele fica se enrolando nas suas prprias contradies e incapacidades.

  6. Entender, gostaria.
    Os polticos que se opem ao atual governo, berram que ningum deve ser discriminado, por ideologia.
    Concordo plenamente, mas fico a questionar, por que os mesmos discriminam tanto o atual presidente, que bem ou mal, foi eleito pelo povo!?

    Na minha “santa ingnorncia”, entendo que numa democracia, todos os lados devem se respeitarem, naturalmente mantendo suas posies ideolgica, e suas crticas.
    Infelizmente o que se v, so agresses gratuitas, e uma falta de educao sem precedente.

    Ao que assisto, fico convencido e muito triste que apesar de estarmos no sculo XXI, continuamos uma republiquetazinha de bananas……

      • De fato, absurdo. H at mesmo determinao judicial para o abastecimento dos navios, mas a medrosa dona Dodge recorreu, garantindo que a Petrobras no est obrigada ao abastecimento , em razo de sanes americanas..

  7. A pretenso do politicamente correto acabar de vez com o humor brasileiro, s os idiotas que no percebem. A continuar essa frescura, sorrir e rir de besteiras futuramente ser considerado crime.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.