Aumentam as chances de Aras apresentar denúncia contra Bolsonaro no Supremo

PGR vai analisar se inclui acusações de Marinho em inquérito de ...

Procurador-geral ficou estarrecido com a postura de Bolsonaro na reunião

Carlos Newton

Ao atender à determinação do presidente Jair Bolsonado e pedir a instauração de inquérito contra o então ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, no dia 24 de abril, O procurador-geral da República, Augusto Aras, não tinha noção de que estava se metendo numa tremenda enrascada. Acreditou quando o presidente disse que Moro era mentiroso e partiu dessa premissa para pedir o enquadramento do ministro em denunciação caluniosa e mais seis crimes conexos.

Três semanas depois, já está claro que Sérgio Moro em nenhum momento deixou de falar a verdade, enquanto o presidente e seus áulicos contavam uma mentira atrás da outra. E hoje o procurador está vivendo o inferno astral de sua carreira.

DEVER DA PROCURADORIA – No dia 1º de maio, quando Bolsonaro ainda se divertia dando entrevistas para ironizar Moro, dizendo que na reunião ministerial do dia 22 nem pronunciara as expressões Polícia Federal e Superintendência, o procurador respondeu a uma crítica de Moro sobre o “caráter intimidatório” da petição ao Supremo.

Em nota oficial, Aras disse que “a procuradoria-geral da República tem o dever de averiguar todos os fatos – e as versões que lhes dão os envolvidos – em busca da verdade real”. Negou o “caráter intimidatório” da petição e assim finalizou a nota:

“O procurador-geral da República, Augusto Aras, reitera que não aceita ser pautado ou manipulado ou intimidado por pessoas ou organizações de nenhuma espécie. Ninguém está acima da Constituição!”

O JOGO VIROU – Duas semanas depois, tudo mudou, já se sabe que Moro disse a verdade e as provas contra Bolsonaro se acumulam, porque ele costuma dizer uma coisa de manhã e outra à noite. E agora é Augusto Aras que sofre pressão na própria Procuradoria para ter uma atuação mais firme e frear os excessos de Bolsonaro.

Segundo o jornalista Lauro Jardim, de O Globo, os procuradores acusam Aras de fazer vista grossa para o comportamento de Bolsonaro e tentar se cacifar para uma vaga no Supremo.

Disse Jardim que havia uma quase certeza no ar (inclusive entre os integrantes da equipe de Aras) de que ele não denunciaria Bolsonaro no inquérito que corre no Supremo sob relatoria de Celso de Mello. Mas as coisas mudam.

###
P.S.
O procurador-geral enfim assistiu à íntegra do vídeo da reunião ministerial citada por Moro e ficou estarrecido com o desempenho do presidente Bolsonaro, que parecia estar numa conversa de botequim. Portanto, se o relator Celso de Mello quebrar o sigilo do conteúdo do vídeo, Aras se verá obrigado a apresentar denúncia contra Bolsonaro. E isso significará o fim, digamos assim. (C.N.)

24 thoughts on “Aumentam as chances de Aras apresentar denúncia contra Bolsonaro no Supremo

  1. CN está delirante. Seu caso é seríssimo. Tens uma aversão doentia contra o Presidente e busca notícias junto a parte da mídia q odeia Bolsonaro. Que jornalismo é esse? Vc ultimamente nào tem acertado nenhuma previsão. Todas as denúncias feitas tem sido desmascaradas. Bebiano, Joice, Frota etc. Moro é mais uma que não se sustenta. Que tesão é este em derrubar Bolsonaro?

    • Está delirante e com razão.
      Bolsonaro é presa fácil, já caiu nas mãos do centrão, e logo. cairá nas mãos do povo.
      É como luiz Inácio, pois é matuto metido a malandro, e quando perceber que os militares que tem as armas já o deixaram, será tarde.
      Passe bem.

  2. Com grande parte da população, fazendo o que tem que ser feito, com eficácia, com o menor custo, e no menor tempo, e dispendendo recursos para estados e municípios, alguém acredita que será o fim?
    Tudo jogada política, de governadores tipo Dória, Witzel, e outros, sem caráter, crápulas, DESONESTOS, esbanjando dinheiro público, sem licitação.
    Desonestos no âmago, porque roubam na doença de todos.
    O Senhor, disse:
    “EU vomitarei os mornos e os desonestos”.

  3. Credibilidade de Lauro Jardim é zero. Escrever um artigo baseado no que disse o “Mônica Bergamo de calça” é pra acabar com qualquer carreira. Mais o artigo deixa escapar sua real intenção, dizer que Aras arquivou o processo, como o ministro da justiça já disse que vai acontecer, porque esta de olho em uma vaga no supremo. Um total desrespeito a integridade do PGR. Lamentável!

  4. Bolsonaro não conseguiu interferir na PF durante a gestão de Moro como ministro. Sem Moro, interferiu na forma da lei, nomeou DPF de sua confiança e a Lava Jato foi retomada. A PF de Moro desconhecia o Mário Peixoto. Sem a blindagem de Moro, Mário foi preso pela PF. O Brasil já está conhecendo quem blindava quem na PF.
    Moro, traidor da Pátria.

    • Ah, sim. “Na forma da lei”
      Tentou nomear o amigo da família para Diretor.
      – o mesmo de que disse ter faltado ao Moro obediência hierárquica (ao estilo dos oficiais alemães a Hitler)
      Muda Superintendente da PF RJ – a única de 27 que queria (queria pq?)
      Chama para o gabinete o delegado que investigou a tentativa de seu assassinato, para lhe dar satisfações (como se não tivesse mais o que fazer; diária de viagem, passagem aérea comprada as pressas pelos cofres públicos, um atentado ao princípios da segregação de funções e da eficiência)

    • Argumento pueril.
      Moro fez o que tinha de se feito se afastando do matuto metido a malandro.
      Não dá para comparar a formação moral do Moro com a ruína do Bolsonaro.
      Os militares já estão ajudando a derrubar esse traidor.

  5. Data vênia caro CN, perdoe-me por mais uma vez discordar mas, duvido muito que o PGR vá denunciar quem o escolheu para este posto. O PGR sabe que se ele fizer isto não vai parar na suprema corte, pelo menos por agora, ou nunca. Se o boçal sofrer um impeachment quem vai mandar é o Mourão, aí a coisa e as pessoas serão totalmente outras, e o atual PGR talvez não esteja entre elas.

  6. César-Fortaleza, discordou de você é robô. Você é um cara patético. Sem base, destila veneno o tempo todo, ao mesmo tempo que é um subserviente dos coronéis cagões de Sobral. Vá arranjar argumentos pra justificar a prevaricação, a subordinação, a complacência dos Gomes junto ao PT e as esquerdas corruptas (ele foi ministro, sabia de tudo, não é mesmo). Vais aturar o Bolsonaro até 2026. Será um deleite.

  7. Não consigo entender …..

    Moro foi colocado como ministro de confiança do Bolsonaro..

    Mas Bolsonaro não pode colocar delegado de sua confiança ?

    Tem que ser do ministro colocado por confiança ?

    Não estou entendendo nada …

    • Não pode mesmo. Quem o presidente da república pensa que é para nomear alguém de sua confiança para um cargo de confiança? Tem que ser da confiança da família Marinho e melhor ainda se for algum mortadela caviar psol do leblon. Nesses Moro confia.

  8. Aparentemente o sombrio Aras entrou num mato sem cachorro, e TERÁ que cumprir com a sua função!

    A parte honesta, inteligente e trabalhadora do Brasil deseja que Bolsonaro seja investigado e punido por seus crimes.

    Conforme ocorreu com a pilatra Dilma, ainda que esta tenha recebido punição muito branda, por enquanto.

  9. Está delirante e com razão.
    Bolsonaro é presa fácil, já caiu nas mãos do centrão, e logo. cairá nas mãos do povo.
    É como luiz Inácio, pois é matuto metido a malandro, e quando perceber que os militares que tem as armas já o deixaram, será tarde.
    Passe bem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *