Autênticas, textuais e entre aspas

Do governador José Serra desinteressado e sem protestar a respeito da CONCESSÃO ou da PARTILHA dos recursos do Pré-Sal: “Essa divisão só terá efeito dentro de 10 ou 15 anos”.

Não há dúvida alguma, que pode ser até maior o tempo para que a produção do pré-sal seja transformada em investimentos. Em 2002, Serra firmou publicamente, candidato a presidente: “Estou com 60 anos, minha vez é agora”.

Em 2010 estará com 68 anos, dentro de 15 terá 83. Se hoje não se interessa, o que dizer dentro de 15 anos?

Serra tem 5 meses (até o fim de março do ano que vem) para decidir: tenta a reeeleição em São Paulo, praticamente sem adversários? Ou disputa novamente a presidência da República, correndo todos os riscos, se jogando no espaço, sem rede de proteção?

De qualquer maneira, para Serra, a palavra FUTURO tem identificação pessoal e não coletiva. Seu futuro é AGORA, o do país tem pouca significação para ele. Os outros que tratem disso. Como, se quer tudo, não dá a vez a ninguém nem incentiva a RENOVOLUÇÃO?

Nas especulações e análises de “especialistas”, o PSDB é o partido “menos dividido, só tem 2 candidatos”. Ilusão total e completa. Serra não se decide, Aécio muda tanto de posição, que confunde a todos. Governador eleito e reeeleito, tem várias possibilidades.

Foi o primeiro a pedir PRÉVIAS DENTRO do PSDB. O que seria o correto, se os partidos existissem mesmo. Fazer prévias com quais militantes? Convencido disso, desistiu.

Os que acreditavam que poderia sair do PSDB e ir para o PMDB, essa hipótese resistiu até o prazo permitido pela legislação eleitoral. Chegou a hora, não saiu do PSDB, lógico, não foi para o PMDB.

Andou aceitando ou estimulando uma candidatura a vice de Serra, (a famosa “chapa pura”) foi aconselhado, mineiros importantes disseram: “Aécio, Minas tem que ter um presidente, tudo é para São Paulo?”.

Agora, aparentemente tentando obter resultados positivos mas indefiníveis, revela: “Se até janeiro o PSDB não se definir, serei candidato a senador”. Como terá que se desincompatibilizar em março, tudo é possível. Especialista em Shakespeare, conhece a fundo o “ser ou não ser”.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *