Autênticas, textuais e entre aspas

Deputado Arnaldo Madeira, PSDB: “Quem faz obstrução é a oposição. A situação, no máximo faz “greve”. Todos os partidos deveriam ser obrigados a lançar candidatos a presidente. Ou não teriam direito ao generoso Fundo Partidário.

Opinião dos chamados especialistas, até mesmo os amestrados: “No Presidencialismo, quem toma a iniciativa e governa é o presidente, no Parlamentarismo é o Parlamento”. No Brasil confundem tudo, ninguém manda em nada.

Senador Tião Viana, PT, poderia ser de outro partido? “É preciso acabar com o Conselho de Ética do Senado para recuperar a moral da Casa”. Impressionante. A única forma de resgatar essa moral (?) é dar autenticidade à representatividade. Tião Viana representa o que ou quem?

Gaudencio Torquato, da profissão na moda, Cientista Político: “O Brasil é a terra da improvisação, da bagunça, do mais ou menos”. É possível, é possível. Culpados? Jornalistas, Cientistas Políticos, Sociólogos, Comentaristas, todos sem opinião, sem propostas e sem idéia do que deve ser feito.

Capa da Veja, repetindo o que venho dizendo há meses: “As prioridades de Lula, são: Lula, ele próprio e si mesmo”. Devia haver pagamento de royalties, mesmo porque o meu texto é muito mais limpo.

Carlos Augusto Montenegro, presidente do Ibope: “Depois de 2006, o PT foi se desidratando programaticamente e encolhendo nos grandes centros”. Perfeito e irrevogável.

O mesmo Montenegro, numa entrevista a este repórter: “O Presidente não admite de maneira alguma o terceiro mandato”. O homem do Ibope confirma? Ou acredita numa “solução paralela” para Lula permanecer no Poder?

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *