Baixo crescimento do PIB é explicado pela falta de investimentos

Daniel Mello (Agência Brasil)

Para a Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base (Abdib), o crescimento da economia em 2012 “não condiz com o potencial do Brasil no atual momento e com as necessidades e anseios dos brasileiros”.

Entre os fatores que influenciaram para que o Produto Interno Bruto (PIB) registrasse uma expansão de apenas 0,9% no ano, a associação destaca o baixo nível de investimento. “A falta de reação dos investimentos como fator de contribuição para o crescimento econômico é preocupante”, ressalta a nota assinada pelo presidente de Abdib, Paulo Godoy.

Para estimular a economia e garantir um crescimento maior nos próximos anos, a Abidib defende a desoneração dos investimentos.  “Torna-se crucial estimular a economia por essa vertente, com uma política permanente de desoneração do investimento”, enfatiza Godoy.

A associação elogia medidas do governo nos últimos meses que seguem a linha de apoio aos investimentos. “Foram essenciais, as decisões que visam a reduzir o custo da energia elétrica, em um primeiro momento, e da logística, que será alvo de concessões de rodovias, ferrovias, portos e aeroportos”, aponta.

“Dentro das perspectivas de curto e médio prazo para a economia brasileira, ganha urgência a condução eficiente e bem-sucedida dos projetos inseridos nos programas de concessão em infraestrutura”, acrescenta.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGA presidente Dilma Rousseff está ciente desta realidade, que desde o governo Lula lhe tem sido reiterada pelo ex-vice-presidente do BNDES, Darc Costa, o mais respeitado consultor econômico da América Latina, que Dilma já convidou para ser ministro, mas ele não aceitou.

Se o Brasil não investir pesadamente em infraestrutura, não haverá crescimento, disse-lhe Darc Costa. E Dilma entendeu o recado. Justamente por isso, anunciou esta semana um ambicioso plano de investimentos, de quase R$ 1 trilhão por ano. Resta saber se o plano se tornará realidade. (C.N)

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *