Banespa e Bamerindus, duas histórias ainda a serem contadas

Dois comentaristas – Victor M. Martins e Willian Robinson  nos esclarecem determinados fatos sobre as vendas do Banespa e do Bamerindus, respectivamente, para o Santander e o HSBC. São duas histórias mal contadas, mas que um belo dia serão do conhecimento de todos, porque Ibrahim Sued já ensinava que em sociedade tudo se sabe.

###
COISAS ESTRANHAS

Victor M. Martins

A venda do Banespa foi feita através de leilão. Portanto, foi um processo transparente. Já a venda do Bamerindus para o HSBC foi muito estranha. A valores nominais de 1997, a parte boa (Ativos) do Bamerindus foi vendida para o HSBC por R$ 380 milhões. A parte podre (Passivos) deste Banco foi assumida pelo PROER (Tesouro Nacional).

O HSBC recebeu do PROER R$ 370 milhões para reestruturar o Bamerindus recém-vendido. Então, na prática, este Banco foi vendido por R$ 10 milhões. O mercado na época avaliava o Bamerindus (sem os passivos) em R$ 3 bilhões (pelo lucro do HSBC no Brasil nos anos seguintes, a estimativa do mercado se mostrou correta).

Esta mesma coisa estranha voltou a acontecer na compra do Banco do Silvio Santos e no Banco do Antonio Ermírio.

###
INTERVENÇÃO DE FRANCO

Willian Robinson

Gustavinho Franco, então presidente do Banco Central, fez a intervenção estatal no Banco Bamerindus, e o vendeu para o HSBC (livre de todo o seu passivo, que ficou com o Governo Federal) por R$ 387 milhões, em 1997.

Vendas posteriores (como o do Banco Real para o AMRO da Holanda) e a análise dos lucros semestrais dos bancos privados no Brasil, mostraram que no caso Bamerindus, Gustavo Franco errou completamente a avaliação de venda.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

One thought on “Banespa e Bamerindus, duas histórias ainda a serem contadas

  1. Não entendo como este Pais presta reverencias a FHC. e sua turma.Acho-os grande traidores do Brasil,e FHC ai esta para ” colaborar” com Aécio outro traidor.Este vai entregar o que FHC e Lula/Dilma não fizeram.
    Não há traidor maior que FHC e ainda vive no Brasil . Tenho a impressão que é funcionário do kasario Jacob A.Rotshilld. Quem conseguiu facilitar para Rockefeller se apossar do minério mais caro do mundo do qual temos apenas 95% das reservas mundiais – o niobio – foi o im poluto e patriota aécio neves que,em Minas,para construir o tal complexo administrativo,tirou enormes recursos da Saude e da Educação.Em termos de candidatos a presidente,estamos muito mal com estes 3 – Dilma/Lula,Aécio e Eduardo. Todos são grandes entreguistas e com o auxilio da urna altamente violável,vai ganhar aquele que se mostrar mais dócil aos kasários travestidos de judeus -rockefeller e rothshild. E a nossa imprensa com raras excessoes,vai com quem paga mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *