Bolsonaro anuncia saída do PSL, confirma novo partido e Bivar reforça articulação para fusão

Charge do Iotti (gauchazh.clicrbs.com.br)

Naira Trindade
Natália Portinari
O Globo

Em meio à crise com o presidente Jair Bolsonaro , o presidente nacional do PSL, Luciano Bivar , intensificou as conversas com dirigentes partidários no intuito de fundir o partido a outra legenda.

Além do DEM, do prefeito de Salvador, ACM Neto, Bivar já abriu diálogo também com representantes de outros dois partidos: o PROS e o PSC.

DESFILIAÇÃO – Nesta terça-feira, dia 12, Bolsonaro anunciou a deputados que vai se desfiliar do PSL e criar o partido Aliança Pelo Brasil. A primeira reunião da nova legenda está marcada para o dia 21. O senador Flávio Bolsonaro já entregou o pedido de desfiliação à Justiça Eleitoral.

“Há um sentimento de agrupar partidos que tenham a mesma convergência de ideias e de pensamentos. Fico feliz com o interesse desses partidos, porque acho que conglomerar ideias para você se fortalecer é muito bom, melhor que fracionar. Estamos conversando entre si e (eles) sabem que o PSL não se opõe”, afirmou Luciano Bivar ao O Globo.

Para Bivar, o momento agora é de “multiplicação”. Ele afirmou que dirigentes partidários precisam ter liderança, não necessariamente estando à frente do partido.

LÍDER – “O PSL precisa se multiplicar agora, com novas pessoas. Não precisa ter um presidente que tenha controle do diretório nacional, mas tem de ter uma liderança”, disse Bivar.

Questionado sobre as conversas com o PSL, o presidente nacional do DEM, ACM Neto, afirmou “não haver nada de concreto” neste momento e que o partido não pode se envolver na confusão entre o PSL e Bolsonaro.

“Não há nada de concreto nesse sentido e por diversas vezes já disse que não há motivos para o Democratas se envolver no atrito entre o PSL e o presidente da República”,  disse Neto ao o Globo

APOIO – O DEM tem atualmente três ministérios e ocupa as Presidências da Câmara e do Senado. Mesmo assim, a legenda nunca deliberou sobre um apoio formal ao governo.

Em nota, o Partido Republicano da Ordem Social (PROS) informou desconhecer qualquer tipo de negociação no sentido de se fundir com o PSL ou qualquer outra sigla. “O PROS não está negociando com o PSL e não pensa em fusão”, destacou o comunicado.

5 thoughts on “Bolsonaro anuncia saída do PSL, confirma novo partido e Bivar reforça articulação para fusão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *