Bolsonaro ataca Supremo e conta a Piada do Ano, ao elogiar a atual política externa 

Bolsonaro ataca STF e diz que Brasil tem credibilidade na política externa

Bolsonaro pensa (?) que o Brasil tem credibilidade externa

Cristiane Noberto
Correio Braziliense

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou nesta quinta-feira (19/5) que o Supremo Tribunal Federal (STF) tirou dele a autonomia para gerir o país durante a pandemia da covid-19. Frente a empresários nacionais e estrangeiros, bem como embaixadores de diversos países, o chefe do Executivo também disse que a credibilidade do Brasil é fruto da condução da política externa brasileira “que vai muito bem”.

Bolsonaro falou no Congresso Mercado Global de Carbono – Descarbonização & Investimentos Verdes, que acontece no Rio de Janeiro até esta sexta-feira. Ele afirmou de novo que foi, “provavelmente”, o único chefe de Estado que não aceitou o “fica em casa, a economia a gente vê depois”. E fez críticas ao STF por ter garantido aos estados e municípios a condução da pandemia.

AÇÃO NA PANDEMIA – “Lamentavelmente, foi tirado da minha mesa presidencial. Mas o Brasil fez a sua parte, colaborando com estados e municípios. E mais, os mais humildes, quando foram obrigados a ficar em casa, perderam toda a sua renda. Mas nós não tivemos nenhum problema social no Brasil porque acolhemos essas pessoas”, destacou.

O presidente ainda afirmou que a condução da política externa brasileira “vai muito bem”, “em especial pela credibilidade que o governo transmite em suas viagens mundo afora”. Bolsonaro citou os embaixadores presentes, de países como África do Sul, Bélgica, Burkina Faso, Japão, Rússia, Portugal, entre outros.

Bolsonaro também voltou a afirmar que a inflação, atualmente em 12,13% no Brasil, é um reflexo dos números variáveis no mundo. “Estamos voltando à normalidade, já se nota o que acontece por aí. A inflação é uma questão mundial. Não existe país que não esteja sofrendo com reflexo da inflação, em especial pela questão da pandemia.”

ABASTECIMENTO – O presidente ainda reforçou o papel do Brasil em relação à segurança alimentar mundial. “(Em) Muitos países, também, já se nota a possibilidade de desabastecimento. Com toda certeza, uma preocupação grande de todo chefe de Estado é a sua segurança alimentar, e todos voltam os olhos para o Brasil. Um país que é uma potência agrícola”, afirmou, destacando a importância do Brasil.

“Ter essas representações diplomáticas não é só um marco excepcional para o nosso Brasil, é mais que um ponto de inflexão, é a certeza que a nossa Pátria, cada vez mais, será vista com olhos de um grande país”, assinalou, ao criticar as gestões petistas.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Deve ser Piada do Ano. O ponto mais fraco do governo Bolsonaro é a política externa, que sofre a ação negativa do desmatamento da Amazônia, que prejudica a imagem do Brasil junto a todos os demais países do mundo. Mas Bolsonaro tenta esconder essa realidade, elogiando o próprio governo. (C.N.)

8 thoughts on “Bolsonaro ataca Supremo e conta a Piada do Ano, ao elogiar a atual política externa 

  1. Que dupla perfeita poderíamos ter eleito, se tivéssemos combinado antes:
    Já imaginou uma chapa com Bolsonaro e Dilma?
    Cada vez mais ele se aproxima dela, nos “raciocínios ilógicos e suas avaliações atrapalhadas!”

    lamento dizer, mas estou começando a acreditar que Deus nos abandonou, de vez! E merecemos!

    Fallavena

  2. O STF tirou a autonomia do Bolsonaro para trabalhar e fazer campanha contra a pandemia, mas deu autonomia para ele negar a ciência, não querer comprar vacinas, desqualificando-as e fazer propaganda de cloroquina para combater virose?
    Quem conhece os municípios são o prefeitos e quem conhece o estados são o governadores.
    São 26 estados e 5568 municípios. É humanamente um presidente estar a par da situação de saúde de cada estado e município melhor que os governadores de cada estado e os prefeitos de cada município.
    O dinheiro que Bolsonaro soltava para comprar vacinas etc ,era sobre pressão. Por ele o povo sairia às rua sem máscara ficaria doente para ter a imunidade do rebanho. Certamente o número de mortos seria muito maior.
    Bolsonaro na maior cara lavada faz uma coisa e diz outra, ou vice versa. O presidente acha que todo o povo é idiota ao elogiar a política externa do Brasil.

  3. Essa guerrinha de faz de conta entre o Alexandre de Moraes, o Bozo, Daniel Silveira, não cola mais. TODOS são “pilotos” da mesma equipe, trabalham para os mesmos patrões.

    Todas brigas são falsas, na briga entre eles não tenham dúvidas alguma quem vai perder feio somos todos nós !!!

    Bozo e o STF estão juntos para a entrega do Brasil para interesses GLOBALISTAS.

    Reparem que quando o Bozo começa uma guerrinha com o STF, mas uma entrega de estatal está a caminho.

  4. Até que a posição da diplomacia brasileira no caso do conflito Rússia e Ucrânia está muito melhor do que se esperava (que seria uma submissão à cartilha dos EUA e aliados).

    Ponto para o Bolsonaro.

    Mas como Bolsonaro teve um encontro na Rússia às vésperas do conflito estourar, então sabe-se lá se houve algum acerto relacionado às eleições no Brasil em outubro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.