Bolsonaro diz que continua aguardando o final da apuração das eleições dos Estados Unidos

Equipe de Bolsonaro veta jornais como O Globo e Folha de entrevista coletiva - OitoMeia

Bolsonaro diz ter sabido que houve muitas fraudes na eleição

Mariana Costa
Metrópoles

Em coletiva neste domingo (29/11), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que aguarda o “fim da apuração” das eleições nos Estados Unidos, tendo em vista que, de acordo com suas “fontes de informações”, houve muitas fraudes no pleito norte-americano. Oficiosamente, o democrata Joe Biden venceu a disputa presidencial nos EUA, após quase 90 horas de apuração.

“A questão das eleições americanas: confiaram num método no qual o povo estava sempre com um objetivo. É um dos países mãe da democracia, agora a imprensa não divulga. Eu tenho minhas fontes de informações que dizem que realmente teve muita fraude lá, isso ninguém discute”, apontou Bolsonaro.

 “Se foi o suficiente para definir um ou outro (candidato), eu não sei. Estou aguardando um pouco mais que seja decidido pelos estados e quem sabe, pela Suprema Corte no final”, sugeriu o presidente brasileiro.

TRUMP VAI E VÉM – Após quase 90 horas de apuração, os Estados Unidos definiram o seu novo presidente no primeiro sábado de novembro (7/11). Joe Biden, candidato do Partido Democrata, que teria conseguido número suficiente de delegados do colégio eleitoral norte-americano para se tornar o 46º presidente do país.

Depois de levantar acusações, sem provas, de que Biden teria fraudado a eleição, na segunda-feira (23/11) o presidente Donald Trump baixou a guarda e autorizou, oficialmente, o início da transição de governo. Com isso, a equipe do presidente eleito passou a ter acesso às informações necessárias para o período antes da posse, marcada para 20 de janeiro.

Na quinta-feira passada, após sinalizar que “reconheceria” a vitória de Biden, Trump voltou a afirmar que venceu. E disse que recorrerá à Suprema Corte.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG –  Devemos esperar sentados, porque o resultado oficial somente sai no dia 14, quando o Colégio Eleitoral se reúne. Até lá, a novela vai se arrastando, perdida em si mesma. (C.N.)

18 thoughts on “Bolsonaro diz que continua aguardando o final da apuração das eleições dos Estados Unidos

    • Pano rápido, Espectro!

      Não fala assim! Os jumentinhos binários vão te chamar de “cumunixta”, só por que você criticou o Mitozinho querido deles!

      Bolsonaro é apenas a cadelinha amestrada do Trump, salivando pra ganhar um biscoitinho do dono, que a trata a pontapés.

    • SILÊNCIO de VLADIMIR PUTIN, quanto às Eleições nos EUA, Levanta Suspeitas!

      Para chegar à Casa Branca, Donald Trump teria recebido uma ajuda crucial do Serviço Secreto Russo – GRU; que dizem possuir os melhores Hackers dentre os seus congêneres pelo mundo afora.
      Nesta tentativa de reeleição, até então indefinida, Putin, a exemplo de Netanyahu, não estão mostrando-se satisfeitos com a confirmação, em prol de Joe Biden. Como o Serviço de Inteligência da Rússia já deve conhecer as entranhas das instituições, empresas e todo os meandros percorridos pelos norte-americanas, suspeita-se que essa “ceterza” que Trump tanto alega ter, da existência de fraudes, esteja sendo sustentada por dados produzidos e repassados pelo o amigo Vladmir Putin, com uma ajudinha do Mossad israelense!
      Por outro lado, o inconformismo pela derrota nos EUA, pode abrir um precedente perigoso para as democracias mundiais: Trump tenta arrastar as forças armadas para sua turra “daqui não saio, daqui ninguém me tira”.
      Aqui na filial, com um pedigree abaixo, o nosso “cãomandante” foi mais proativo que o seu homólogo da matriz: mal pôs o pé no Palácio do Planalto, e já foi buscando nas FFAA uma massa para cimentar a sua vocação ditatorial. Mas prevaleceu, até o momento, a sensatez dos militares!
      O risco maior, hoje, é todos os lideres mundiais quererem imitar Vladmir Putin: darem uma esticadinha aqui; depois mais outra puxadinha, outra …… Ah, há cerca de dois meses, Trump propôs ao presidente russo, que seu país integrasse à OTAN. Quem sabe Putin não maturou a ideia e vai responder um “dá”, sim no seu idioma? Mas com Trump retornando à Casa Branca é claro: trincheira donde ele nunca pensou sair.
      A fundamentação apresentada por aqueles que se julgam os resolutos do universo, é mais ou menos assim: ora, a humanidade apresenta problemas complexos que poderiam ameaçar todo o planeta, e que em quatro anos não seria suficiente para os mandatários das potências resolverem. No caso particular dos EUA, a prioridade seria manter no seu governo alguém capaz de barrar a China e continuar crescente a razão maior da arrogância ianque: a supremaCIA. Se fosse coberta de boa-fé, e voltada para o bem-estar da geral, até que se admitiria tal profilaxia.
      PS: cá pra nós: mesmo com a distância que nos separa, mas pela vulnerabilidade do sistema eleitoral EUA, e o inescrúpulo das esquerdas, a possibilidade de que houve fraude é real.

  1. Prezado Carlos Newton!

    Sou um critico implacável de Bolsonaro Zero Zero.
    Mas,a cada 100 erros de procedimento ele acerta um.

    Esta atitude de aguardar o resultado oficial da eleição presidencial americana,por Bolsonaro Zero Zero,está CORRETA,uma vez que essa proclamação de PedoJoe e Canalha Harris serem os vencedores UNICAMENTE através da imprensa,é a fraude em cima da fraude eleitoral.

    PS-Como você,certamente,não está acometido
    pelo vírus da PREGUIÇA,como Bolsonaro Zero Zero,em não trabalhar pelo país,sugiro que você dê uma navegada no Twitter,a seguir:

    Vídeos legendados – @allandsantos

    1) Donald Trump-ganhou a eleição facilmente 24/11
    2) Tucker: o sistema foi manipulado contra um candidato – 24/11 (1 a 4)

    Vídeos legendados – @allandsantos

    3) Trump ganhou a eleição por milhões de votos e quebrou o algoritmo da esquerda -20/11
    Christina Bobb – OAN (One American Network).

    4) Os americanos estão descobrindo toda a verdade sobre as conexões da Dominion com a Smartmatic – 18/11 – Christina Bobb – OAN

    5) Idem 16/11

    PS-Além do vídeo legendado de Farrad Zakaria em 28/11 – @allandsantos
    As afirmações do jornalista/escritor Farrad Zakaria,sinalizam o que está por vir.

    PS2-Trump na verdade “jogou no ventilador” toda a podridão que o partido socialista (ops! “democrata” em conluio com agrande imprensa, mídia,Big Techs (Google,Facebook e Twitter),globalistas (George Soros na proa),para revelar a mega fraude que cometeram contra ele nessas eleições. Simples assim.

    PS3-Os mais desavisados,ingênuos e idiota-úteis, não se dão conta da importância de Trump ser reeleito presidente.

    Os globalistas insanos e satânicos devem ser impedidos de consolidar a Nova Ordem Mundial.

    Os destinos dos EUA e do mundo estão nessa condição.

  2. O chanceler inglês, o de Israel, bem como todos os outros mandatários do mundo (menos o Putin no diminutivo) reconheceram a vitória do Biden, mas o comandante em chefe dos oficiais da reserva da grande nação brasileira continua pagando esse vexame. Que Deus me dê paciência para aguentar esse virus planaltino.

  3. Lá na matriz do Pitbull, que puxa o vira-lata Bolsonaro pela coleira, um reforço pela reversão do jogo, em favor do Trump, pode ocorrer a qualquer momento!
    Como é sabido, o povo estadunidense tem carência se alimentar com sangue de povos indefesos. Então, quando um presidente quer ter seu prestígio e moral elevados, seu recurso de sempre é atacar um país, contra o qual, ele só tenha a certeza de vitória. Se isso acontecer, em meio a essa turra de Donald Trump não querer deixar o poder, o seu respaldo interno irá às nuvens; e os apoiadores de Joe Biden poder-se-ão resumir a quase nada, para rechaçarem o rebordosa!
    Esta é ótima ocasião para aniquilar a República dos Aiatolás: nunca o Irã esteve tão sozinho. Seus “irmãos árabes”, embora ele seja persa, estão todos agora – após o acordo de paz com os Emirados e Bahren – fazendo fila para se ajoelharem aos pés do cavalo-de-Tróia, Israel.
    Aguardemos!

  4. Pelo que leio aqui e acolá, dá para notar que nossa gente ainda está no be-a-bá em termos de política mundiá: Trump perdeu, não há reversão por meios legais nem tampouco á força (os militares de lá obedecem a uma única autoridade: a Constituição!)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *