Bolsonaro e governadores estimulam infraes e instalam anarquia ambiental no pas

Cameli, governador acriano, cancelou todas as multas ambientais

Bruno Boghossian
Folha

Do alto de um palanque, o governador do Acre baixou uma nova lei ambiental no estado. “No pague nenhuma multa, porque quem est mandando agora sou eu”, afirmou Gladson Cameli (PP), batendo orgulhosamente no peito. O ex-senador sempre condenou as punies aplicadas a produtores rurais por desmatamento, mas parece ter se embriagado com o poder depois que assumiu o novo cargo.

Num evento realizado no fim de maio, Cameli criticou o rgo estadual de fiscalizao e repetiu trs vezes que as multas ambientais j no valem mais nada. “No pague, no. Eu que estou mandando”, declarou.

RUMO ANARQUIA – Sob o pretexto de evitar abusos e proteger a atividade econmica, alguns governantes decidiram partir para a anarquia. As regras de preservao continuam valendo, mas agora vm acompanhadas de um estmulo prtica de crimes.

O governador do Acre pode at estar incomodado com punies que considera injustas, mas a Constituio estabelece que os estados tm o dever de fiscalizar qualquer ao que prejudique o meio ambiente.

O desmatamento quadruplicou no Acre nos ltimos seis meses, segundo dados do Imazon. O reprter Fabiano Maisonnave perguntou a Cameli quantas multas foram aplicadas por seu governo nesse perodo. O governador no quis responder.

SALVO-CONDUTO – O presidente Jair Bolsonaro tambm j emitiu um salvo-conduto do tipo. Em abril, ele gravou um vdeo para avisar s madeireiras que os agentes do Ibama estavam proibidos de queimar caminhes e tratores usados no desmatamento ilegal.

O decreto 6.515, editado em 2008, autoriza a destruio desses equipamentos no local da ocorrncia, mas o presidente virou o jogo e anunciou que o governo abriria um processo administrativo contra os fiscais.

Enquanto incentiva o descumprimento da lei, o governo fecha os olhos para as transgresses. Ao jogar dvidas constantes sobre os dados que apontam um avano do desmatamento na Amaznia, Bolsonaro deixa os infratores mais tranquilos.

11 thoughts on “Bolsonaro e governadores estimulam infraes e instalam anarquia ambiental no pas

  1. Todo produtor rural sabe o que era na gesto FHC e PTralha o modus operandi do MT, MAPA, IBAMA e outros rgos responsveis por qualquer tema ligado ao agro e suas “fiscalizaes e multas” !!!! Mas parece que o SISTEMA no consegue entender que os ventos mudaram. Exemplo: Selo artesanal de produtor queijeiro foi liberado – com fiscalizao sanitria mtua do grupamento para defender a sua DOC – antes o produtor leiteiro era massacrado pelos laticnios selo SIF (que todo.mundo teve uma noo na operao Carne Fraca como o processo fiscalizatrio pode desvirtuar), pois eram os nicos autorizados a dar destino ao leite produzido no Brasil. O que est retornando so as Cooperativas de Produtores Rurais que comearam a serem inviabilizadas durante o governo FHC – sempre comungado com os interesses do GRANDE CAPITAL. Realmente o SISTEMA est hoje estrebuchando.

  2. Matria claramente escrita e carregada de revanchismo e dio. Incendiar tais equipamentos e veculos tambm um desperdcio de coisas que (destruio de patrimnio privado sem o devido processo legal), podem ser doadas ou leiloadas para obter recursos para o combate ao desmatamento. Tal atitude, como est sendo estudado na nova norma, s ocorreria a destruio em locais onde a retirada desses bens impossvel.

    • Acrescentando… E tambm no atitude ambiental colocar fogo numa mquina em um local de preservao. Afinal no combatem as queimadas? Deixar tbm pneus e lquidos existentes nesses equipamentos em local de preservao tambem contribuem para a poluio ambiental. O autor da matria da folha deveria estudar mais antes de emitir opinio nesse sentido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.