Bolsonaro enviará MP para o Congresso antes de publicar a sanção do auxílio para informais

Bolsonaro diz não pode dar uma “canetada errada” 

Guilherme Mazui
G1

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira, dia 2, que vai enviar uma medida provisória para o Congresso antes de publicar a sanção do auxílio de R$ 600 mensais para trabalhadores informais. O auxílio é uma medida para amenizar os efeitos da pandemia de coronavírus na economia.

Bolsonaro disse que sancionou o projeto, aprovado pelo Congresso, nesta quarta-feira, dia 1º, mas o texto ainda não foi publicado no “Diário Oficial da União”. Por isso, na prática, ainda não está valendo.

LEGALIDADE DE GASTO – De acordo com o presidente, ele quer que a MP garanta a legalidade do gasto extra, já que o auxílio sairá dos cofres do governo. O presidente argumentou que o Congresso tem que avalizar a criação de novas despesas e apontar as fontes de onde sairá o dinheiro.

“Assinei ontem [quarta], estava aguardando outra medida provisória, porque não adianta dar um cheque sem fundo. Tem que ter o crédito também”, afirmou. Segundo o presidente, a MP deve sair nesta quinta-feira.

CANETADA ERRADA – “Uma canetada minha errada é crime de responsabilidade, dá para vocês entenderem isso? Vocês querem que eu cave minha própria sepultura? Não vou dar esse prazer para vocês”, completou o presidente, se dirigindo a jornalistas.

Mesmo sem ter oficializado a sanção e a MP, Bolsonaro disse que o operação para pagar o benefício está a “todo o vapor”, com previsão de início dos repasses na próxima semana. “Está a todo o vapor, semana que vem começa a pagar”, afirmou o presidente.

Segundo o governo, o auxílio de R$ 600, que será pago por três meses, beneficiará 54 milhões de pessoas com um custo de R$ 98 bilhões. A MP que o presidente precisa publicar no ‘Diário Oficial’ deverá abrir o crédito extraordinário destes R$ 98 bilhões.

7 thoughts on “Bolsonaro enviará MP para o Congresso antes de publicar a sanção do auxílio para informais

  1. Senhores,

    Vejam as publicações de vários jornais, feitas aqui, na Tribuna da Internet, no mês de fevereiro deste ano:

    http://www.tribunadainternet.com.br/2020/02/

    -Fica fácil perceber que NENHUM jornalista, político ou ministro do Supremo estava preocupado com o coronavírus ou com os brasileiros.
    -A preocupação das nossas autoridades era, unicamente, com o FERIADO do carnaval.
    Questão de prioridades…

  2. Puxa que bom ter um presidente sensato inteligente que se preocupa em não levar impecham …mesmo que o povão morra de fome.
    Fico deveras contente em ter votato nessa pessoa maravilhosa enviada por Deus.

  3. O presidente justificou a ida dos informais pra rua porque esses não têm carteiras assinadas e passariam fome.

    Aí, todos dizem que ele já poderia ter liberado o dinheiro para os informais, mas, pelo que se vê, existe má vóntade do presidente, sempre alegando alguma mentira.

    Como digo, é vagabundo, preguiçoso, mal intencionado e incompetente.

  4. Bolsonaro está criando dificuldades para o dinheiro demorar a chegar nas mãos dos mais necessitados, ele sabe que a fome é má conselheira e pode tumultuar ainda mais essa crise. É no tumulto que ele pretende navegar.

    • Por que você não lidera uma campanha; Dizendo: Eu Nelinho do povo, Francisco bendel (e qualquer outro comunista de araque que quiser ser desmascarado); abrimos mão de nossa teta publica.

      E, que a partir de “ontem” aceitamos receber R$ 600,00 por mês, valor este, que os meus aliados vagabundos esquerdistas, querem dar ao povo brasileiro, que esta sendo impedido de trabalhar e viver do seu próprio suor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *