Bolsonaro manda repórteres calarem a boca, ataca a Folha e nega interferência na PF

Com a manchete da Folha na mão, Bolsonaro manda jornalista calar a boca

Bolsonaro perdeu a linha ao falar sobre a reportagem da Folha

Ricardo Della Coletta
Folha

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) mandou repórteres calarem a boca na manhã deste terça-feira (5) quando foi questionado sobre as recentes mudanças na Polícia Federal. Bolsonaro ainda atacou a Folha, chamando o jornal de “canalha”, “patife” e “mentiroso”.

Em declaração pela manhã em frente ao Palácio da Alvorada, Bolsonaro mostrou uma imagem que reproduzia a manchete da edição impressa da Folha desta terça-feira e, referindo-se à manchete “Novo diretor da PF assume e acata pedido de Bolsonaro”, disse que não interferiu na corporação.

CANALHA É ELOGIO -“Que imprensa canalha a Folha de S.Paulo. Canalha é elogio para a Folha de S.Paulo. O atual superintendente do Rio de Janeiro, que o [ex-ministro Sergio] Moro disse que eu quero trocar por questões familiares.”

“Não tem nenhum parente meu investigado pela Polícia Federal, nem eu nem meus filhos, zero. Uma mentira que a imprensa replica o tempo todo, dizer que meus filhos querem trocar o superintendente [da PF no Rio]”, completou o presidente.

A matéria citada diz que, nomeado um dia antes, o novo diretor-geral da Polícia Federal, Rolando Souza, decidiu trocar a chefia da Superintendência da PF no Rio de Janeiro, foco de interesse da família de Jair Bolsonaro. Carlos Henrique Oliveira, atual chefe da PF no estado, foi convidado para ser o diretor-executivo, número dois na hierarquia do órgão.

Durante sua fala, Bolsonaro foi questionado por jornalistas se havia pedido a mudança na superintendência da PF no Rio. Foi aí que ele disse para os profissionais calarem a boca.

PERDEU A LINHA – “Cala a boca, não perguntei nada”, respondeu a um primeiro questionamento, feito por uma repórter de O Estado de S. Paulo. “Folha de S.Paulo, um jornal patife e mentiroso”. Questionado em seguida pela Folha, o presidente gritou novamente: “Cala a boca, cala a boca”.

Moro disse em sua despedida que Bolsonaro queria trocar o diretor-geral para interferir politicamente na polícia. O ex-ministro afirmou também que o presidente queria mudanças no Rio e em Pernambuco. Como mostrou o Painel, Alexandre Ramagem, que teve a nomeação suspensa pelo STF (Supremo Tribunal Federal), também já tinha decidido trocar o comando da PF no Rio.

Neste terça-feira, para rechaçar que teria promovido ingerência na PF, Bolsonaro disse que Carlos Henrique Oliveira será diretor-executivo da corporação, o “zero dois” da estrutura da polícia.

UMA PATIFARIA! – “Para onde ele [Oliveira] está indo? Para ser diretor-executivo da Polícia Federal. Ele vai sair da superintendência —são 27 superintendências— para ser diretor-executivo. Eu tô trocando ele? Eu tô tendo influencia sobre a Polícia Federal? Isso é uma patifaria”, afirmou.

“[Ele] está saindo de lá [RJ] para ser diretor-executivo a convite do atual diretor-geral. Não interferi nada. Se ele fosse desafeto meu e, se eu tivesse influência na Polícia Federal, ele não iria para lá. Não tenho nada contra o superintendente do Rio de Janeiro e não interfiro na PF.”

A troca na PF do Rio será investigada pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, no inquérito que apura as acusações de Sergio Moro a Bolsonaro.

15 thoughts on “Bolsonaro manda repórteres calarem a boca, ataca a Folha e nega interferência na PF

  1. Provocam no intuito de escutar, imploram xingamentos para alegar agressão verbal, foi pouco, deveria ter mandado os repórteres da foice pro inferno e para a p……..! Sequer deveria responder questionamentos dos isentões, deixa os figuras falando com os postes…”não vou lhe responder, fim de papo, procure a justiça para tal”.

  2. Boa noite.
    Prezado Carlos Newton.
    Agora, e de uma vez por todas, mesmo com o jornal o Globo e demais impressos, onde não mais a preferência nacional os trazem para a mesma leitura como era feita pela maioria da população, agora buscando-a via internet, mas imprescindível para quem deve se alimentar de mentiras impostas, normais na política cooptada e nesta hora tudo fica claro. Corrobando por mais que se diga ao contrário com as demais publicações do mesmo ideário, agora fica mais do que límpido o total apoio do Exército ao governo, por maior que sejam os eufemismos, já sabido por toda população.
    Só quem não queira enxergar os fatos, mas hoje não pode negar, através do medo acarretado pelo arrombo de uma expressão proferida pelo Presidente, assim desconsiderar um fato notório. Naquele domingo num acalorado de emoção, longe de quererem enquadrá-lo, ainda por cima numa multidão, tudo bem orquestrado, e dito sem segundos interesses. Foi fielmente demonstrado o seu caminhar junto ao Exército. Esta é a “manchete” do jornal o Globo, saída a fórceps pelo veículo de comunicação, conforme abaixo:

    Cúpula militar apoia Bolsonaro em críticas a decisões do STF, mas descarta endossar ruptura institucional. (eufemismo talvez por assim dizer, melhor isso do que aquilo).

  3. O pior do Bolsonaro é que ele não tem nada de projeto novo e alternativo de política e de nação, para nos oferecer, daí ele fica aí só enchendo linguiça com esse seu blá-blá-blá chulo, démodé, de extrema direita, esquecendo-se que essa representa apenas 5% da população. Q.I. dele deve ser abaixo da média, até porque, vendo-se cercado pelo sistema falido, trucou com golpe militar, carta furada, vencida, ao invés de trucar com carta quente, ou seja, com Projeto Novo e Alternativo a tudo isso que aí está há 130 anos, podre até as entranhas.

  4. Porque o porta voz do paraquedista, não comenta esse assunto?

    Já que é Prof.Porque não comenta sobre a microeconomia,aproveita já fala na MACRO,e suas consequências?

    Fala a verdade, não achas que Sr. Bolsonaro não tem o comportamento adequado, faça parâmetro ex: Temer,Itamar,Collor,esses jamais instigaram o povo ir contra os poderes constituídos.

    Agora,quer insistir no CD,comunista, congresso, STF,merda etc..
    Aproveita e fale,da longa convivência dos milicos com globo lixo,quem apoiou AI 5.
    Mas fale a verdade,
    sejamos honestos.

  5. Coup d’ Press

    A imprensa e o vírus mais os cretinos fundamentais querem derrubar o presidente.
    Em Juiz de Fora teve uma facada e em Brasilia uma facada do Juiz de Dentro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *