Bolsonaro pede à população que economize energia elétrica e tome “banhos rápidos”

Bolsonaro negou mais uma vez ter chamado Covid-19 de “gripezinha”

Ingrid Soares
Correio Braziliense

Com a conta de luz mais cara, o presidente Jair Bolsonaro pediu em live nesta quinta-feira, dia 3, que a população economize energia elétrica. A declaração ocorreu durante transmissão de live nas redes sociais.

“Um apelo que eu faço a você: apague uma luz em casa agora. Se for possível, ligue o ar condicionado mais tarde. Desligue mais cedo. Não bote naquela temperatura máxima. Fica bacana dormir ali com 12ºC, 15ºC. Tem gente que gosta. Passa para para 18ºC, 19ºC. Ajude a gente”, apontou, emendando que a população adote banhos rápidos também.

SEM MALDADE – Bolsonaro completou que a alta no preço não é “maldade” do governo. “Não é maldade da gente, não. Não é para arrecadar mais. É porque estamos usando energia de fonte mais cara como termelétrica. Então fica bem mais caro. Para pagar essa diferença que se coloca essa essa bandeira, tão logo volte à normalidade, acaba essa bandeira”, prometeu.

No último dia 2, ele já havia comentado o aumento na conta de energia elétrica dos brasileiros e ainda levantou a possibilidade de racionamento. “O pessoal critica. Agora, se eu não fizer nada, daqui a um mês, se não chover, você pode ir para um racionamento, até pode ter apagão. Daí piora tudo. E quanto mais baixa a represa, mesmo que você jogue nas turbinas (da hidrelétrica) a mesma quantidade de água, gera menos energia, porque tem menos potência. Então o problema é acumulado. Não tem como muitos querem, que você sempre diga sim e faça o que ele acha que é melhor. Não é assim”, alegou.

O mandatário completou: “Fomos obrigados a decretar bandeira vermelha há dois dias. Por que isso aí? É pra poder pagar energia mais cara que vem da termoelétrica, porque as reservas estão lá embaixo. As represas estão lá embaixo”.

“GRIPEZINHA” – Bolsonaro negou mais uma vez ter chamado a Covid-19 de “gripezinha”. Segundo o presidente, quando utilizou o termo, estava se referindo somente aos efeitos que o vírus teria nele. “Eu falei que desafio mostrar um áudio em que eu classifiquei a covid como gripezinha. Vários jornais disseram que eu estava desmentindo. Meu caso particular, pelo meu histórico de atleta. Tanto é que a covid me pegou e eu não senti absolutamente nada”, afirmou ao mostrar um dos vídeos em que ele chamou a Covid-19 de “gripezinha”.

Na semana passada, em outra live, o presidente negou que tivesse chamado a doença de “gripezinha”. A afirmação repercutiu porque, por diversas vezes, o presidente usou o termo para falar da doença provocada pelo novo coronavírus e que já matou 1,5 milhão de pessoas no mundo.

O presidente também voltou a defender o uso da hidrocloroquina como forma de combater a doença e, sem apresentar nenhuma prova, atribuiu ao remédio a queda da mortalidade pelo vírus. “Vou repetir aqui a questão da hidroxicloroquina: nós acertamos. O Brasil tem apresentado, cada vez mais, número de contaminados, mas o número de óbitos diminui. Por que? É um tratamento precoce”, afirmou.

15 thoughts on “Bolsonaro pede à população que economize energia elétrica e tome “banhos rápidos”

  1. O povo deve não só economizar energia – ele tem que aprender a viver com menos! Veja o exemplo do nosso grande estadista : ele manda apagar as luzes do andar superior do palácio. Que cara!
    Uma outra sugestão: o presidente deveria fornecer LED pra tudo quanto é brasileiro para economizar luz. Na minha casa fica tudo sempre aceso – LED é muiiito econômica.

  2. Enquanto isso nos palácios de Brasília, ministérios, apartamentos funcionais, senado e câmara dos deputados o ar condicionado central a 1000 por hora, dia e noite sem parar, e tudo pago pela módica carga tributrária brasileira.

  3. Eu mesmo gostaria de tomar um “banho rápido”. 2 anos seria mais do que suficiente! O Collor deu “um banho” que durou 2 anos e 9 meses mas quase não aguentei! O “banho” do Lula então foi uma eternidade! 8 longos anos de sofrimento. Tomara que o “banho” que à população tomou do Bolsonaro seja rápido como ele mesmo recomendou!!! Bolsonaro cometeu ESTELIONATO ELEITORAL!

  4. aqui no nordeste, o zé estava no alpendre, por volta das 17 h, jogando cartas com amigos; a mulher chega à porta e pergunta: “zé, tu vai me pissuir ou não?” (pissuir=manter relações sexuais=possuir), ao que zé diz: vou não por que? ela diz: pq se vc for me pissuir, vou tomar banho, se não, vou só me assiar (assear= asseio leve de lavar apenas pernas e braços); alguma verossimilhança, para fazer brasileiros de otários?

  5. Meu Deus do céu como o Pinóquio é imbecil, que coisa mais ridícula é esta de dar conselhos, dicas de consumo, o homem a cada dia que passa fica mais e mais patético, seria risível se não fosse trágico.

  6. JAIR BOLSONARO IMITA NAPOLEÃO BONAPARTE

    CARTAS DE NAPOLEÃO A JOSEFINE

    A ordem de Napoleão a Josephine

    Numa carta a sua Josephine, Napoleão Bonaparte fez-lhe a seguinte recomendação: “ Estou chegando amanhã. Não lave.” Quando comentei a respeito dessa frase intrigante, aqui na Redação, o editor de dupla Gre-Nal Renato Barros arriscou, mão no queixo: – Quem sabe ele não falava do chão da casa? Simples, respondi, porque, se Napoleão se referisse ao assoalho, teria escrito: “ Não lave o assoalho”.

    E mais: alguém acredita que Josephine, coroada imperatriz da França em Notre Dame, lavasse ela mesma o chão de casa? Além disso, que prazer encontraria o conquistador da Europa ao chegar cansado da batalha ( batalha de verdade!) e encontrar um piso encardido? Não, não, ele se referia às partes pudendas da sua bem-amada.
    Napoleão, parece evidente, apreciava odores fortes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *