Bolsonaro recorre ao absurdo e chama de “terrorista” quem é contra seu governo

Bolsonaro chama manifestantes contrários ao seu governo de ...

Ilustração reproduizda do UOL Notícias

Pedro do Coutto

Numa entrevista na portaria do Palácio da Alvorada o Presidente Bolsonaro classificou de marginais e terroristas os integrantes dos grupos antifascistas que têm realizado protestos contra seu governo. Reportagem de Daniel Carvalho destaca o assunto, na Folha de São Paulo desta quinta-feira. Ao lado de sua matéria Felipe Zanini e Joelmir Tavares apresentam reportagem acompanhada de foto de manifestantes portando facha em defesa da democracia.

Referindo-se aos grupos, Bolsonaro disse que esses protestos contra seu governo começam a aparecer em confronto com as manifestações dominicais a seu favor aqui em Brasília.” Marginais e terroristas têm ameaçado aos domingos as manifestações que me são favoráveis”, declarou.

SEM CONVOCAÇÃO – Acrescentou que não tem influência nos grupos que lhe são favoráveis. “Nunca convoquei pessoas para irem às ruas, embora agradeça a presença” afirmou. Em seguida, referindo-se aos contrários a ele, disse que não se pode admitir que o Brasil se transforme no que foi o Chile há pouco tempo.

Na minha opinião, Bolsonaro alçou voo para pousar no absurdo. Os que vão às ruas para defender a Democracia e criticar seu governo não são marginais, tampouco terroristas. Apresentam-se como antifascistas. O que é uma coisa completamente diferente.

O Fascismo italiano e o Nazismo alemão são nuvens negras do passado que ocuparam a Itália de 1939 a 1944 causaram a Segunda Guerra Mundial, com a morte de 50 milhões de pessoas.

OS PARTIZANS – Surgiram lá na Itália grupos de resistência à ditadura, tendo à frente os Partizans, como eram chamados os que lutavam contra a ocupação. Havia comunistas nos sindicatos e também nos Partizans. É verdade que o movimento foi iniciado em 1941 depois da invasão nazista contra a URSS, hoje Rússia.

O mesmo aconteceu na França, ocupada desde 1940 pela Alemanha de Hitler. Na França o movimento idêntico ao da Itália tinha o nome de Maquis. Era apoiado em sindicatos é inegável que tinha participação de comunistas.

Os dois movimentos – Patizans e Maquis – encontraram-se na história universal como um esforço para conter a cruel ditadura alemã.  Merecem reconhecimento os que deram seu sangue nessa luta heroica. A França foi libertada em 1944. A Itália, a partir também do mesmo ano. Foi trágico o destino de Hitler e Mussolini.

PELA DEMOCRACIA – Voltando ao Brasil deve se destacar os movimentos de rua hoje como uma campanha pela Democracia, uma vez que o movimento é contra a volta daqueles que exatamente propõe um fechamento do Congresso e do STF.

Paralelamente, há um movimento de consciência democrática. É melhor que isso se verifique. E não se verifique mais a nomeação de personagens corruptos como Alexandre Cabral, indicado pelo PL de Valdemar Costa Neto, e que ficou um dia no cargo de presidente do Banco do Nordeste.

17 thoughts on “Bolsonaro recorre ao absurdo e chama de “terrorista” quem é contra seu governo

  1. O antifa é um grupo terrorista sim e não tem nenhuma preocupação com a democracia. Será se a Tribuna vai participar passeata pela democracia promovida pelos Boulos?
    Eu vou rir demais se a esquerda voltar ao poder e a imprensa receber o que merece.

  2. Veja o descaramento do texto, quem foi o grande líder dos Partisans? Tito! O grande ditador “democrata” Tito! E ainda tem gente que acredita que esse povo está preocupado com a democracia.

  3. Sr Jad, se vocês continuarem apoiando essas políticas de seu ídolo, com certeza vão trazer a esquerda de volta ao poder e castigar quem não tem nada com isso, porque fanáticos não terão problema de cambiar de ídolo, não interessa se destro ou canhoto.

    • Que políticas? O Estafo brasileiro precisa ser confrontado! De qualquer forma que o seja. Não apoio tudo que Bolsonaro diz, mas apoio seu confronto com o STF. Vivemos sob uma democracia fictícia, onde não existe relação entre os anseios da população e os atos das autoridades. O Estado brasileiro é voltado para si mesmo e vende “benefícios” à população em troca da tolerância desta sob a corrupção.
      É impressionante que tenha gente que acredite que esse é o estado normal de funcionamento de uma democracia.

  4. Tudo bem, ninguém ignora que este não é o estado normal de uma democracia, as causas são muitas e os três poderes são igualmente responsáveis por elas, o que não pode acontecer é, que pesse ao seu comportamento próximo passado não ser muito recomendável, o Supremo não pode ser confrontado de maneira pública, agressiva e até cafajeste pelo Presidente, que no nosso regime é o Chefe de Estado.
    Inteligência, educação e diplomacia não podem faltar nas relações institucionais de alto nível.

  5. O FENÔMENO BOLSONARO, afeiçoa-se a um caso típico de espírito de corpo casado com o espírito de porco.Tô nem aí com os desafetos do Bolsonaro e vice-versa tb, o meu problema são os desafetos do erário, que nos roubam desbragada e desavergonhadamente, há 520 anos, e a minha luta de uma vida inteira, 67 anos, é contra esses FDP, e o meu empenho é meter o guizo nos gatunos, de direita, de esquerda e de centro. Bolsonaro, a exemplo de FHC e Lula, me parece uma criatura seduzida e estuprada pelo sistema político podre, pelo qual tb se apaixonou profundamente, o qual o traumatizou com a síndrome de Estocolmo, sistema esse que, durante 28 anos a fio, o contaminou com todos os seus vícios, na condição de deputado carreirista do baixo clero, no congresso mais picareta do mundo, salvo exceções, fato esse que, por si só, o faz um político completamente desmoralizado, com as agravantes de que Bolsonaro viciou tb na comilança sistêmica podre até mesmo os seus próprios filhos, lembrando que o seu bandido de estimação, o Queiroz, o tesoureiro do esquema da famíglia, e quiçá da sua máfia ( que afeiçoa-se muito maior do que se imaginava), fez depósitos em dinheiro vivo na conta da sua atual mulher, que, pasmem, tornou-se a primeira dama da república, que só pode ser uma república 171 para aceitar uma aberração imoral dessa. É esse, pois, o tipo de criatura, camaleônica e imoral, que conseguiu capturar um país inteiro, pasmem, no voto, fato esse que demonstra o quanto o sistema político é mais furado do que queijo suíço. Bolsonaro não tem nada de louco, ele é o tal louco de ativo, como se diz no caipirês lá de Xiririca, SP, o qual, em princípio, dá uma de louco só para assustar e intimidar a concorrência que ele conhece muito bem, face ao casamento de cerca de 30 anos, liderado por políticos do tipo Mafuf, Collor, Jefferson e CiA, e rivais, com os quais aprendeu todos os truques inerentes a caminhada bem-sucedida sob o dito-cujo sistema podre, valores esses agregados ao seu know how durante a sua caminhada dentro das forças armadas, em plena ditadura militar, fazendo-se um político de personalidade híbrida, tipo gillette, que corta dos dois lados, que aprendeu a caminhar e manipular, do seu jeito, tanto a ditadura quanto a plutocracia putrefata com jeitão de cleptocracia e ares fétidos de bandidocraica impostas pelo sistema político podre. E, acreditem se quiser, a única coisa que os fazem cagar mole, de medo, por muitos motivos, é a RPL-PNBC-DD-ME, a kriptonita contra os poderes dos me$mo$, o projeto novo e alternativo de política e de nação, o novo caminho para o novo Brasil de verdade, porque evoluir é preciso, que, há 20 anos, aguarda a sua rendição, e a rendição do sistema podre inteiro, pacificamente, consciente e desprendia, em prol do descortino de novos horizontes para o Brasil e o povo brasileiro, antes que o Leão, cansado de esperar a conversão e a rendição, seja transformado num Super Leão, ungido por Deus, e faça aquilo que tem que ser feito, há muito tempo, que é a libertação do Brasil e do povo brasileiro, que sobrevivem à moda Super David Werner comprimidos na pessoa de um minúsculo incrível Hulk, pra lembrar-lhes que o Brasil é muito maior do que vocês do sistema podre, militarismo e partidarismo, politiqueiro$, e seus tentáculos, velhaco$, imaginam, e não aceitarão a vida toda a redução ao tamanho das vossas pequenez .

  6. Sabem nada esses nazistazinhos! Esses que tacham antifascisfas de terroristas.
    Posto que a depredação causada por alguns poucos, ou são de uma fração ínfima, com posições anárquicas – e anarquistas existem tanto à esquerda quanto à direita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *