Bolsonaro repete ameaças golpistas e diz esperar uma nova conversa com Moraes

Presidente Jair Bolsonaro (PL)

Bolsonaro não entendeu o que Moraes estava lhe dizendo

Matheus Teixeira
Folha

O presidente Jair Bolsonaro (PL) confirmou neste domingo (26) que teve uma conversa com o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes na última semana e disse que pretende ter um novo encontro com o magistrado. O mandatário também repetiu ameaças golpistas e ataques às urnas, se queixou de “interferências” do Supremo no Executivo e disse que “vai chegar um ponto final”.

“Uma hora vai acontecer uma tragédia que a gente não quer. Não estamos dando recado, aviso, todo mundo sabe o que está acontecendo”, disse ao programa 4 por 4, feito por simpatizantes do presidente.

COM MORAES – Sobre a conversa com Moraes, Bolsonaro disse que o ministro “falou 90% do tempo” e ele, 10%. “Mais ou menos cinco minutos de conversa. Falei para ele: vamos conversar na próxima semana com mais tempo. E pode ser em qualquer lugar”, afirmou. O objetivo, segundo o chefe do Executivo, é que cheguem a um “entendimento”.

“Ver se consigo entendê-lo e ele me entender também, porque, pelo que ele falou ali, não me entende. Falou certas coisas que não procediam, não vou revelar o que é. Eu fiquei mais quieto, ouvindo ele falar. E pretendo conversar com ele sim, pretendo e ver o que está acontecendo, porque no fundo eu quero diálogo e respeito à Constituição”, disse.

O encontro dos dois ocorreu na residência oficial da Presidência da Câmara em evento realizado pelo presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), em homenagem aos 20 anos do ministro Gilmar Mendes no STF.

BARROSO E FACHIN – Na mesma entrevista deste domingo, o presidente também voltou a fazer críticas aos ministros Luís Roberto Barroso e Edson Fachin, do STF.

O mandatário, mais uma vez sem provas, levantou suspeitas contra o sistema eletrônico de votação. Ele disse que irá apresentar provas de que venceu as eleições de 2018 no primeiro turno e que o resultado foi fraudado para prejudicá-lo.

Bolsonaro disse que os indícios apontam que o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) irá realizar o pleito apenas para “cumprir tabela”. “É o que deixam transparecer. Em vez de ajudarem a dissipar a nuvem de suspeição que existe na cabeça de muita gente, muito pelo contrário, tornam concreta essa possibilidade da maneira como agem” afirmou.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Moraes cometeu com Bolsonaro o mesmo erro que eu cometi anos atrás – pensou que Bolsonaro pudesse entender as coisas que a gente fala. Quando o procurei na Câmara e informei que o governo Lula havia assinado equivocadamente na ONU um tratado que reconhecia a independência política, econômica e territorial das nações indígenas, notei que Bolsonaro não estava entendendo o que eu falava. Então repeti, mais pausadamente, para ver se ele captava a mensagem, mesmo assim não conseguiu. Respondeu-me com um grunhido, virou as costas e foi embora. E eu saí para contatar parlamentares mais inteligíveis, digamos assim. (C.N.)

9 thoughts on “Bolsonaro repete ameaças golpistas e diz esperar uma nova conversa com Moraes

  1. Uma coisa ele falou corretamente: “uma hora vai acontecer uma tragédia”.
    Realmente se as forças armadas apoiarem o ‘tosco’ em uma aventura golpista com o ‘clã dos infernos’ no comando, garantido teremos uma tragédia sem precedentes.
    PS Ele já demonstrou todo o apreço que tem pela vida humana, durante a pandemia.
    PS2 As potências ocidentais quando rompem e bloqueiam uma nação, não levam em consideração o sofrimento do povo.

  2. Moraes se iguala a Bolsonaro.
    Sua insensatez e despreparo é gritante.
    Receio que antes de Bolsonaro pedir sua candidatura ele seja declarado impedido por Moraes.
    Eita briga boa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.