Bolsonaro vive maus momentos, com os três filhos praticamente no banco de réus

Charge do Tacho (Jornal NH)

Vicente Nunes
Correio Braziliense

O presidente Jair Bolsonaro não poderia ter notícia pior: os três filhos dele, Flávio, Carlos e Eduardo, estão no banco de réus. Todos estão sob investigação da Justiça, o que dará muita dor de cabeça ao governo. Não se descarta que, em algum momento, pelo menos um deles venha a ser preso.

Vereador pelo Rio de Janeiro, Carlos está sendo investigado pela contratação de funcionários fantasmas em seu gabinete. Como ele perdeu o foro privilegiado, o processo, agora, está tramitando em primeira instância, que costuma ser bem rigorosa em casos como o dele.

RACHADINHAS – Flávio, hoje senador, é peça central no inquérito que apura o sistema de rachadinha na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, quando ele era deputado. Ele e a mulher, Fernando, foram intimados a prestar depoimentos esta semana.

Ex-assessor dele, Fabrício Queiroz está preso e a mulher dele, foragida da Justiça. Segundo o Ministério Público, Flávio Bolsonaro chefiaria uma “organização criminosa”.

Eduardo, por sua vez, virou alvo do procurador-geral da República, Augusto Aras, que determinou a abertura de “notícia de fato” para saber se o deputado federal violou a Lei de Segurança Nacional em declarações que fez pela internet. Aras apura se o parlamentar cometeu crime de “subversão da ordem democrática”.

BOLSONARO NA MIRA – Com os três filhos investigados pela Justiça, Bolsonaro atendeu aos conselhos da ala militar e baixou totalmente o tom contra o Judiciário e o Congresso. Nos últimos dias, por sinal, emitiu sinais de paz aos dois Poderes, pois sabe que as consequências de um embate poderão resultar em um estrago em seu mandato.

O próprio presidente é alvo de processos. Bolsonaro deverá ser ouvido, em breve, pela Polícia Federal no inquérito aberto pelo Supremo Tribunal Federal que investiga se ele tentou interferir na corporação, conforme denúncias do ex-ministro Sergio Moro.

Bolsonaro também está na linha de tiro do Tribunal Superior Eleitoral, que decidiu reabrir dois processos que tratam de denúncias contra a chapa que o elegeu. No total, oito processos contra Bolsonaro e seu vice, o general Hamilton Mourão, estão correndo no TSE, quatro deles, com informações robustas sobre disparo em massa de fake news pelo WathsApp.

13 thoughts on “Bolsonaro vive maus momentos, com os três filhos praticamente no banco de réus

  1. Brasil, nosso problema

    Bolsonaro nada propôs em lugar do que tenta destruir

    Flávio Miragaia Perri – embaixador aposentado

    O Globo – 06/07/2020 – 01:00

    Não acredito na conversão de Bolsonaro. Sua ignorância é espantosa.

    O governo tentou “governar” pelo confronto: disputou com todo mundo, em critérios sobre costumes, na desmontagem da política ambiental, na contestação dos valores e vantagens do multilateralismo. Conduziu uma política externa à deriva dos fatos internacionais, contra a busca do entendimento, a solução de conflitos, a moderação dos excessos, a defesa da história e cultura brasileiras, a ampliação do horizonte econômico, a defesa dos direitos humanos e desdobramentos válidos, o que sempre fizemos no cuidadoso comportamento diplomático, para aproveitar as ocasiões de afirmação do interesse nacional, na defesa da paz, entre tantos aspectos que nos qualificaram como um país e uma diplomacia confiáveis. Bolsonaro nada propôs em lugar do que tenta destruir.

    O governo Bolsonaro tem sido um despropósito internamente, no confronto com o Congresso e com o Supremo Tribunal Federal, no desprezo pela Constituição, nos maus conceitos jurídicos, numa discutível adesão à economia chamada liberal, numa generalização da ideia do Estado mínimo e numa suposta solução do problema do desenvolvimento econômico via investimento privado e clara despreocupação social, num país desequilibrado e desigual. Franca oposição ao ambiental.

    A pandemia implantou-se no Brasil com força, por falta de planejamento e coordenação entre União, estados e municípios, por uma idiossincrasia do presidente alimentada pela frieza dos números de seu ministro da Economia. É frontal a falsa oposição entre a economia e a vida humana. Bolsonaro desprezou a vida humana. Na economia, sob pressão da opinião nacional ofendida, tomou providências que não se completaram. O auxílio emergencial, para atender a cerca de 50 milhões de brasileiros desprovidos de recursos para sobrevivência, não chegou a um número expressivo de cidadãos pobres: o método foi falho. Pequenas e microempresas não conseguiram acesso ao crédito, apesar da propaganda governamental. Há falências e assustador desemprego.

    A recuperação da economia, assim que a crise da pandemia acalmar, não tem um plano discutido com a sociedade: sim, faremos a reforma tributária, para amenizar as diferenças de tratamento e as sobrecargas, mas ninguém reformulou os projetos conhecidos, que já não têm a mesma serventia, pois eram focados apenas no equilíbrio fiscal. O que o país necessita é de um forte socorro do Estado aos 50 milhões de desassistidos e apoio decidido à pequena empresa. É preciso encontrar a fórmula para assistir a esse terço de cidadãos que estiveram à margem das considerações da economia. Isso deve ser feito com uma perspectiva, projetada, de realização anos à frente do equilíbrio fiscal.

    Não acredito na solução do problema do desequilíbrio crônico de contas com a simples alienação de bens que o estatismo nos legou. Muito pode ser desmobilizado, nunca na bacia das almas, e sem dúvida não deve incluir alienação de símbolos da confiança nacional, Banco do Brasil, Correios e Petrobras, nem pode alienar investimentos em andamento na área nuclear.

    O país não é simples e tem uma história de patrimonialismo e centralização. Esse pecado histórico deve ser amenizado e desconstituído.

    Não acredito em Bolsonaro e sua ostensiva incompetência nem no apoio que o possa socorrer da parte de alguns generais de boa vontade. Governo se faz com as disponibilidades de cidadãos bem formados (universidades, centros de pesquisa, organizações sociais), militares ou não, desimpedidos de suas amarras corporativas. Por isso acredito que a nova proposta de reforma tributária há de acontecer a par com uma reforma do Estado, supondo um novo pacto federativo, criador de uma autêntica federação, e uma nova estrutura de reforma de atividades e funções na estrutura do Estado, nos três níveis, superando o empreguismo e formando inteligências a seu serviço, nos três ramos, Legislativo, Executivo e Judiciário.

    A qualquer governo é preciso cabeças mais capazes, sem preconceitos, para enfrentar a crise que nos sufoca e encaminhar soluções.

    Bolsonaro não irá longe.

  2. Apesar das dificuldades … entendo que Bolsonaro tenta acertar … à sua maneira de Direita numa Sociedade de aceitação do Estatismo Econômico.

    Tanto que dá seguimento a Temer, MDB-SP, com juros e inflação baixos … coisa que incomoda aos mais favorecidos, né???

    Creio que Guedes procura convencer tais favorecidos (principalmente, os do agronegócio) a se candidatarem nas próximas privatizações.

    Seria interessante que houvesse incentivo ao treinamento para os sindicatos (de patrões e de trabalhadores) aprenderem a dividir o bolo resultante da privatização … e sem perigo de se cair em fascismo … pois a Cidadã é muito forte, não???

      • Marcos, meu caro … Estava esperando o amigo kkk KKK kkk 🙂

        Segue cópia de e-mail de ontem … não vou mais escrever … por falta de tempo kkk KKK kkk 🙁

        Abraços.
        … … …
        Prezado Editor CN … Alegria!

        http://tribunadainternet.com.br/estilo-paz-e-amor-de-bolsonaro-inclui-os-filhos-e-ate-mesmo-olavo-de-carvalho/ … Posted on 2 de julho de 2020, 06:15 by Tribuna da Internet … Carlos Newton … “… Se tivermos outro golpe militar, com um irresponsável como Bolsonaro à frente, isso não vai acabar em pizza e haverá uma guerra civil. ### P.S. – No Brasil, o Poder Moderador é exercido pelo Alto-Comando do Exército, com apoio dos Altos-Comandos da Marinha e Aeronáutica. O comportamento do general Edson Pujol é exemplar. Não apoia golpes de estado, e ponto final. Bolsonaro que se enquadre, junto com os filhos e os terraplanistas, caso contrário a serventia é a porta da rua, como se dizia antigamente. (C.N.)”

        Con-FERIR, né??? Segue a Estrutura da Constituição, com títulos, capítulos, seções e subseções … o MP está no Título IV … e as FFAA no Título V … Enquanto o MP é incumbido da defesa do regime democrático … as FFAA são para defesa do Estado Democrático de Direito e das Instituições Democráticas.

        Entendo que o Treino do Juízo Final está em seu final, com a prorrogação do Inquérito … e a ditadura 03 ainda é ameaça … pois, é como Apostasia … sair da Redemocratização, né???

        Assim que puder … vou pesquisar e enviar o que seja ato antidemocrático de Apostasia da Democracia kkk KKK kkk
        … … …
        PREÂMBULO
        TÍTULO I … Dos Princípios Fundamentais
        TÍTULO II … Dos Direitos e Garantias Fundamentais
        CAPÍTULO I … DOS DIREITOS E DEVERES INDIVIDUAIS E COLETIVOS
        CAPÍTULO II … DOS DIREITOS SOCIAIS
        CAPÍTULO III … DA NACIONALIDADE
        CAPÍTULO IV … DOS DIREITOS POLÍTICOS
        CAPÍTULO V … DOS PARTIDOS POLÍTICOS
        TÍTULO III … Da Organização do Estado
        CAPÍTULO I … DA ORGANIZAÇÃO POLÍTICO-ADMINISTRATIVA
        CAPÍTULO II … DA UNIÃO
        CAPÍTULO III … DOS ESTADOS FEDERADOS
        CAPÍTULO IV … Dos Municípios
        CAPÍTULO V … DO DISTRITO FEDERAL E DOS TERRITÓRIOS
        Seção I … DO DISTRITO FEDERAL
        Seção II … DOS TERRITÓRIOS
        CAPÍTULO VI … DA INTERVENÇÃO
        CAPÍTULO VII … DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA
        Seção I … DISPOSIÇÕES GERAIS
        Seção II … DOS SERVIDORES PÚBLICOS
        Seção III … DOS MILITARES DOS ESTADOS, DO DISTRITO FEDERAL E DOS TERRITÓRIOS
        Seção IV … DAS REGIÕES

        • TÍTULO IV … DA ORGANIZAÇÃO DOS PODERES
          CAPÍTULO I … DO PODER LEGISLATIVO
          SEÇÃO I …DO CONGRESSO NACIONAL
          Seção II … DAS ATRIBUIÇÕES DO CONGRESSO NACIONAL
          Seção III … DA CÂMARA DOS DEPUTADOS
          Seção IV … DO SENADO FEDERAL
          Seção V … DOS DEPUTADOS E DOS SENADORES
          Seção VI … DAS REUNIÕES
          Seção VII … DAS COMISSÕES
          Seção VIII … DO PROCESSO LEGISLATIVO
          Subseção I … Disposição Geral
          Subseção II … Da Emenda à Constituição
          Subseção III … Das Leis
          Seção IX … DA FISCALIZAÇÃO CONTÁBIL, FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA
          CAPÍTULO II … DO PODER EXECUTIVO
          Seção I … DO PRESIDENTE E DO VICE-PRESIDENTE DA REPÚBLICA
          Seção II … Das Atribuições do Presidente da República
          Seção III … Da Responsabilidade do Presidente da República
          Seção IV … DOS MINISTROS DE ESTADO
          Seção V … DO CONSELHO DA REPÚBLICA E DO CONSELHO DE DEFESA NACIONAL
          Subseção I … Do Conselho da República
          Subseção II … Do Conselho de Defesa Nacional
          CAPÍTULO III … DO PODER JUDICIÁRIO
          Seção I … DISPOSIÇÕES GERAIS
          Seção II … DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL
          Seção III … DO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA
          Seção IV … DOS TRIBUNAIS REGIONAIS FEDERAIS E DOS JUÍZES FEDERAIS
          Seção V … Do Tribunal Superior do Trabalho, dos Tribunais Regionais do Trabalho e dos Juízes do Trabalho
          Seção VI … DOS TRIBUNAIS E JUÍZES ELEITORAIS
          Seção VII … DOS TRIBUNAIS E JUÍZES MILITARES
          Seção VIII … DOS TRIBUNAIS E JUÍZES DOS ESTADOS
          CAPÍTULO IV … DAS FUNÇÕES ESSENCIAIS À JUSTIÇA
          SEÇÃO I … DO MINISTÉRIO PÚBLICO
          Seção II … DA ADVOCACIA PÚBLICA
          SEÇÃO III … DA ADVOCACIA
          SEÇÃO IV … DA DEFENSORIA PÚBLICA

          • TÍTULO V … Da Defesa do Estado e Das Instituições Democráticas
            CAPÍTULO I … DO ESTADO DE DEFESA E DO ESTADO DE SÍTIO
            Seção I … DO ESTADO DE DEFESA
            Seção II … DO ESTADO DE SÍTIO
            Seção III … DISPOSIÇÕES GERAIS
            CAPÍTULO II … DAS FORÇAS ARMADAS
            CAPÍTULO III … DA SEGURANÇA PÚBLICA
            TÍTULO VI … DA TRIBUTAÇÃO E DO ORÇAMENTO
            CAPÍTULO I … DO SISTEMA TRIBUTÁRIO NACIONAL
            Seção I … DOS PRINCÍPIOS GERAIS
            Seção II … DAS LIMITAÇÕES DO PODER DE TRIBUTAR
            Seção III … DOS IMPOSTOS DA UNIÃO
            Seção IV … DOS IMPOSTOS DOS ESTADOS E DO DISTRITO FEDERAL
            Seção V … DOS IMPOSTOS DOS MUNICÍPIOS
            Seção VI … DA REPARTIÇÃO DAS RECEITAS TRIBUTÁRIAS
            CAPÍTULO II … DAS FINANÇAS PÚBLICAS
            Seção I … NORMAS GERAIS
            Seção II … DOS ORÇAMENTOS

          • TÍTULO VII … Da Ordem Econômica e Financeira
            CAPÍTULO I … DOS PRINCÍPIOS GERAIS DA ATIVIDADE ECONÔMICA
            CAPÍTULO II … DA POLÍTICA URBANA
            CAPÍTULO III … DA POLÍTICA AGRÍCOLA E FUNDIÁRIA E DA REFORMA AGRÁRIA
            CAPÍTULO IV … DO SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL
            TÍTULO VIII … Da Ordem Social
            CAPÍTULO I … DISPOSIÇÃO GERAL
            CAPÍTULO II … DA SEGURIDADE SOCIAL
            Seção I … DISPOSIÇÕES GERAIS
            Seção II … DA SAÚDE
            Seção III … DA PREVIDÊNCIA SOCIAL
            Seção IV … DA ASSISTÊNCIA SOCIAL
            CAPÍTULO III … DA EDUCAÇÃO, DA CULTURA E DO DESPORTO
            Seção I … DA EDUCAÇÃO
            Seção II … DA CULTURA
            Seção III … DO DESPORTO
            CAPÍTULO IV … DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO
            CAPÍTULO V … DA COMUNICAÇÃO SOCIAL
            CAPÍTULO VI … DO MEIO AMBIENTE
            CAPÍTULO VII … Da Família, da Criança, do Adolescente, do Jovem e do Idoso
            CAPÍTULO VIII … DOS ÍNDIOS
            TÍTULO IX … Das Disposições Constitucionais Gerais

            ATO DAS DISPOSIÇÕES CONSTITUCIONAIS TRANSITÓRIAS

            Brasília, 5 de outubro de 1988.
            … … …
            Boa leitura.

  3. Torço para ver esses supostos bandidos da família Bolsonaro na cadeia, depois das investigações, processos e condenações.

    Se até o pilantra Lula foi devidamente apanhado e encarcerado, por que esses playboys mixurucas, filhos do mau militar Bolsonaro, não seriam também apanhados???

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *