Bom começo: Temer conseguiu reduzir para 26 os 39 ministérios de Dilma

Dida Sampaio/Estadão - Temer empossa sua equipe de ministros no Palácio do Planalto

Com as indicações, Temer conseguiu garantir maioria no Congresso

Carlos Newton

Com muita dificuldade, idas e vindas, avanços e retrocessos, o novo presidente Michel Temer conseguiu se equilibrar na corda bamba da coalizão que caracteriza o presidencialismo à brasileira e terá maioria parlamentar nas duas casas do Congresso. Houve mudanças de última hora, mas os 39 ministérios que inchavam o governo de Dilma Rousseff foram reduzidos para 26, o que já significa um bom começo, sem a menor dúvida.

Confira a lista dos 26 ministros escolhidos pelo presidente Michel Temer, que foram empossados no final da tarde desta quinta-feira:

GILBERTO KASSAB (PSD-SP) ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. Ex-prefeito de São Paulo (pelo PSD) e ex-ministro da Dilma na mesma pasta

RAUL JUNGMANN (PPS-PE) ministro da Defesa. Deputado federal e ex-ministo de FHC

ROMERO JUCÁ (PMDB-RR) Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. Senador (RR) e ex-ministro da Previdência (governo Lula); presidente em exercício do PMDB, foi um dos principais articuladores da saída do partido do governo e do avanço do processo de impeachment de Dilma

GEDDEL VIEIRA LIMA (PMDB-BA) ministro-chefe da Secretaria de Governo. Ex-ministro da Integração Nacional, preside o partido na Bahia. Citado na Lava Jato sob suspeita de negociar propina com a OAS, o que ele nega. Também é visto como um nome que está distante há anos do Parlamento

SÉRGIO ETCHEGOYEN ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional. General do Exército

BRUNO ARAÚJO (PSDB-PE) ministro das Cidades. Deputado federal, deu o voto decisivo para o impeachment de Dilma na Câmara

BLAIRO MAGGI (PP-MT) ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Senador e ex-governador

HENRIQUE MEIRELLES ministro da Fazenda e Previdência. Foi presidente do Banco Central no governo Lula

MENDONÇA FILHO (DEM-PE) ministro da Educação e Cultura. Ex-governador de Pernambuco, atualmente é deputado pelo DEM

ELISEU PADILHA (PMDB-RS) ministro-chefe da Casa Civil. Ex-ministro da Secretaria de Aviação Civil (governo Dilma) de dos Transportes (governo FHC); quando ministro de FHC, foi alvo de acusações de irregularidades no pagamento de precatórios, mas sempre negou

OSMAR TERRA (PMDB-RS) ministro do Desenvolvimento Social e Agrário. Deputado federal

LEONARDO PICCIANI (PMDB-RJ) ministro do Esporte. Deputado federal

RICARDO BARROS (PP-PR) ministro da Saúde. Deputado federal

JOSÉ SARNEY FILHO (PV-MA) ministro do Meio Ambiente. Deputado federal pelo Maranhão e ex-ministro da pasta (governo FHC)

HENRIQUE ALVES (PMDB-RN)ministro do Turismo. Ex-ministro do Turismo de Dilma

JOSÉ SERRA (PSDB-SP) ministro das Relações Exteriores. Senador, ex-ministro da Saúde e do Planejamento (governo FHC); foi governador de São Paulo e prefeito da capital. Um dos caciques do PSDB, foi candidato do partido à Presidência em 2002 (derrotado por Lula) e 2010 (derrotado por Dilma)

RONALDO NOGUEIRA (PTB-RS) ministro do Trabalho. Deputado federal

ALEXANDRE DE MORAES ministro da Justiça e Cidadania. Ex-secretário da Segurança de SP, foi promotor de Justiça

MAURICIO QUINTELLA (PR-AL)ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil. Deputado federal. Condenado em agosto de 2014 por participação em um esquema que desviou dinheiro destinado ao pagamento de merenda escolar em Alagoas, entre 2003 e 2005, quando era secretário de Educação do Estado

FABIANO SILVEIRA ministro da Fiscalização, Transparência e Controle (ex-CGU). Conselheiro do CNJ (Conselho Nacional de Justiça)

FÁBIO MEDINA OSÓRIO Advogado-geral da União. Jurista, presidente do Instituto Internacional de Estudos de Direito do Estado

ILAN GOLDFAJN presidente do Banco Central. Economista

HELDER BARBALHO (PMDB-PA) ministro de Minas e Energia. Deputado federal

MARCOS PEREIRA (PRB), ministro da Indústria e Comércio. Presidente do PRB, sem mandato

MOREIRA FRANCO (PMDB), secretário Secretaria Especial de Investimento. Ex-governador do Rio de Janeiro, ex-deputado federal

FERNANDO COELHO FILHO (PSB-PE) ministro da Integração Nacional. Deputado federal

###
PS
Não podíamos deixar de fazer o registro de que um dos novos ministros nos dá a honra de escrever artigos com frequência aqui na Tribuna da Internet. É o jurista Fábio Medina Osório, que assumiu a Advocacia-Geral da União sem apoio de nenhum partido, apenas por sua competência profissional. Detalhe, na correria, o Cerimonial da Presidência errou o nome dele, chamando-o de Osório Medina. E mais um registro: sempre muito bem informado, o jornalista e advogado José Carlos Werneck, acertou em cheio aqui na TI, ao prever que Alexandre de Moraes seria o novo ministro da Justiça. Bem na mosca. (C.N.)

24 thoughts on “Bom começo: Temer conseguiu reduzir para 26 os 39 ministérios de Dilma

  1. Na educação ele poderia ter colocado o Tiririca, tão especilizado quanto o Mendonça . Já o Kinder Ovo o que faz muito bem é esconder os dados da SSP/SP.
    Tenho cá para mim que o verde que a família Sarney gosta é outro.

    • Virgilio, o novo Ministro da Justiça além de surrupiar dados da violência em São Paulo, manipulando números para baixo, com a pastinha do Efeagace alckimin-tira ‘zerou a violência”, só tem homicidios, latroci´nios, roubos, assaltos lá na França e Suiça, aqui em São Paulo não………
      E outra, verifique qual escritório de Advocavia que representava a Organização Criminosa que não pode citar as três letrinhas, aliás, só o Sr. Puggina que citou em seu texto………..

      • Ele faz parte da purporinosa panelinha nascida na Associação Comercial. O Kassab tinha até cartão de visita em sociedade com o Rodrigo Garcia, que foi cassado e sumiu. Conheço bem a paneloca…uiii

    • Mendonça Filho é um sujeito preparado, tendo inclusive uma pós-graduação em Public Administration pela Kennedy School, da Universidade de Harvard. É um bom gestor embora sem vivência acadêmica.

  2. O Kassab, coleguinha do Kinder Ovo na inovação é ótimo, afinal ele inova um partido a cada 6 meses.
    O Helder Barbalho aprendeu trocar lâmpadas com o Lobão ? O máximo que eles entendem do ramo.
    Oba vou fazer uma nova oposição, o PT já estava chato.

  3. Em sua passagem pelo Ipea , o Ilan mostrou ser um economista Excel, quando os aposentados não cabem nas suas planilhas ele deleta…
    Já o Fabiano é um grande conhecedor de improbidade administrativa, um bom nome para a CGU , se deixarem.

  4. O Temer mandou o Marcos IURD Pereira telefonar para as Federações das Indústrias. A única indústria que ele conhece é aquela do ” vamos passar a sacolinha ” .

  5. TROCA DE ESTILOS NO COMANDO DO BRASIL
    SAI o governo das realizações planejadas e concretizadas apenas na propaganda produzida nos gabinetes dos marqueteiros, pagos a preço de ouro. Sai o governo das mentiras deslavadas, de frases incompreencíveis sem concatenação lógica. Sai o governo useiro e vezeiro no uso de palavras como GOLPE, CRIME, TRAIÇÃO, CONSPIRAÇÃO, etc, etc. usadas em acusações à adversários e antigos aliados, que por razões diversas desgarraram-se e resolveram delatar o que vivenciaram. Um verdadeiro alívio.
    ENTRA um governo cujo lema compõe-se de duas palavras: DEMOCRACIA E EFICIÊNCIA. Entra um governo cujo líder central, discursa na posse de forma límpida e clara, estabelecendo diretrizes concretas para que o país retome os trilhos do progresso e desenvolvimento. Entra um governo que prega não a revolta, o confronto, mas, tão somente a Confiança, o Diálogo, a Unificação. Entra um governo que reafirma a necessidade de harmonia entre os poderes da república, sem ingerências descabidas. Enfim… Renovam-se as esperaças de um Brasil que todos almejamos, para hoje e para o futuro. Ocupando o espaço que lhe cabe entre as nações do mundo.

  6. Menos de 24 horas depois de abrir inquérito contra Aécio, Gilmar suspende investigações

    (Veja mais em O Globo)

    Porra, é Gilmar Mato Grosso ou Gilmar Maranhão ?

  7. Caro Carlos Newton,

    Considerando que o Brasil se encontra mergulhado na maior crise econômica, política, ética e moral de que temos conhecimento; considerando também a continuação desse falido sistema de Presidencialismo de Coalizão (um verdadeiro toma lá dá cá); considerando as nomeações de ROMERO JUCÁ (PMDB-RR), GEDDEL VIEIRA LIMA (PMDB-BA), ELISEU PADILHA (PMDB-RS) e MAURICIO QUINTELLA (PR-AL), penso, salvo melhor juízo, que o governo de Michel Temer começou muito mal, peço a DEUS que eu esteja ERRADO.
    No seu discurso de posse de ontem, não ouvi o novo presidente sequer cogitar sobre a diminuição do tamanho do estado brasileiro, apesar de haver diminuído a quantidade de ministérios, a diminuição do estado a que me refiro é a do Estado menos interventor na ECONOMIA, e sua escolha para os ministérios deveria ser evidentemente por ministros que não estejam sendo investigados na operação Lava Jato.
    Michel Temer deve iniciar incansavelmente o combater ao famigerado Foro de São Paulo, o qual tem o único objetivo de transformação da América Latina na tal Pátria Grande, traduzindo transformá-la em uma região dominada e usurpada por um estado totalitário.
    Michel Temer deve assegurar liberdade na economia, estimulando o empreendedorismo e diminuindo a perversa carga tributária, juros e inflação.
    Estou esperando ansiosamente que Michel Temer diminua os gastos governamentais com cargos comissionados e de gastos desnecessários com diárias para os funcionários públicos.
    É urgente que Michel Temer ponha fim a Propaganda Estatal em blogs e jornais mantidos com o nosso dinheiro.
    O novo presidente Michel Temer deve assegurar ao povo brasileiro liberdade total de pensamento, seja na imprensa, na internet e nas mídias sociais.
    Deve privatizar quaisquer empresas públicas deficitárias em que o Estado brasileiro não tem capacidade de administrar.
    Deve assegurar a proteção da propriedade privada, até mesmo porque é uma garantia constitucional, pois ainda assim nos governos lulopetistas essa garantia constitucional não foi observada pelos supostos movimentos sociais que acreditam que podem invadir propriedades privadas alheias como se suas fossem.
    Certamente a liberdade de expressão deve ser garantida na internet a todos indistintamente, visando impedir que políticos com medo de críticas queiram censurar os seus críticos.
    Michel Temer e equipe de governo devem assegurar a liberdade de ir e vir garantida a todos constitucionalmente, através de melhorias reais em nossa infraestrutura, com a extirpação da corrupção e das propinas que induvidosamente ensejam o encarecimento dos custos das obras.
    O governo de Michel Temer deve incentivar a livre concorrência, com a eliminação dos monopólios estatais e fomentando condições para que concorrentes possam oferecer melhores preços, produtos e serviços.
    Michel Temer tem a obrigação de apoiar o projeto de lei das 10 medidas contra a corrupção sugeridas pelo Ministério Público Federal, tornando mais difícil aos corruptos que continuem agindo sem punição.
    Michel Temer tem a obrigação de estimular o debate para o estabelecimento do voto impresso com a auditoria pública e transparente da contagem eletrônica dos votos para a confirmação das eleições.
    Michel Temer deve estimular a igualdade de todos perante a lei, promovendo debates com a sociedade pelo fim do foro privilegiado de políticos, ministros e outros cargos públicos, tornando os agentes políticos iguais à população brasileira.
    Michel Temer deve estimular o debate acerca da revogação da LEI DO DESARMAMENTO, a fim de que seja possível a obtenção de armamentos para que os brasileiros possam se defender, não somente dos criminosos comuns, mas sobretudo se defender da possibilidade da investida de tiranos e usurpadores promoverem golpes pelo poder, como temos notícias dos perpetrados na Venezuela, Cuba, Coréia do Norte e em outros países com governos de tendências marxistas/leninistas.
    Michel Temer deve imediatamente restabelecer melhor relação comercial e diplomática com as principais democracias ocidentais, com efeito tendo relação mais dura contra tiranos e usurpadores da América Latina que sacrificam o próprio povo.
    Michel Temer deve estimular o comércio fraterno e livre entre os países, estimulando a diminuição das barreiras comerciais.
    Michel Temer deve implantar no Brasil uma educação iluminadora e produtiva, que não seja baseada em ideologias de quaisquer tipos de gênero, que tenha sobretudo compromisso com a verdade, com a ciência, com a história e com os fatos e dados, ensejando assim profissionais que tenham compromisso com o Brasil do futuro.
    A administração de Michel Temer deve ser totalmente transparente, mostrando aos cidadãos brasileiros de forma simples os dados da administração pública, liberando informações sobre gastos com cartão de crédito, gastos de gabinete e muito mais, mostrando ao povo brasileiro como é usado o seu suado dinheiro ganho e recolhido através dos tributos que lhes são cobrados.
    Michel Temer deve estimular os debates para que tenhamos eleições limpas, com o fim de horário político, com o fim do financiamento público de campanha e a permissão apenas para doações individuais.
    Michel Temer deve IMEDIATAMENTE acabar com o caos na saúde pública a fim de que prolongue a vida e a dignidade dos brasileiros, capacitando médicos para que possam ajudar os pacientes e revalidando o registro de médicos estrangeiros no país.
    Salvo melhor juízo, penso que essas sugestões são vitais para que consigamos reconstruir a nossa democracia dilacerada pelo socialismo stalinista-castrista promovido pelos governos lulopetistas.
    Estreme de dúvida que o povo brasileiro condena visceralmente essa velha política fisiológica que vem sendo promovida há anos em nossa pátria amada mãe gentil.

  8. Really?

    Começou bem? É sério isso?!
    Bem, a rigor, não espero nada, realmente; aliás, num país onde o presidente da Câmara é afastado, continua recebendo verbas estratosféricas, e_ incrível!_ pode continuar dispondo do avião da FORÇA AÉREA BRASILEIRA… QUALQUER PORCARIA SERVE!!!
    País de otários, cínicos, vagabundos e canalhas!
    Viva a Coréia do Norte! Viva!
    Saudações,

    Carlos Cazé.

    • Pô Cazé, vc também é chato, hein!
      Precisava lembrar o pessoal de que Cunha, a exemplo de Dilma, também terá direito a benefícios mesmo depois de afastado????
      Como vc é inconveniente, rapaz!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *