Bomba! Aras manda apurar possíveis rachadinhas no gabinete de Jair Bolsonaro na Câmara

Bolsonaro se torna "persona non grata" na Câmara de Campinas | Exame

Gabinete de Bolsonaro na Câmara agora será devassado

Sarah Teófilo
Correio Braziliense

O procurador-geral da República (PGR), Augusto Aras, instaurou notícia de fato para apurar de forma preliminar a movimentação salarial de assessores no gabinete de Jair Bolsonaro na Câmara dos Deputados, entre 1991 e 2018. Por ser presidente da República, Aras pontuou que não pode haver instauração de processo-crime, ainda que seja identificada alguma irregularidade.

A informação consta em parecer, assinado por ele no último dia 11, relativo a uma petição enviada ao Supremo Tribunal Federal (STF) pelo advogado Ricardo Schmidt. Nela, o advogado pede que a PGR se manifeste sobre instauração de investigação criminal após reportagem do jornal Folha de S. Paulo mostrar movimentação salarial atípica de assessores no gabinete do então deputado federal e hoje presidente da República.

ROTATIVIDADE INCOMUM – A reportagem em questão foi publicada em 4 de julho no site da Folha, e falava que a análise de documentos no período de 28 anos mostrou “incomum rotatividade salarial” dos assessores do gabinete, “atingindo cerca de um terço das mais de cem pessoas que passaram” pelo local no período.

Segundo a Folha, “o modelo de gestão incluiu ainda exonerações de auxiliares que eram recontratados no mesmo dia, prática que acabou proibida pela Câmara dos Deputados sob o argumento de ser lesiva aos cofres públicos”.

“Ao tomar conhecimento dos fatos descritos na presente petição, foi instaurada notícia de fato no âmbito desta Procuradoria-Geral da República, voltada para a sua averiguação preliminar”, informou Aras em manifestação. No documento, ele ressalta que se surgirem “indícios suficientes de uma possível prática ilícita pelo representado, serão adotadas as medidas cabíveis junto a essa Corte suprema”.

SEM PROCESSO – Entretanto, conforme frisado, os possíveis fatos supostamente criminosos teriam ocorrido antes de Bolsonaro se eleger presidente da República, não guardando relação com o exercício do mandato presidencial. Por isso, no momento “está proibida a instauração de processo-crime em face do presidente da República”.

Segundo o artigo 86 da Constituição Federal, o presidente, “na vigência de seu mandato, não pode ser responsabilizado por atos estranhos ao exercício de suas funções”.

O Correio entrou em contato com o Palácio do Planalto na tarde desta segunda-feira (14/9), que informou que não comentará o caso. A assessoria de imprensa do Planalto pediu para que a reportagem entrasse em contato com a Advocacia-Geral da União (AGU), o que foi feito. Espaço segue aberto para manifestação.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG –
Demorou quase dois anos até ser aberta investigação sobre as rachadinhas no gabinete parlamentar do próprio Jair Bolsonaro, que em dúvida ensinou aos filhos o caminho para o enriquecimento ilícito, que foi uma burrice, pois agora está levando a família a situações altamente desconfortáveis e arriscadas. Como diz Jorge Benjor, “se malandro soubesse como é bom ser honesto, seria honesto só por malandragem, caramba!”...  (C.N.)

19 thoughts on “Bomba! Aras manda apurar possíveis rachadinhas no gabinete de Jair Bolsonaro na Câmara

  1. Todosnos “procedimentos” contra a familícia bolsonavírus são gestos especiosos, para coonestar a “isenção” de um governo capaz de cortar a própria carne. Ou seja: tudo previamente combinado entre o presidente Jair, Augusto Aras e André Mendonça.

  2. O ” salvador da pátria” mais sujo do que pau de galinheiro. Kkkkkk…Kkkkkkkkkk…Kkkkkkkkkkkkkkk… E viva a república 171. Saudade do Odorico Paraguaçu.

  3. Será que é revolta por não ser mais um candidato para o STF?

    E antes que eu me esqueça…

    Também é vagabundo quem acredita que esse vagabundo é patriota:

    AL GORE: “Estou preocupado com a Amazônia”

    MILICIANO: “Quero explorar os recursos da Amazônia com os EUA”

    AL GORE: ???? “Não entendi o que você quer dizer”

    As viagens q o CONDENADO fez foram pra isso: VENDER A AMAZÔNIA.

    https://twitter.com/GCasaroes/status/1297923397012389890

  4. Uma jogada malandra, mas arriscada, os deslizes, em 28 anos, foram muitos, o secretariado parlamentar está dominado, mas a Administração da Casa não é corrupta, é isso sim, muito competente e, aí pode dar xabu no meio do caminho.

  5. Por mais que o ser humano surpreenda a ciência, em se tratando de burlar a sua própria natureza, logo, o mistério que somos e necessidade de nos descobrirmos diariamente, não há como mantermos uma conduta que não seja dentro de uma certa lógica, um padrão de comportamento ou, como diz a psicologia, um perfil característico.

    Os rebentos de Bolsonaro tiveram um professor, um guia, um orientador, que os ensinou como aumentar os proventos já milionários como parlamentares:
    O próprio pai.

    Com quase três décadas na Câmara, o presidente conheceu o rengo sentado e o cego dormindo, conhecendo as brechas de um poder elaborado para enriquecer quem é eleito, e desfrutar de seus privilégios, mordomias, regalias, penduricalhos, suplementos salariais, planos de saúde e dentário inigualáveis.

    Trocando em miúdos:
    Salário – 33.763,00
    Auxílio moradia – 5.500,00
    Atividade parlamentar – 45.000,00
    Verba para contratação de pessoal – 111.675,59
    Plano de saúde e dentário ILIMITADO (ano passado a média de gasto de cada parlamentar foi de 52.000,00 mensais)
    Foro Privilegiado.

    Um parlamentar ROUBA do povo a quantia mensal de 248.000,00!
    Evidente que NENHUM deputado ou senador suportaria meia hora de auditoria nos seus gastos – atividade parlamentar, saúde e moradia -, sem que irregularidades fossem descobertas ou desonestidades flagradas.
    A verba de 112 mil reais para contratação de aspones, de 5 até 25 felizes bajuladores, possibilita para cada parlamentar um salário ou mais na soma de seus ganhos, explico:
    Que a média de aspones seja na ordem de 12 por gabinete;
    O salário seria a grosso modo 9.300,00 por servidor. Sei, depende do nível de cada um, por isso que estou citando média.
    Considerando que o parlamentar fique com 40% do salário do aspone, 3.700,00 da média de ganhos, multiplicado pela quantidade de assessores, o deputado ou senador embolsaria mais 44.600,00 nos seus vencimentos, ou seja, outra verba igual que recebe como despesa para a sua atividade parlamentar ( escárnio para o cidadão brasileiro).

    Essa quantia extra, se gasta totalmente na aquisição de imóveis, concede ao parlamentar em cada mandato 2.200.000,00!
    Considerando que o gasto oficial que tem à sua disposição de 45.000,00, e usa menos da metade, porém cobra integral o valor designado, o parlamentar acresce à sua fortuna pessoal mais 1.100,000,00!

    Sem usar o seu salário e auxílio moradia, que perfazem quase 40 mil mensais – excelente remuneração -, que soma a cada 4 anos 2.000.000,00 um parlamentar recebe a cada 4 anos mais de CINCO MILHÕES DE REAIS LIMPOS, SEM QUALQUER DESCONTOS!!!!

    Não bastasse essa fortuna, ele ainda tem as suas propinas, corrupção, venda de votos, consegue secretarias, diretorias, ministérios, de onde também recebe de seus indicados uma “gratificação” mensal, obviamente.

    Particularizando a questão do aspone, que tem uma boa parte do salário reduzido pelo seu parlamentar, supondo que fosse eu um assessor e recebesse 5.000,00 por mês por não ter curso superior, porém líquido eu embolsaria 3.000,00 eu seria um sujeito felicíssimo!
    Observem:
    O meu contracheque seria de 5.000,00;
    Os créditos que eu obteria nos bancos, financeiras, cartões de crédito … seriam de acordo com o valor nominal, 5.000,00.
    Mas eu daria os 40% para o deputado ou senador dentro de um buquê de rosas, e lhe beijaria as mãos!

    Logo, o político encontra no contratado um cúmplice, e não vítima!
    Ora, juntou-se a fome com a vontade de comer.

    No meio dessa festa, dessa orgia, desse bacanal com o dinheiro NOSSO, os representantes do povo decidem que o nosso ganho mensal não pode ser maior do que 1.045,00 mensais.
    Em outras palavras:
    O salário mínimo é a metade do desconto em média que o aspone dá de presente para o seu deputado ou senador!

    Dito isso, de toda essa conversarada política, reformas, economia, atuação governamental … esse abuso, esse deboche, esses proventos milionários auferidos pelo legislativo, JAMAIS permitirão que o Brasil se desenvolva, muito menos que o povo progrida individual e coletivamente!

    Trata-se da maior injustiça no mundo, e de todas as nações existentes no planeta, mais de 200 países!

    Logo, quando li o artigo ontem do meu amigo Fallavena, colocando a culpa no cidadão pela suas escolha política, me senti no dever de apresentar a minha versão, onde nunca um eleitor votaria numa pessoa que dissesse o que faria se alcançasse o poder!

    Portanto, o povo vem sendo enganado, ludibriado, iludido, roubado, explorado e manipulado há décadas, e não tem forças para mudar o estabelecido pelo sistema, que é seu inimigo!

    • Chico, como sempre nada a opôr, tudo certo, menos numa rubrica, a de venda de votos, cargos na Administração e grandes jogadas, ele nunca teve prestígio parlamentar a esse nível, seu negócio sempre foram as rachadinhas e o nepotismo, e na boca do Ciro Gomes, diária e escancaradamente, as notas fiscais frias de gasolina. Tivesse ele um mínimo de decência e hombridade, desafiaria o governador a provar, ou então responderia a que título recebia a esposa dinheiro de um miliciano, mas sabes como é, casca de político é dura.
      Chico, vou ali, traçar uma costelinha de porco assada até desmanchar, acompanhada de uma farofa de “panko” com castanhas, passas e damasco. Depois vou postar uma emocionada mensagem da Karina Kufa, que vai te fazer rir.
      Te cuida, meu.

      • Moreno, meu caro amigo,

        Serei sincero contigo:
        gostas de me torturar!

        Quando postas as refeições que fazes, os pratos saborosos, bem feitos e refinados, me deixas com água na boca.
        Ainda mais quando registrados perto do horário de refeições!

        Uma costelinha de porco assada com farofa, eu seria voluntário para ser um kamikase ou homem-bomba, meu!
        Aqui em casa, volta e meia coloco uma costelinha dessas na grelha, assada somente do lado do osso, para depois nos últimos 15/20 minutos, eu virá-la do lado da carne e dourar.
        O osso sai por si, e eu me delicio com essa iguaria rezando!

        Não preciso te dizer que a gauchada não vive sem churrasco. No mínimo, uma vez por semana, assamos uma carne, seja na grelha – a minha preferência – ou no espeto.

        A carne mais saborosa é incontestavelmente a costela.
        Nada de picanha, maminha, contrafilé … nada disso, é a costela.

        Claro, essa carne tem uma particularidade, que precisas conhecê-la bem para comprar cortes macios, de boi novo, e que tenha uma boa capa de gordura, que será fundamental para sua maciez e gosto.
        Ora, ora, Moreno:
        a mulher foi feita como?
        de uma … costela!

        Logo, a carne de costela é … incomparável, e se deve devorá-la em um altar, mediante uma liturgia peculiar, acompanhada de saladas tenras e multicoloridas, e finalizado o banquete com sobremesas que anjos desceriam à Terra em desobediência ao Criador!

        Abração.
        Bom proveito.
        Se tiveres bigodes, que tu o engraxes com a costela, caso contrário, que o osso sirva como gaita de boca.
        Te cuida, meu!

  6. Francisco Bendl, de início, fico contente por constatar que te encontras novamente em forma, pois já entraste no campo do bom combate.

    Tens razão, dentre outros pontos, quando observas que os rebentos de Bolsonaro tiveram o próprio pai como professor, guia, orientador.

    Isso me obrigou a pensar e, realmente, é muito estranho, pois nenhum dos filhos de Bolsonaro seguiu a carreira militar – fato rotineiro na vida dos filhos dos militares – e sim ingressaram na política, muito mais rendosa, plena de picaretagens e alienada com relação ao comportamento social honesto.

    Enfim, o Brasil não é para principiantes …

  7. Caro Celso,

    Ninguém jamais aprenderá algo se não for ensinado, logo, a necessidade de um orientador.
    Foi em decorrência desse aprendizado calcado na experiência, que tivemos os filósofos empiristas.

    Bolsonaro, pai, permaneceu na Câmara por quase 30 anos.
    Certamente conheceu o funcionamento daquele antro de venais como poucos, principalmente onde se encontram seus pontos frágeis, aqueles que são fáceis de driblar, como de resto qualquer setor do congresso.

    Se, conforme o cálculo que fiz acima, de o parlamentar embolsar mais de dois milhões a cada quatro anos de verbas tomadas dos aspones, e o atual presidente permaneceu por sete mandatos, Bolsonaro, pai, pode ter aumentado a sua fortuna em mais de 14 milhões enquanto deputado, afora despesas para sua atividade, auxílio moradia e o salário nababesco!

    Convenhamos Celso, trata-se de uma Mega Sena sozinho, que o parlamentar recebe quando eleito!

    Nessas alturas, um deputado ou senador jactar-se de ser honesto, o cara é um gozador, um humorista, uma pessoa irreverente.

    Enfim, se o Estado promove desigualdades sociais extremadas, essa injustiça entre os ganhos milionários e DESONESTOS de cada parlamentar em comparação ao salário mínimo, é simplesmente inqualificável, condenável, repudiável.

    Ouso dizer que, tivéssemos como povo outra índole ou EDUCAÇÃO apropriada, jamais o parlamento teria coragem de se conceder proventos nesses valores, pois os cidadãos exigiriam, por bem ou por mal, a retirada de mais da metade dessas regalias, mordomias, privilégios e penduricalhos.

    Abração.
    Saúde e paz.
    Te cuida, meu!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *