Brasil está no 109º lugar em liberdade de imprensa

Marcelo Nogueira

Países como Gama, Suriname, Botswana, Papua Nova Guiné, Trinidad Tobago, Haiti, Senegal, Serra Leoa, Tanzânia, Quênia, Zâmbia, República do Congo, Gabão, Timor Leste, Paraguai, Guatemala, Uganda, Peru, e mais 89 países possuem mais liberdade de imprensa do que no Brasil, segundo o relatório dos Repórteres Sem Fronteiras. O critério utilizado é o nível geral de liberdade de informação e o desempenho dos governos para garantir esta liberdade fundamental.

Além de 5 assassinatos de jornalistas em 2012, temos a imprensa sob controle de apenas 5 famílias. Nos EUA, que ocupa o 32º lugar no ranking, a concentração da mídia não é muito diferente. Lá, nos últimos 25 anos, de 50 empresas de mídia, restaram apenas 5.

Vemos com cada vez mais frequência decisões judiciais impondo censura aos veículos de comunicação. Há anos, o jornal O Estado de São Paulo está proibido, primeiro por decisão liminar e agora por sentença judicial, de informar a população sobre uma operação da Polícia Federal que investigou Fernando Sarney, filho do ex-presidente  e senador José Sarney.

VOLTA DA CENSURA

Curiosamente, a censura, que até então era exclusividade de regimes ditatoriais, aparece hoje na América Latina como característica de regimes que se afirmam democráticos.

Na Argentina, o grupo Clarín se vê como único opositor ao governo e, hoje, corre risco iminente de  intervenção estatal. Após estatizar a única empresa que fornece os papéis para o jornal e pressionar seus maiores anunciantes, o governo adquiriu participação societária no grupo Clarín e, em seguida, aprovou uma nova lei do mercado de capitais pela qual é possível a nomeação de interventor quando “forem vulnerados os interesses dos acionistas minoritários”. Os termos vagos da hipótese legal de intervenção estatal, sem dúvida, abrem espaço para arbitrariedades.

A Globovisión, única emissora da TV aberta da Venezuela que critica o Chavismo, foi vendida neste mês (maio/2013) e será controlada por um empresário do ramo de seguros que, segundo algumas versões, é ligado ao Chavismo. Oposição e entidades de defesa de liberdade de expressão no país questionam se o veículo conseguirá manter sua independência.

Qual é a consequência disso? A principal é a falta de informação. Talvez, você não saiba que a organização terrorista Al Qaeda nunca existiu, conforme noticiou a BBC, que Bin Laden era um agente da CIA, que o 11 de setembro foi uma farsa, que os ETs existem, inclusive um Airbus A320 quase colidiu com um OVNI ao se preparar para pousar em Glasgow (Escócia), como também noticiado pela rede BBC.

Marcelo Nogueira, advogado no Rio de Janeiro, membro do Instituto Brasileiro de Direito Tributário

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

4 thoughts on “Brasil está no 109º lugar em liberdade de imprensa

  1. Caro Marcelo, o Brasil vive em uma “democradura” sasamento da democracia e ditadura, porque estranhar a censura na imprensa feita pela Srª justiça, que tem olhos vendados. Creio que censurar uma atitude investigativa da Policia Federal, pelo “Estadão”, desmente a falsa democracia em que vivemos, e ofende à colcha de retalhos, chamada Constituição Federal”. No Brasil justiça só para os 3Ps, quem tem poder(político ou econômico”, está “blindado”, o máximo que acontece, é “receber prisão em regime aberto”. está na Midia, condenado a 4 anos…, se fosse “ladrão de galinha” em 6 meses é julgado, pega 3 anos, é mandado para penitenciaria Federal de segurança máxima no Paraná ( aconteceu a um desempregado em SP, que furtou em supermercado feijão para matar a fome dos filhos!(deu na Mídia). Hipocrisia e farisaísmo,nas 3 esferas de poder, é à tônica no Brasil. País que a justiça não faz JUSTIÇA, pode ser tudo, menos uma NAÇÃO.
    Rui Barbosa e De Gaulle atualíssimos.
    Parabéns ao Alexandre pelo comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *