Brasil já deixou de ser democracia, para se tornar uma juristocracia

João Amaury Belem

Considerando as recentes decisões proferidas pelo Supremo Tribunal Federal, mais alta Corte de Justiça do país, o regime brasileiro não é uma democracia, é uma juristocracia, na qual cada juiz faz o que bem quer e quando quer. Segundo os estudiosos do assunto, juristocracia é o sistema de governo, normalmente não democrático, baseado em decisões de juízes, magistrados, desembargadores etc.

Nesse tipo de ditadura, qualquer juiz pode decretar o que bem entender, utilizando mecanismos judiciais casuísticos para impor à sociedade, à um indivíduo ou instituição a sua percepção pessoal, servindo a uma ideologia ou grupo político em prejuízo da ética, da legalidade moral ou dos anseios populares.

ADVOGADO-GERAL DA UNIÃO

Um dos expoentes é o advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, que está a merecer uma reação por parte da sociedade brasileiro. O ideal talvez seja o ajuizamento de uma ação popular para que ele promova o ressarcimento ao erário público das horas trabalhadas em prol da madame Dilma Rousseff em sua defesa na Câmara dos Deputados, no Senado Federal e no Supremo, pois nessa deplorável missão ele não vem trabalhando em prol do interesse da nação brasileira que lhe paga o salário.

Ao se pronunciar na Comissão de Impeachment do Senado, semana passada, o advogado Fábio Medina Osório questionou que a defesa da presidente Dilma Rousseff esteja a cargo de José Eduardo Cardozo, advogado-geral da União, e citou a Portaria nº 13, de 24 de junho de 2015, da própria AGU.

É fulminante o inciso IV do artigo 8º da referida portaria, ao determinar que é vedado à AGU atuar quando há “incompatibilidade com o interesse público no caso concreto”. E não há a menor dúvida de que o impeachment é de interesse público. Portanto, que devia defender Dilma era um advogado particular, não o advogado-geral da União.

3 thoughts on “Brasil já deixou de ser democracia, para se tornar uma juristocracia

  1. A ordem da OCRIM é judicializar tudo, tumultuar tudo no intuito de protelar a saída da megera. É a tentativa de criar inflexões de qualquer ordem e delas tirar alguma vantagem.

    São vagabundos espertos. Sempre foram.

  2. A Juristocracia começou com o afastamento do Cunha pelo STF apoiado pelas mãos do Foro de São Paulo

    -TEORI ZAVASKY E O AFASTAMENTO DE EDUARDO CUNHA DA PRESIDÊNCIA DA CÂMARA
    https://www.youtube.com/watch?v=onoXvtgak1g

    -TEORI ZAVASKY E O GOLPE DA JURISTOCRACIA
    https://www.youtube.com/watch?v=rlKR27VhLFI

    -TEORI ZAVASKY E A JURISTOCRACIA DO FORO DE SÃO PAULO
    https://www.youtube.com/watch?v=9pRPwq4DlOo&feature=share

    Publicado em 6/05/2016 – O vídeo analisa um dos métodos do neocomunismo do século XXI: A JURISTOCRACIA . O comando central comunista mundial da KGB atual FSB e os braços operantes nos países o segue com rigor e método, o FORO DE SÃO PAULO é o braço operante do comunismo nas Américas.

Deixe uma resposta para Wagner Pires Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *