Cabral manda desativar o ambulatório do Hospital do Iaserj e o Sindsprev-RJ reclama

A Secretaria Estadual de Saúde do Estado do Rio de Janeiro iniciou domingo o processo de desativação do ambulatório da unidade central do Hospital do Instituto de Assistência aos Servidores do Estado do Rio de Janeiro (Iaserj).

Em nota, o Sindicato dos Trabalhadores em Saúde, Trabalho e Previdência Social do Estado do Rio de Janeiro (Sindsprev-RJ) afirmou que a ação ocorreu na “surdina”.

A desativação do hospital, que dará lugar para um novo prédio do Instituto Nacional de Câncer, começou no dia 15 de julho, com a transferência dos pacientes internados na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) para a unidade Iaserj Maracanã.

De acordo com a Secretaria, ao contrário do que indicou o sindicato em nota, os atendimentos ambulatoriais na segunda-feira já poderão ser feitos na unidade que funciona na rua Jaceguai, no bairro Maracanã. A pasta afirma que vai dispor de ambulâncias para transportar possíveis pacientes desavisados da mudança.

A pasta afirmou ainda que “entrará em contato com aqueles que têm consultas agendadas após o dia 3 de agosto, informando do novo local”. Em caso de dúvidas, o paciente pode ligar para a ouvidoria da SES pelo telefone 0800 025 55 25.

A ecretaria afirmou que uma comissão mista com integrantes do Ministério Público e representantes do Iaserj foi que definiu as etapas de desativação da unidade central. O processo teria sido discutido e acertado entre as partes. No entanto, o Sindsprev-RJ diz que a ação contraria o ministério “e, também, a liminar da Justiça que permitiu a desativação, porém, determinou que não poderia haver descontinuidade no atendimento”. A mudança teria sido acertada em reunião realizada no dia 25 de julho.

(Matéria transcrita do JB Online,
enviada pelo comentarista Paulo Peres)

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *