Cada vez mais incerto e inseguro o destino do mensalão. Talvez o próximo debate seja a respeito do pedido de prisão. Angela Merkel, a consagração do terceiro mandato de surpresa. Shigeaki Ueki “aparece” em São Paulo. No campo de Libra?

Helio Fernandes

O final do julgamento do mensalão, cada vez mais controverso e contraditório, qualquer que seja o ângulo da análise. E alguns ministros, vários, quando falam e até quando votam,mais polêmica. Marco Aurelio Mello, do alto dos seus 23 anos de Supremo, não podia dizer o que disse antes dos 6 a 5 dos infringentes e agora.

Na semana dos 6 a 5 de Celso de Mello: “O Supremo está à beira do precipício”. Ah! Ministro, o Supremo está quase sempre nessa posição, até mesmo quando perde tempo, examina e vota questões que não têm nada a ver com a Constituição.

Estava em pleno abismo e não “à beira” dele, quando entregou Olga Prestes aos nazistas, sabiam que iriam assassiná-la. Não por ser comunista ou mulher de Prestes, e sim por ter, audaciosamente, com um grupo de jovens marxistas alemães, assaltado uma prisão-fortaleza e libertado o então marido, Otto Braun.

Está bem, vivíamos na primeira ditadura, tão autoritária quanto a segunda, “não havia o que fazer”.

Nenhum dos atuais ministros estava na corte, nem sequer haviam nascido, mas podiam fazer como o Supremo do Chile, ministros que não pertenciam à corte de lá, mas agora pediram desculpas “pela omissão e a cumplicidade com os golpistas”.

ERROS, OMISSÕES
E EQUÍVOCOS DO SUPREMO

Só devia ser o “intérprete” da Constituição, mas geralmente sem explicação, “navega por mares nunca dantes navegados”. Não vou me aprofundar muito, mas gostaria de saber (escrevi isso no momento exato da decisão) por que esse mesmo Supremo decidiu ratificar a monstruosa “anistia ampla, geral e irrestrita”. Por quê?

Os ditadores-torturadores, já no limiar de serem expulsos do Poder, publicaram essa decisão-determinação, que servia apenas a eles mesmos. Os autoritários, arbitrários e atrabiliários se juntaram a alguns civis que serviram à ditadura, mas mudando de lado, redigiram e aprovaram essa barbaridade.

Que o Supremo nem examinou, ratificou, reverenciou e referendou, sem pedir qualquer explicação. Sabendo que ANISTIAVA apenas ditadores, corruptos civis e militares, subservientes da mesma estirpe.

O SUPREMO SERVIU AO
ASSASSINO DA MISSIONÁRIA

Esse grileiro de terras, que se diz fazendeiro, foi o principal personagem do assassinato. Ela estava denunciando a quadrilha que “tomava” terras e enriquecia com a venda ilegal e fraudulenta de madeira.

Esse grileiro-ladrão-de-terras foi condenado duas vezes pelo Tribunal do Júri, sempre recorrendo. O terceiro julgamento, anulado antecipadamente pelo Supremo. Conseguiu o quarto, anteontem foi condenado a 30 anos de prisão. E o juiz, ao anunciar a condenação, disse bem alto: “EM PRISÃO FECHADA”. Precisa muita coragem para proclamar isso em Belém.

Acontece que esse ladrão de terras já está há muito em regime semi-aberto. Que lá, bem distante, significa o seguinte: “de dia vai para casa, de noite não sai de casa”.

Aqui basta lembrar que o veemente Gilmar Mendes concedeu habeas-corpus para Daniel Dantas, o processo acabou. Daniel Dantas, que previdente, adivinhou: “Tenho medo da primeira instância. Lá em cima eu resolvo”. Resolveu mesmo, ninguém mais ouviu falar no processo.

O SUPREMO DO MENSALÃO

Impossível prever os lances desse processo, para um lado ou outro. Certo. 1 – A partir de 18 de setembro, 60 dias para publicação do acórdão dos infringentes. Portanto, 18 de novembro, podendo ser mais e não menos tempo. 2 – 30 dias para a Procuradoria-Geral, 18 de dezembro. 3 – 30 dias para a defesa, portanto, 18 de janeiro. 4 – Dessa forma irrefutável, já ultrapassaram Natal e Ano Novo, entraram no período de “recesso judiciário”, que normalmente termina em 15 de fevereiro. 5 – Mas com todos esses prazos que não foram contados, ninguém sabe quando começa o julgamento propriamente dito.

NÃO SE ILUDAM: CELSO DE MELLO
AINDA VOTARÁ NO FINAL

Marco Aurelio Mello falou: “Em meados do primeiro trimestre, estaremos terminando”. O quê? Surpreendentemente sorteado relator eletronicamente, Luiz Fux garante: “Começaremos a votar o final assim que os ministros decidirem e votarem”. Ah!  Ministro, quanta visão, mas visão não rima com velocidade e muito menos com finalização e fim da ansiedade para os ministros, os acusados e a própria comunidade-opinião-pública.

Talvez se repitam com mais assiduidade do que se pensa ou admite. Posso escrever diariamente três meses sobre um julgamento que pode levar 9, o período de uma vida. Assim, examino amanhã os supostos conflitos de opinião entre os 11 ministros.

Faço um apelo a editores de primeira página de jornais impressos, comentaristas de televisão ou blogueiros que usam espaços de jornais e revistas. Que não insistam: o 11º ministro (sempre Celso de Mello) em hipótese alguma dá o “voto de Minerva”. Só quem pode proferir, que palavra, esse “voto-desempate” é o presidente, no caso, Joaquim Barbosa.

(No momento, Barbosa está na Europa, ficará 10 dias. Nenhuma importância. Não perderá nada. Nem ninguém ganhará com sua ausência. Influência mesmo, do presidente, até 5 de abril. Aí, nesse dia, a vontade de Barbosa prevalecerá acima de qualquer coisa. Se ele sair, será o fato do ano).

A CONSAGRAÇÃO DE DONA MERKEL

Angela Merkel nasceu e viveu na Alemanha Oriental. Filiado à Juventude Comunista (todos eram) até 1991, quando a União Soviética foi dizimada pela própria incompetência, autoritarismo e traição total aos princípios que a levaram ao Poder.

Na véspera do natal começou a reunificação. Derrubado o Muro de Berlim em 1989, Angela foi para a antiga capital. Filiada logo ao Partido Social Democrático. Conservadora, mostrou que a opção foi um sucesso, sua carreira decolou.

Em 2005 foi escolhida para o cargo de primeiro-ministro na complicada legislação político-partidária-eleitoral. (Complicada, mas aceita pela opinião pública; O cidadão se adapta, não na adaptação possível para o “nosso” presidencialismo-pluripartidarismo, com um presidente que no máximo elege 90 deputados em 513 e tem que governar com isso. Uma excrescência, extravagância, impossibilidade.

No Poder até 2009, fez um bom governo. Em 2008, a crise americana (George W. Bush) do “sub-prime”, atingiu a todos. A Alemanha se consolidou, Dona Angela conseguiu o segundo mandato. Com o aprofundamento da crise que atingiu toda a União Europeia (UE), só a Alemanha sobreviveu. E resistiu.

O povo compreendeu, votou nela e no seu partido. Um voto de confiança colossal. Nem ela mesma esperava essa vitória com a maior diferença nas três eleições. Se exceção, até os governantes dos outros 17 países, aplaudiram.

SHIGEAKI UEKI “APARECE” NO BRASIL

Um dos maiores “enriquecedores” da Petrobras (dele mesmo e não da empresa), surgiu em São Paulo. Vive no Texas, ele e os filhos, mais ricos em petróleo do que a família Bush.

No mínimo, curioso. Não vem ao Brasil há muito tempo, desembarca, e logo em SP? Quando a efervescência , que palavra, está todo voltada  para o campo de Libra e o petróleo?

###
PS – Almério Nunes, você está correto: o arquiteto grego Doxiadis foi importante na formação e desenvolvimento do governo Carlos Lacerda.

PS2 – Ele e o depois prefeito Marcos Tamoio foram notáveis na modificação e transformação do transporte na então Guanabara. E depois, com a extraordinária contribuição do coronel Fontenele, o melhor diretor de trânsito que o Rio já teve.

PS3 – Tamoio conseguiu convencer Lacerda a abrir o Túnel Rebouças. (Até o nome é sugestão do Tamoio, admirador dos dois irmãos, negros e grandes arquitetos).

PS4 – Antes do Rebouças, até os caminhões e ônibus que vinham e voltavam da cidade para a Zona Sul, obrigatoriamente tinham que passar pelo Flamengo e Botafogo, uma volta enorme.

PS5 – Mas o Tamoio, com apoio total do Doxiadis, disse ao governador: “O senhor tem que abrir outros Túnel na Covanca ou a Rua Jardim Botânico ficará intransitável”. Resposta de Lacerda, “Não temos dinheiro para fazer um túnel, ainda mais dois”.

PS6 – Aconteceu exatamente o que os dois arquitetos previam. E com o desenvolvimento da Barra e do Recreio, confirmado o que eles alertaram. Mas realmente não havia dinheiro.  

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

15 thoughts on “Cada vez mais incerto e inseguro o destino do mensalão. Talvez o próximo debate seja a respeito do pedido de prisão. Angela Merkel, a consagração do terceiro mandato de surpresa. Shigeaki Ueki “aparece” em São Paulo. No campo de Libra?

  1. “Sabendo que ANISTIAVA apenas ditadores, corruptos civis e militares, subservientes da mesma estirpe”.

    Helio
    Sejamos justos, sempre justos em todos os sentidos.
    Anistiou também o pessoal do ” CARRO BOMBA” que explodiu um recruta em São Paulo ( muito antes da Al Quaeda), aquele maluco que detonou uma bomba no aeroporto de Recife,e vários outros.

  2. OS CIDADÃOS “COMUNS” QUE PAGAM A CONTA E OS INCOMUNS QUE SE REFESTELAM: OU, OS IGUAIS E OS MAIS-IGUAIS.
    .

    (Só acredito na declaração do Janot porque tem a chancela de credibilidade da Veja)
    .
    Procurador-geral da República, Rodrigo Janot:

    “OU É PROCURADOR DA REPÚBLICA OU É DESCAMISADO. TEM QUE SEPARAR AS COISAS”.
    .
    Já que não vale palavrão, data vênia, só uma palavrinha: pqp!
    Arrego! Ou como diz um narigudo da TV: Loucura, loucura, loucura!
    .
    Esse moço é louco. Deve ser colega de cátedra do Ministro Celso de Mello, figuras tão bem caracterizadas pelo impagável humor de Chico Anísio: “Quero que o povo se exploda!”
    Como é possível ?!
    .
    Falando mais sério ainda. É inarredável pressuposto que um Procurador Geral tem por função basilar zelar pela legalidade. Legalidade no exato sentido de que todos, inclusive o próprio Estado, estão sujeitos às prescrições legais. Embora o Juiz do Saulo Ramos tenha discordado em enjoativas duas horas: o Direito existe para o povo, jamais o inverso.
    .
    O que tem que efetivamente ficar separado não são os que “TÊM CAMISA” dos “DESCAMISADOS”. Por isto, aqueles, na classe executiva longe do cheiro do suor do povo; estes, na econômica, ou seja, os que detêm CARGO PÚBLICO dos que pagam. Não e não!
    .
    Este argumento simplesmente autoriza supor uma mente alheia a mandatória MORALIDADE também insculpida como princípio constitucional inerente à ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA no caput do art. 37 da CF.
    Que a hierarquia administrativa e atribuições do cargo no sistema econômico em que se vive recomende uma separação, creio, a nenhum iniciado é dado questionar. Todavia a motivação deste requisito não é o poder; é outro, é de ordem funcional. Nisto está o grave da declaração do Procurador.
    O que é lastimável e preocupante é um Procurador Geral da República; um Procurador-mór de Justiça com interpretação estranha à doutrina jurídica. O mandamento de que “a lei deve tratar igualmente os iguais e desigualmente os desiguais” não significa que ao aplicador da lei seja conferido realizar esta discrição ao seu inteiro e isolado alvedrio moral, ainda que nos casos do exercício de sua competência funcional discricionária. Deve, diferentemente, obedecer à moral comum e não a moral pessoal de seus particulares interesses como oPTou o decano Celso de Mello.
    .

    Sobre igualdade este pensamento de Rousseau em “A Origem das Desigualdades entre os Homens” é bastante esclarecedor:
    ”Concebo na espécie humana duas espécies de desigualdade. Uma, que chamo de natural ou física, porque é estabelecida pela natureza e que consiste na diferença das idades, da saúde, das forças do corpo e das qualidades do espírito ou da alma. A outra, que pode ser chamada de desigualdade moral ou política porque depende de uma espécie de convenção e que é estabelecida ou pelo menos autorizada pelo consentimento dos homens. Esta consiste nos diferentes privilégios de que gozam alguns em prejuízo dos outros , como ser mais ricos, mais honrados, mais poderosos do que os outros ou mesmo fazer-se obedecer por eles.”

  3. Foi ministro na época da ditadura, enriqueceu, com a benesse que a ditadura concedeu, pois acho que nenhum país do mundo daria um cargo importante e estratégico como o Brasil deu e dá a estrangeiros, pois quantas informações preciosas o setor de minas e energia passou para os americanos, só neste país.

  4. Prezado Hélio, os irmãos Rebouças não eram Arquitetos. André e Antônio eram Engenheiros, numa época em que e a maioria dos profissionais que atuavam no Brasil vinha de fora. Naqueles tempos só os filhos da Elite podiam estudar e poucos tinham condições intelectuais de concluir o curso de Engenharia.

  5. Hélio, Olga Benario está sempre em evidência apesar dos 78 anos passados de sua aventura de ter vindo da Russia para tomar de assalto o Estado Brasileiro junto com Prestes. Fracassado o golpe Olga foi deportada para Alemanha seu pais de orígem por ter tomado parte no movimento. Não gozava dos benefícios da lei por não ser casada com Prestes. Sua condição de judia, de ser condenada na Alemanha por ter tomado parte na fuga de seu marido Otto não pesou em sua deportação. Ninguém sabia disso,só depois de muitos anosé que começaram os “escritores” a transformá-la em heroina e mártir que nunca foi. O governo poderia tê-la condenado como condenou Prestes seu companheiro. Mesmo porque, foi de Prestes e Olga a ordem de matar(justiçar) Elvira Colonio que tinha o codinome de “Elza”.
    Como acreditar que Olga foi entregue aos nazistas para ser morta, se foi deportada em plena Olimpíada de 1936 na Alemanha, quando lá estavam Estados Unidos, Inglaterra, França e outros paises com seus atletas e não se falava em campo de concentração. Sua morte não era prevista pelo STF por essas razões. A morte de Olga seis anos depois em 1942 foi em decorrência da origem judaica e do debacle do império alemão. Mesmo assim recaiu sobre o presidente Vargas a responsabilidade de ter deportado Olga. Quando até seus inimigos mais racorosos, cito Carlos Lacerda dizem que Olga foi julgada e normalmente defendida por seus advogados no STF. Sejamos justos ninguém nem STF e nem Vargas poderiam manter Olga no Brasil. O clamor da sociedade e particularmente das Forças Armadas não dava margem para outro desfecho.

  6. Ives Gandra hoje e Ives Gandra há menos de um ano.
    Aqui: http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/ives-gandra-hoje-e-ives-gandra-ha-menos-de-um-ano/
    Reinaldo Azevedo questiona: “O que mudou? Não tenho a menor ideia. Só ele, creio, pode responder.”
    Fácil deduzir: A tropa de choque entrou em ação. Lembram do 9Dedos a pressionar os membros do supremo e o chega-prá-lá
    Que recebeu do Min. Gilmar Mendes?
    Qual a razão do Sr. Gandra conceder entrevista à Falha, digo. Folha e, enfatizar “Eu li todo o processo sobre o José Dirceu…” Que lindo!
    Nada como o depoimento a favor, do outrora reacionário, como era taxado pelos “ progressistas”.
    Parafraseando a Kate Lyra : “Brasileiro é Tão Bonzinho” E bobinho, também!

    Obs.: Ontem, no Jornal da TV Cultura(Villa estava lá): o parecer de Ives Gandra atendeu a um pedido de José Dirceu de quem é amigo há muito tempo. A peso de ouro ou em nome da velha amizade, foi a pedido do zeca.

  7. Conhecida maldade e cinismo do homen

    …”Na semana dos 6 a 5 de Celso de Mello: “O Supremo está à beira do precipício”. Ah! Ministro, o Supremo está quase sempre nessa posição, até mesmo quando perde tempo, examina e vota questões que não têm nada a ver com a Constituição.

    Estava em pleno abismo e não “à beira” dele, quando entregou Olga Prestes aos nazistas, sabiam que iriam assassiná-la. Não por ser comunista ou mulher de Prestes, e sim por ter, audaciosamente, com um grupo de jovens marxistas alemães, assaltado uma prisão-fortaleza e libertado o então marido, Otto Braun.”…

    O inédito e impensável julgamento-show-mensalão, capitaneado por Joaquim Barbosa, que na inexistência de provas, lançam mão da maldade “domínio do fato”, moralmente, não pode dar certo. Prossegue a caminho duma grande e fedorenta pizza, estragada, para ser jogada no lixo da história.

    A estragada pizza julgamento-show-mensalão parece que foi a pedido dos envolvidos, diretamente e indiretamente, em comprovados crimes de torturas, assassinatos, terrorismos, sequestros e desaparecimentos, da sangrenta e corrupta ditadura militar. Os mesmos, que estiveram por detrás das manifestações de ruas com muitas badernas, quebra-quebra, vandalismos, destruições de bens públicos e privados, inclusive, de agências bancárias e concessionárias de veículos, bem como, assaltos a lojas.

    Os mesmos, que devem estar por detrás da grande cobrança no esclarecimento do desaparecimento do pedreiro Amarildo, dentre outros milhares, deixados em terríveis esquecimentos. Se essa turma tivesse um mínimo dessa disposição para revelar onde estão os desaparecidos da ditadura militar, em vão procurados por suas desesperadas famílias, por certo que o paradeiro dos desaparecidos já teria sido resolvido. Infelizmente, isso não acontece. Continuam calados e aprontando. Para maior espanto da sociedade, foram beneficiados pela Lei da Anistia Ampla e Geral. Novamente concluímos que a maldade, ambição e cinismo do homem, não têm limite algum.

    Que Deus tenha infinita piedade de nossas almas.

  8. Acabo de ouvir barbaridadeas de um reporter da Bandeirantes de nome Panuzio, dizendo que a presidenta Dilma iria acabar com o Presidente Obama, daqui a pouco no seu pronunciamento na ONU. A que ponto chegou o jornalismo brasileiro. Se alguns jornalistas serios, não tomarem uma atitude, essas ervas daninhas acabarão com o que resta de seriedade no jornalismo brasileiro

  9. Quem mandou prender Daniel Dantas antes que completassem 24h de ter-lhe sido concedido um “habeas corpus” pelo ministro Gilmar Mendes foi o juiz De”Santis baseando-se mem teoria de Ian Smit jurista alemão que serviu ao governo de Hitler. Na verdade é muita perseguição sobre Daniel,um homem que trabalha e vive em um mundo econômico e financeiro que só sobrevivem os experts. No caso Daniel Dantas não tem ideologia e paridarismo, é pura inveja de umm pessoa inteligente que gosta de aventurar-se em negócios difícieis e complicados.

  10. O texto escreve: “Estava em pleno abismo e não “à beira” dele, quando entregou Olga Prestes aos nazistas, sabiam que iriam assassiná-la. Não por ser comunista ou mulher de Prestes, e sim por ter, audaciosamente, com um grupo de jovens marxistas alemães, assaltado uma prisão-fortaleza e libertado o então marido, Otto Braun.”
    Bem, no site http://en.wikipedia.org/wiki/Otto_Braun não se fala nada disto.

  11. Vejam que história legal dos irmãos Rebouças (para quem não sabe. Eu não sabia antes!) :

    O nosso Túnel Rebouças foi uma homenagem a dois irmãos negros da época do Império, chamados André Rebouças e Antonio Rebouças.
    Na época, André Rebouças, um grande inventor, engenheiro, abolicionista brasileiro e um grande conselheiro do D. Pedro II, engajado em diversas obras para melhoria da Cidade do Rio de Janeiro, já então capital do Império, entre elas, as ligadas ao abastecimento de águas da cidade. Uma grande influência negra desde o século XVIII, que incrivelmente muitos não conhecem.

  12. Por falar da presidente Angela Markel, esta sim, SOCIAL DEMOCRATA, ao contrário do governo da Dilma, uma galera jovem do PSDB fez um worckshop com o partido social democrata alemão, recente. Eles tiveram aqui no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *