Câmara chega ao fundo do poço e preserva mandato de deputado preso por formação de quadrilha

Carlos Newton

Fica difícil de acreditar, mas a Câmara Federal preservou o mandato do deputado Natan Donadon, que foi condenado por formação de quadrilha e peculato, e está preso na Penitenciária da Papuda, em Brasília, por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

Autorizado pela Justiça a se defender em plenário, Donadon chegou algemado à sessão.  Foram 233 a favor da cassação, 131 contra e 41 abstenções. Eram necessários, no mínimo, 257 votos. Donadon ajoelhou-se e rezou, com as mãos para cima, logo após saber do resultado.

Dizendo-se constrangido com o resultado, o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), mandou convocar o suplente de Amir Lando (PMDB-RO), em caráter de substituição enquanto durar o impedimento do titular. Alegou que, por estar preso, Donadon não poderá cumprir as funções de parlamentar.

A que ponto chegamos, que país é esse?

 

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

47 thoughts on “Câmara chega ao fundo do poço e preserva mandato de deputado preso por formação de quadrilha

  1. O episódio não assusta, mostra apenas que o Brazil continua o mesmo. Agentes públicos corruptos ganhando fortunas e o povo, “o povo que se exploda” como diria Chico Anysio. Faz tempo que é assim e vai continuar. Enquanto isso, o memorável Helio Fernandes continua aguardando a indenização a que tem direito.

  2. Caros senhores, bom dia.

    Isso eh o resultado do bolsa-esmola.

    Foi coerente aa estatura moral dos nossos governantes e, consequentemente, aa educacao proporcionada.

    Essa eh a NOSSA DEMOCRACIA.

  3. Como tem pessoas ignóbeis, de mentalidade curta, parvos e burros mesmo no Brasil, para dizer o mínimo do mínimo.
    O que tem a ver o bolsa família com a não cassação do deputado pelos seus pares?

  4. País pândego = brincalhão, engraçado, e, justamente no dia em que PT ia lançar a campanha publicitária “Acredite na Política”. Sinto muito, impossível… está na hora de refundarmos a prática pública, sugiro em vez de política utilizarmos as palavras honestidade, ética, moral e… poder popular como recomenda o velho Partidão. Que todos os parlamentares (federais, estaduais, municipais, ministros, presidentes da República, governadores, prefeitos, secretários façam serviços voluntários em prol do bem comum. E a dinheirama vai para a saúde, educação, transportes coletivos.

  5. Este país me envergonha profundamente, é melhor fechar tudo, bem como esta bancada evangélica que abre a boca para falar em Deus podia já prestar as contas devidas no juízo final

  6. Não chegou ao fundo do poço, prezado Carlos Newton. Está no mesmo nível em que sempre esteve, o nível da patifaria, o nível dos quadrilheiros. São todos ladrões do dinheiro público. O Congresso deve ser dissolvido.

  7. Newton,
    Se a justiça fosse mais ágil e com o espírito público que os governantes demonstram, poderemos chegar a ter dois congressos. Um embaixo das panelas da avenida monumental de Brasília e o outro na Papuda!
    Bestial pá!
    SDS
    Vitor.

  8. Prezado Rodolfo Passos,
    Em princípio, critica a idéia, o pensamento, a opinião, mas não a pessoa, por favor.
    Vamos combinar entre nós evitar que o comentarista seja agredido, e contestar apenas o que escreveu, peço respeitosamente.
    Quanto ao bolsa família e sua relação com o que aconteceu no Congresso – mais um escárnio à população brasileira protagonizado pelos nossos parlamentares – é fácil ligar os fatos entre si:
    Este auxílio do governo aos mais carentes, medida social de grande impacto e NECESSÁRIA, que deve ser aplaudida, deveria vir acompanhada obrigatoriamente de outros componentes, de modo a EXCLUIR da miséria os beneficiados gradativamente.
    Nada foi feito, no entanto, tais como melhoras na Educação para este pessoal e acesso, lógico; abertura de campos de trabalho específicos, mediante pagamento de salários e, consequentemente, diminuição da cesta alimentar; abertura de escolas técnicas nas regiões onde o benefício é mais empregado, possibilitando o ensino de mão de obra especializada e profissão para os pobres; Planejamento Familiar, esclarecendo que sair botando filho no mundo sem condições é crime, enfim, um acompanhamento governamental para elevar a condição social dos necessitados para que não mais precisassem deste auxílio.
    Ora, do jeito que o bolsa família continua sendo oferecido, o governo petista CONDENOU essas pessoas à miséria permanente, e as cooptou como votos à perpetuação no poder!
    Em outras palavras: se o governo não envia o auxílio, não comem e, se não votarem no PT para que tal benefício continue, a ameaça é de que o novo governo de partido diferente eliminará esta esmola, que desta forma deve ser reconhecida, óbulo.
    Lembra da mentira torpe do Collor, o pior presidente da História do Brasil, com relação ao Lula, de que este tiraria a poupança da população?
    Pois quem cometeu este ato de covardia e violência indescritíveis contra o povo foi Collor, o insano, o caras e bocas e inútil senador, um perdulário do dinheiro público pelos gastos estratosféricos mensais que retira do bolso de cada cidadão brasileiro!
    Pois o bolsa família traz consigo, lamentavelmente, esta ilusão da ajuda e preocupação com o social quando, na verdade, quer o povo a cabresto, dependente das benesses do governo que, em contrapartida, recebe os votos necessários às suas reeleições, cujo preço é exatamente a ignorância, a obrigação de votar em gente como este crápula que o Congresso protegeu de forma debochada como resposta ao STF que cassou o mandato dos mensaleiros!
    Obrigado, Rodolfo, pela atenção.
    Saudações.

  9. Caro Solon,
    Pensa comigo:
    O Congresso, como escrevi acima, está se cobrando do STF pela cassação dos mensaleiros, avisando que, independente da situação do parlamentar, quem toma esta decisão é ele, o Legislativo!
    Estúpidos porque desonestos e corruptos, agridem a população com mais este escárnio produzido, e riem das nossas caras porque nada podemos fazer, sequer ingressar na Justiça através de uma Ação Popular, por exemplo, haja vista o direito ser deles neste quesito.
    Que tal?
    Que desfilar de obcenidades e traições a este País e povo!
    Um abraço, Solon.

  10. Caro Sr Rodolfo.

    Pelos seus comentarios, tenho a certeza absoluta de que o Sr eh destituido de massa encefalica e nao foi, devidamente, ensinado a raciocinar. O Sr tem sido AMESTRADO para o convivio com os seres pensantes.

    Volte aa escola e faca interpretacao de texto.

    Veras que tens muito a ganhar.

    Ah! muito obrigado Sr Francisco Bendl.

    Ensine-o como devemos raciocinar.

    Desculpas antecipadamente.

  11. Impressionante, que desfaçatez desse povinho da câmara, que falta de vergonha, até mesmo para garantirem sua própria espécie. É preciso ter muita coragem, muita falta de decência e nenhum compromisso moral. Pior mesmo é a voz das ruas que se calou parcialmente e aceitou as migalhas de um ou outro governador e o engodo da PRESIDENTA. Ou o povo volta às ruas e só sai depois que a mesa for virada, ou tudo continuará como antes no quartel de Abrantes. Como diz o ilustre jornalista Hélio Fernandes, que maravilha viver, para esses párias do congresso, é claro, com c minúscula mesmo, do tamanho dos homens e mulheres que habitam àquele esconderijo.

  12. Globo e você tudo haver.Pois é….Bolsa Família e políticos corruptos tudo haver.
    Mais uma vez, e, profundamento contristado, tenho que dizer que, sinto vergonha do meu país.Não há mais jeito, chegou ao fundo do poço.Lamentável!

  13. Convém não esquecer que cabia ao Supremo Tribunal Federal decidir pela cassação de parlamentares condenados. Seria de forma automática. Eis que os dois novos ministros – Zaváski e Barroso – com seus votos mudaram aquele entendimento e a Câmara Federal tornou-se o forum decisivo. Como seja: alguns dos grandes escroques (Paulo Maluf, Garotinho, etc) que temos foram transformados em juízes. E … alguém tem dúvida de que o próximo Parlamento será rigorosamente igual (ou pior) a este? E vejam! “Escândalo envolve o ministro Toffoli”, é o título de um artigo aqui no nosso Blog. Vou ler, não vou me surpreender.

  14. PELOS NÚMEROS O DONADON FOI CASSADO (233 X 131 VOTOS), MAS PELAS REGRAS DO CONGRESSO ELE FOI ABSOLVIDO. A MEU VER, PARA O DONADON SER REALMENTE ABSOLVIDO DEVERIA HAVER OUTRA VOTAÇÃO MAIS REPRESENTATIVA. O DONADON FOI ABSOLVIDO POR OMISSÃO. ONDE ESTAVAM OS NOBRES DEPUTADOS QUE NÃO VOTARAM (108).

  15. Parabéns para esse congresso que representa todos áqueles ,que estão batendo palmas para aquele diplomata( o bonzinho piedoso )que troxe para o Brasil um senador corrupto,ficha suja lá da Bolívia ,que deveria ganhar nacionalidade brasileira e representar todos vocês nesse mesmo congresso.

  16. Que os eleitores brasileiros comam ainda mais ALFAFA, no próximo ano, para que elejam – para a Câmara dos Deputados – um “turma” parecida com essa que temos hoje !!!

    (Juca Valo)

  17. Juca Valo (este codinome é de amargar!),
    Do jeito que o Brasil vai, estamos todos indo para o valo!
    Jucas, Chicos, Zés, Dedés, Didis, Astolphus e Alphonsus, todos nós.

  18. Meu caro Carlos Newton, desde ontem quando soube dessa patifaria, fiquei ávido para ler a todo momento algum artigo sobre essa vergonha, agora estou satisfeito não pelo resultado mas pelo que sabia que a TI ia publicar. Será que esses “representantes do povo”(não meu), dormiram bem? acho que sim, pois acho que não tem consciência do que praticaram preservando o mandato desse “santinho” Natan Donadon, será que já se esqueceram das manifestações de junho, minha querida avó que Deus a tenha lá no andar de cima, sempre dizia, é melhor botar suas barbas de molho, esses caras pálidas devem está acreditando que tem força divina que nada poderá acontecer com eles, setembro está perto. Lembre-se de 1964(não torço por esse retorno), mas o que esses “parlamentares” estão praticando, deixa prá lá, quem avisa amigo é. Infelizmente nós eleitores somos os verdadeiros culpados que não sabemos ou não queremos escolher bem em quem votar. Um abraço fraterno, Zudgard José de Barros Paes Coelho.

  19. Casíssimo Carlos Newton,
    Quem disse que o deputado não foi cassado engana-se de verdade. Aqui entra o Golias. Fica o dito por não dito. O Deputado não foi cassado, mas foi. Condenado em oito anos. Afastado por oito anos, seu mandato vai terminar muito antes sem que ele assuma a cadeira. Mão poderá se candidatar em face da Lei de Ficha suja. Portanto ele foi cassado.
    Vamos lembrar da figura de Epimenedes:
    Epimenedes o cretense disse que todos os cretenses são mentirosos. Epimendes é cretense logo mente. Se ele mente os cretenses não são mentirosos. Se os cretenses não são mentirosos, Epimenedes diz a verdade. Tenho dito.

  20. É que estes partidos podres não nos dão nomes decentes,pois nome decente não se junta com esta podridão. Felizmente o Laercio tem razão, se não inventarem uma nova interpretação da Lei de Ficha Limpa.

  21. Os nomes dos que faltaram na votação deveriam ser publicados. Salvo alguma exceção demonstraram menos caráter dos que os votaram a favor do deputado. Foram covardes,oportunistas, enfim são uns picaretas.

  22. Fico com o Paulo Solon. Quanto a dissolver o Parlamento, tudo bem (tudo ótimo!!!).
    A citação (Mao Tse Tung?)”Não me importo com a cor do gato, contanto que coma os ratos” virá logo a seguir. Qual o sistema a ser adotado? Outro Parlamento, eleito dentro do mesmo sistema? Nãããooo!!! Militares? Nãããooo!!! Adaptar os pensamentos de Proudhon e Bakunin, os grandes anarquistas, seria possível??? São desafios. Continuar como está não é mais possível. Nem no Brasil nem em lugar algum.

  23. Francisco Bendl
    Então antes do bolsa família nunca eram eleitos deputados como Donadon? Antes disso o Congresso era um mar de pureza! Um verdadeiro Olimpo de virtudes?
    Hildebrando Paschoal (o da motoserra) foi eleito antes de existir o Bolsa Família. Maluf já é deputado há décadas. Tb Os ruralistas existem há tempos imemoriais. E Roberto Jefferson? E Caiado? Genoíno, Dirceu e cia são eleitos desde os anos 80. ACM e sua família vêm desde os anos 60. Tb Sarney, e muitíssimos outros casos.
    Sua lógica é absurda: o bolsa família produz o voto em Donadon! A seguir essa visão, se sua televisão queimar, a culpa é da energia elétrica? Tal lógica tem a profundidade de um pires, e um pires raso. Uma coisa não tem nada a fer com a outra. Não tive intenção de ofender ninguém, pelo que me penitencio, mas esse é um comentário típico da Sujíssima Veja, o Big Mac gráfico, escrita em inglês e traduzida para o português, que em 1999 aplaude médicos vindos de Cuba e em 2013 os apedreja. O que vicê anda lendo?

  24. E não aparece nenhum Bin Laden, para jogar um avião em cima deste congresso,só assim para resolver o problema do brasil. isso mesmo brasil com “b” minúsculo, pq é assim que este país está. a beira do fio fó do cachorro

  25. Rodolfo Passos,
    Interessante a tua argumentação, que me obriga a respondê-la porque sagaz e provocativa.
    Apesar de teres sido sofista, a verdade é que anteriormente tínhamos parlamentares muito melhores que hoje, a ponto de dezenas de políticos serem reconhecidos como tal e terem se transformado em nome de ruas, avenidas, logradouros…atualmente servem apenas de alvos conforme a célebre canção de Chico Buarque, aquela da Geni.
    Palalelamente a este declínio acentuado no Congresso Nacional, a Educação vem sofrendo o mesmo processo, observa, Rodolfo, razão pela qual a deficiência de senso crítico e consciência política têm levado o povo a escolher mal seus representantes.
    Desta forma, se o bolsa família CONDENOU a população carente à ignorância sem aquelas medidas que eu escrevera no comentário anterior, haja vista ela somente esperar por alimentação e mais nada, as eleições de gente também sem condições será rotineira, fruto desta falta de entendimento e compreensão do momento político, seus movimentos, manobras eleitoreiras, alianças espúrias e escândalos de toda a ordem e natureza.
    Quanto à minha lógica, por mais rasa que seja, na verdade existe algum resquício dela, ao contrário do sectarsimo, que não permite raciocínios e transforma o cidadão em mero autômato e marionete nas mãos de chefetes muito mal intencionados.
    Os dados na queda da Educação e baixo nível dos parlamentares são os sintomas fundamentais de uma sociedade que, se atualmente não passa mais tanta fome quanto no passado, deixou de alimentar o cérebro, que não basta somente comida, mas precisa de ensino, orientação, estudos, tanto para o desenvolvimento individual quanto coletivo, além de proporcionar ao País progresso e mão de obra qualificada, imprescindível ao seu crescimento.
    O mal é a política que cega, que impede a independência, a isenção, e ocasiona sérios entraves à solução de problemas quando usada criminosamente para interesses e conveniências partidárias e eleitoreiras.

  26. Interessante a sua argumentação. Mas você não acha que ela tangencia as ideias totalitarias da Alemanha nazista e da Itália fascista? Porque ela é mais ou menos assim:

    Pobre: não sabe votar, e vota no PT para matar sua fome.

    Classe Média e Ricos: sabem votar, e não votam no PT porque têm capacidade de escolher e sabem que o PT é ruim, porque é assistencialista, engana as pessoas, condenando-as à eterna pobreza, blá, blá, blá.

    Não é isso? Corrija-me se estou errado! É tão simplista e linear que não tem risco de errar que é assim que vc pensa.

  27. Rodolfo,
    Mais uma vez usas de sofismas, querendo dar coloração ao que é destoado da realidade.
    Nazismo e fascismo são por tua conta, mas reitero que uma sociedade despreparada cultural e educacionalmente não consegue se desenvolver, ao contrário, impede o desenvolvimento social e econômico de um País por conta de deficiências intelectuais de sua população.
    Sem condições de pleitear empregos porque não reúne as aptidões e qualidade necessárias, permanece em patamar estagnado, sem avançar e DEPENDENTE da caridade alheia, neste caso, do bolsa família.
    Em nenhum momento afirmei que houve uma data iniciando esta nossa queda de qualidade no Congresso, em consequência, a eleição de parlamentares despreparados, mas ela está intimamente relacionada, sim, com os índices negativos apresentados por uma Educação medíocre que, se retira o cidadão do analfabetismo pleno, o deixa analfabeto funcional, sem poder interpretar adequadamente os fatos que o cercam, as dificuldades do País, as artimanhas políticas.
    Agora, há uma coincidência preocupante, sim, Rodolfo, de 2003 para cá, com relação à eleição e reeleição por conta de alianças com o PT, de parlamentares envolvidos em escãndalos, ladrões, corruptos, desonestos, que sequer deveriam ser candidatos, quanto mais representantes do povo, e que foram guindados à função legislativa mediante solicitação partidária, lembrando os acusados e condenados pelo mensalão que continuam desonrando com suas presenças os já desacreditados e antros de negociações fraudulentas, Cãmara Federal e Senado.
    Se esses indivíduos que lá estão em Brasília não foram conduzidos através de más escolhas ou porque assim lhes foi pedido, certamente não foi o acaso o responsável, muito menos os votos de cidadãos conscientes, mas de pessoas que não tinham a devida compreensão social de sua responsabilidade e do significado de um sufrágio, consequências diretas da falta de ensino e senso crítico, neutralizados pelos benefícios pela troca de votos!
    Quanto à tua conclusão equivocada, mas ensinada para que assim seja em qualquer debate, acusando o oponente de fascista ou nazista, está na hora de mudar porque cansou, não surpreende mais esta alegação torpe e ridícula sobre quem pensa diferente dos sectaristas do PT.
    A verdade é esta:
    O bolsa família se minimizou a fome que antes era vergonhosa nesta Nação, CONDENOU o povo à sua mesma condição anterior, recebendo alimentos, mas impedido de se desenvolver porque não lhe ofereceram oportunidades educacionais, organização familiar e trabalho para progredir.
    O nível do Congresso onde estão os representantes deste povo cuja maioria carece de ensino é a prova cabal da sua inutilidade e corrupção instituída, negociatas e divorciamento do País, em razão de o voto ter sido concedido mediante garantia de alimentos, pouco interessando o trabalho que será desempenhado na atividade parlamentar, pois o objetivo foi atingido, a eleição dos que continuarão a doar alimentos.
    O resto é mera tergiversação.

  28. Caro Sr Rodolfo.

    O que condiz ao meu comentario eh a sua falta de raciocinio basico, logico e sequencial.

    Desculpas, mas continuo a afirmar:

    O Sr demonstra ser AMESTRADO para convivio com seres pensantes.

    O Sr Bendl deu-lhe uma aula e o Sr teima.

    O proximo passo eh desenhar para que o Sr possa entender.

    O Sr gostou da aula do Sr Francisco Bendl?

    O MALA!

  29. Prezado Afonso,
    Perdão, mas não foi “aula”. A verdade é que os petistas não gostam da realidade, a não ser a fantasia que criaram para si próprios que administram o Brasil de forma inigualável!
    Indiscutivelmente em termos de escãndalos políticos assim tem sido, e sobre a incompetência explícita na Educação, Saúde e Segurança, um governo que se tem caracterizado pela omissão, inclusive.
    De modo a justificarem seus erros, observa que o PT se pega nas falhas igualmente graves de seus antessores quando deveria, caso estivesse fazendo uma boa gestão, comparar medidas que contentassem a população e fossem úteis ao País como contrapartida.
    Não é o que acontece.
    Desta forma, o que resta a eles é contestar as críticas, pois não conseguem apresentar – com exceção do bolsa família, mas evitando maiores detalhes a respeito – a evolução do Brasil nas áreas mais importantes e mencionadas acima.
    Saudações, Afonso.

  30. Bendl, infelizmente a situação ainda tem margem para piorar. Lamento muito o que está acontecendo em nossa pátria, que tem quase tudo para dar certo. Estão esperando piorar para tomarem alguma providência.
    Conversando com um rabino, ele me declarou (entre algumas bobagens que seu fanatismo produziu) que o Brasil não enfrenta seriamente os desafios em virtude de o povo ser muito miscigenado.

  31. Não sei até ponto este tipo de comentário do Darcy interessa aos frequentadores do Blog quando investe pessoalmente de uma forma abjeta, insolente e desrespeitosa.
    A mim desagrada, e várias vezes mencionei esta insatisfação.
    Se este tipo de manifestação não merece censura, em face da tal liberdade de expressão, logo estaremos usando palavras de baixo calão, aliás, já foram utilizadas amplamente poucas semanas atrás, que transformaram este espaço democrático numa espécie de jogo de torcidas de futebol
    Por outro lado, eu esperava que, o Newton, advertisse o Darcy pela perseguição e contumácia em me atacar a cada comentário que eu registrava, o que não aconteceu, permitindo neste palavreado típico de um desclassificado, preconceituoso, indivíduo vil, a sua incivilidade e má educação.
    Tal atitude destemperada e sequer avisada pelo incansável mediador, entendo como consentimento e liberalidade total para ataques pessoais, humilhações, ofensas, escárnio, comportamento que vai de encontro às normas existentes de relações interpessoais e também referentes aos participantes de um Blog aberto e franco a quem se dispuser escrever sua opinião, mas não assim, sobre uma pessoa, a respeito de um cidadão, de um ser humano que o agressor desconhece.
    Se não é característica do Blog este tipo de conduta perniciosa e malévola, por outro lado deixar correr solto não é salutar, a meu ver, ocasionando como já acontece, a fuga de excelentes comentaristas que não aceitam reações deste modo rasteiro, sujo e torpe, além de eu perceber estar contribuindo para tornar este ambiente desagradável e servindo de palco para questões que não interessam à cultura, informação, conhecimento e debates sadios sobre os temas postados.
    Não quero ser um dos causadores desta discórdia asquerosa que não foi por mim iniciada, basta que se faça uma pesquisa sobre meus registros de fevereiro de 2012 para cá, data que postei o meu primeiro comentário que, o Newton, gentilmente transformou em artigo como fez com vários outros posteriormente.
    Da minha parte, a partir de hoje, encerro qualquer resposta ao Darcy, por mais que me ofenda e tenha o ofensor esta permissão tácita do Blog, até o dia que eu der um basta e me recolha à insignificãncia costumeira de um simples taxista, com exceção do porte físico, que é percebido mesmo que eu não queira!
    Dito isso, o meu perdão aos colegas por lerem comentários desairosos, que não enaltecem a Tribuna da Imprensa, a importância de contarmos com um jornalista/repórter da dimensão de um Hélio Fernandes, e o trabalho magistral desempenhado pelo Carlos Newton que, indiscutivelmente, tem sido incansável em nos proporcionar um espaço como este, incomparável!

  32. Francisco Bendl
    Não se trta de fanatismo petista. Até porque não sou filiado ao PT, embora simpatize, e muito, com o partido. Se trata de dar oportunidades iguais a todos, pelo menos oportunidades de buscar alguma coisa boa para si. Se vão chegar lá ou não é outra história.
    Vejo de forma diferente. Entendo que o bolsa família é um projeto de que deve durar pelo menos mais 20 anos para atingir seu objetivo, que é o de dar uma chance para os muito pobres conseguirem escapar da inexorável produção de descendentes pobres e dependentes do governo, e é certo que uma sociedade desigual como a nossa não se corrige em 5 ou 10 anos. Vide a questão dos carros: ninguém reclamava dos número de carros, agora crucificam Lula pq ele teria incentivado a indústria automobilística. Ora, as queixas são porque os veículos estão mais acessíveis e assim, pessoas com menos recursos podem comprar seu carro, seja parcelando em 1.000 vezes ou comprando carros usados. Em suma: é lógico que a grita é porque os mais pobres estão dividindo as ruas com os digamos assim privilegiados.
    Outra questão são as cotas. Acho absolutamente justo, mesmo que meis filhos percam a vaga para um cotista no futuro. Também deve durar bastante tempo para corrigir uma falha que é a pouca ou quase inexistente participação de negros no ensino superior nos cursos de elite, como medicina e engenharia por exemplo. Conheces médicos negros? eu não. É uma opção do governo: dar uma chance para quem não teve nenhuma ou muito poucas. Totalmente justificável e muito, muitíssimo justo.
    Entendo que nós brasileiros devemos ser mais altruístas e não pensar em levar vantagem em tudo sempre, ou ficar nervosinhos e chateadinhos com o governo quando faz algo que não gostamos ou que nos prejudica ou deixa de nos dar algo. Porque outro alguém vai estar sendo ajudado. Não temos que ser sempre os primeiros da lista. Porque temos? Porque somos melhores que os menos aquinhoados de fortuna?
    Na sua ótica o bolsa família produz o voto em Donadon e semelhantes e isso é absurdo e totalmente fora da realidade. Se fosse assim nos locais onde há mais pobreza o PT teria 100% dos votos e isso não acontece. E nem seria bom que acontecesse porque vivemos em uma democracia.
    Enfim, é a suma do que penso. Qdo falei em nazismo/fascismo foi apenas para ilustrar e reforçar o meu ponto de vista.

  33. Olha, nem sempre a obesidade decorre de alimentação. Pode-se tratar de enfermidade. Não é uma boa se criticar alguém por essa via. Pense também nos leitores e demais comentaristas que podem ter entes queridos nessa situação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *