Câmara vai aprovar hoje a anistia ao caixa 2, dando início à Operação Abafa

Maia reuniu os líderes na calada da noite para armar o golpe

Leticia Fernandes
O Globo

Após horas de reunião entre líderes partidários e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o vice-líder do PT, Vicente Cândido (SP) contou, na madrugada desta quinta-feira, que o texto aprovado pela comissão que discutiu medidas de combate à corrupção será rejeitado “na íntegra” em plenário e será apresentado um substitutivo modificando quase todo o relatório de Ônyx Lorenzoni (DEM-RS).

Segundo o petista, aliado próximo do presidente da Câmara, será incluído no novo texto um trecho deixando clara a anistia de caixa dois em casos anteriores à aprovação da proposta, como queriam quase todos os líderes. Isso poderá acontecer já no texto do substitutivo ou aparecer por uma emenda a ser apresentada. Ainda não foi definido quem será o autor do substitutivo, mas ele será apresentado na manhã desta quinta-feira e apresentado para ser votado em plenário ainda hoje, “de imediato”, disse.

SUBSTITUTIVO – “Muda muito. O caixa dois entra como emenda ou no próprio texto. Tem que deixar esse assunto sempre muito claro. Terá um substitutivo que muda bastante o texto” — afirmou Cândido.

Perguntado se o plenário rejeitaria o texto de Lorenzoni, o petista disse que isso acontecerá “na íntegra”: “(Será rejeitado) na íntegra. Rejeita inclusive o relator” — ironizou, em referência às críticas feitas ao relator na comissão, que teria descumprido um acordo com Maia e os líderes.

Cândido disse ainda que será preciso deixar clara no texto a isenção de punição a quem fez uso de caixa dois até agora, o que vinha sendo articulado por todos os líderes, com exceção de PSOL e Rede. “Criminaliza o caixa dois daqui para frente e isenta quem cometeu aquele tipo penal. O texto tem que ser muito claro e objetivo”.

MAIA ARTICULA – Parte ativa nas articulações pela anistia ao caixa dois, Rodrigo Maia negou que vá constar no texto trecho que deixe clara a anistia. Ele defende apenas que haja a tipificação do crime de caixa dois, o que já deixaria claro que antes não havia crime.

“Não tem anistia, porque se você aprova a tipificação, se você está tipificando um crime, é porque esse crime não existe, então não tem anistia, as pessoas estão interpretando de forma equivocada a proposta. O que eu defendo é a tipificação do crime, mas não precisa ser 100% do texto que veio do MP” — disse o presidente.

TUDO PODE ACONTECER – Maia afirmou ainda que “tudo pode acontecer” na manhã de hoje. Ele disse que ainda precisa ler todo o texto e os destaques aprovados na comissão e que, se houver empenho dos líderes, será possível votar ainda esta quinta-feira.

“A sessão é amanhã, não sei se tem quórum amanhã. Amanhã é quinta-feira. Não depende de mim. É uma decisão que tem que ter o apoio da maioria” — disse, na madrugada.

Outro ponto que será incluído no novo texto é a possibilidade de punição a juízes, promotores e procuradores por crime de responsabilidade. Ônyx Lorenzoni havia incluído esse ponto na primeira versão do relatório que elaborou, mas recuou para conseguir aprovação mais célere do relatório.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Sensacional a matéria de Letícia Fernandes, filha de Rodolfo, neta de Helio e sobrinha de Helinho Fernandes. Fez o texto e a foto, que demonstram ter sido um erro estratégico a apresentação do projeto das 10 Medidas Anticorrupção pelos procuradores da Lava Jato. Os parlamentares agora vão transformar o projeto em 10 Medidas Pró-Corrupção. Como costuma lembrar aqui no blog o comentarista Guilherme Almeida, citando o filósofo, teólogo e astrônomo italiano Giordano Bruno (1548 – 1600), “que ingenuidade pedir a quem tem poder para mudar o poder”. Mais de 400 anos depois, nada mudou. (C.N.)

20 thoughts on “Câmara vai aprovar hoje a anistia ao caixa 2, dando início à Operação Abafa

  1. NR, perfeita, a corja está brincando com fogo, que Deus nos ajude, para não acontecer o pior, o horizonte está tempestuoso.
    A Esperança é o STF, mas está stf, conivente com a corja do Congresso.

  2. Este país não merece esta corja que foi eleita, infelizmente está entregue as traças, sempre procuram se safar, até aonde vai este descaramento, não veem o que estão fazendo com este país, a violência aumenta a cada dia, visto que, a bandidagem tem o exemplo de cima, uma justiça morosa e omissa, sempre o Rio foi prejudicado no passado, agora chegou também a outros estados, estamos caminhando para ingovernabilidade total sem não houver uma transformação neste país, um congresso apodrecido onde o mal cheiro se espalhou em todos os cantos, é vergonhoso assistir a cada dia a violência crescente, educação um caos, servidores públicos sem receber, só a elite tem seus salários em dia, que porcaria de privilégios são estes, o mais esquisito é que o povo está desunido, deveria haver um basta nesta falta de comando de uma nação.

  3. Foi esclarecedora a matéria da Leticia Fernandes. Contrário a opinião da NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG, não existe a quem pedir mudanças a não ser a quem faz as leis mesmo, agora, se quem as faz são os próprios corruptores então chamem logo os MILITARES, que por usa vez também não fazem a menor questão de se meter nesse balaio. Ora, então ainda tem o povo, que é o maior interessado e poderia fechar essa história com chave de ouro ou pelo menos ENTUPIR AS RUAS, mas infelizmente trata o assunto como se não fosse parte dele. Logo, o negócio mesmo é deixar de lado, isto é, até o lubrificante acabar …

  4. Tudo foi articulado com o aval e a conivência de Temer.
    De onde menos se espera, aí é que não sai nada decente mesmo. O que esperar de um vice da Dilma? É isso aí mesmo: defesa e proteção a criminosos.
    Saíram os discursos desconexos e entrou a mesóclise destrambelhada. Estamos na república do “fá-lo-ia”.
    – Fá-lo-ia de conta que Temer era sério;
    – Fá-lo-ia de conta que Temer era honesto;
    – Fá-lo-ia de conta que Temer era competente;
    – Fá-lo-ia de conta que Temer era a favor da Lava-jato;
    – Fá-lo-ia de conta que Temer era contra a Organização Criminosa.
    Agora desencantou e só nos resta assistir a um indecente desfilar de podridão.

  5. Newton, é uma satisfação saber que Letícia Fernandes é neta de Hélio Fernandes. Não tive o prazer de conhecer o Rodolfo pessoalmente. Helio desde 1953 o conheço. Helinho conheci na Cupertino Durão no Leblon em 1976 quando foi candidato a vereador pelo MDB.. Depois ele foi candidato pelo PTB em 1982. Por três vezes conversei com ele. Quando ele foi candidato a vereador eu e minha família viemos votar nele em uma seção no Campo de Santana.

    • Escutas no telefone de Wagner Jordão Garcia, um dos presos com o ex-governador Sérgio Cabral Filho, indica que o grupo já sabia que a Polícia Federal estava para deflagrar a Operação Calicute. Wagner Jordão Garcia, ex-assessor de Cabral, conversou com Luiz Rogério Magalhães, ex-secretário nos governos de Anthony e Rosinha Garotinho, no dia 14 de novembro deste mês. As escutas foram obtidas pelo RJTV, da TV Globo.

      Nas conversas, Magalhães afirma que “a chapa derreteu”. Garcia quer saber se já saiu alguma coisa na imprensa. Ele nega e completa: “Mas eu estou sabendo que o homem foi lá e quebrou o cofrinho. Meteu o martelo no porquinho e quebrou. Voou moeda para tudo quanto é lado”. Garcia quer saber sobre quem ele está falando. Magalhães responde: “Esse rapaz do Rio, rapaz! Ele e o chefe deles, né!”

      Para os procuradores, eles estão falando do juiz federal Marcelo Bretas, que determinou os mandados de busca e apreensão pelo Rio. O chefe seria o juiz Sergio Moro, da Justiça Federal de Curitiba. “O chefe deles já entregou a rapadura com pasta de caju. E chamaram ele (Bretas) só para embalar”.

      Em seguida, Garcia e Magalhães dizem que “a fatura do Leblon já está feita”, uma alusão ao ex-governador Cabral, morador do bairro. Garcia diz: “Meus Deus do céu, cara! É, vamos ver como é que vai ser isso aí, porque dizem que a qualquer momento tá para estourar, né?”. E Magalhães responde: “O Leblon já foi para o vinagre!”. E conclui: “Dizem que a fatura lá do Leblon já foi feita, já faturaram. Só falta emitir a nota e mandar entregar em casa.

      http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/o-leblon-ja-foi-para-o-vinagre-diz-grampo-sobre-sergio-cabral-antes-da-operacao/

      Ao menos nesse caso não houve sonegação , emitiram a Nota…

  6. Newton, muito antes de Dilma ser cassada eu disse sem vaticinar: Com Dilma não ficará pedra sobre pedra. Se a derrubarem a Lava Jato vai para o espaço. Nada de adivinhação. Isso sem falsa modéstia é a logica dos fatos. (Não estou dizendo que o PT não chafurdou na lama da corrupção. Dilma não é santinha, mas não chegou a entrar na lama. Tem mais se tivesse concordado com que o PMDB queria ela ainda hoje estaria no cargo. Tiveram que apeá-la).

  7. Anúncio

    A hora do Boca de Jaca

    Brasil 24.11.16 10:00

    O site Buzzfeed noticia que, nos termos da delação de Cláudio Melo Filho, consta que Geddel Vieira Lima recebia regularmente recursos da Odebrecht e,quando fez 50 anos, ganhou da empreiteira um Patek Philippe, modelo Calatrava, de 85 mil reais.

    O apelido de Geddel na Odebrecht era “Boca de Jacaré”, por causa do seu apetite por dinheiro.

  8. DEPOIS SÃO ” INIMIGOS “…..

    ‘O Leblon já foi para o vinagre!’, diz grampo sobre Sérgio Cabral antes da operação
    Três dias antes da deflagração da Calicute, desdobramento da Lava Jato, PF interceptou ligação de assessor do ex-governador do Rio com secretário dos governo Garotinho e Rosinha; ‘ a chapa derreteu’
    http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/o-leblon-ja-foi-para-o-vinagre-diz-grampo-sobre-sergio-cabral-antes-da-operacao/

  9. Antes de mais nada, a respeito do Gedel, será que a cara dele não mostra seu conteúdo moral? Bem, sobre a propalada anistia e outras medidas salvadoras dos ratos do Congresso, eu não sou jurista e conheço nossa Constituição até um certo ponto, mas será que os votos dos parlamentares, que depois venham a ser beneficiados, não poderiam, posteriormente, serem anulados por terem sido EM CAUSA PRÓPRIA, acho que vale a pena refletir, com a palavra os jurisconsultos e regimentalistas do blog.

  10. Vale levar em conta a opinião do comentarista, senhor Sergio Russo, que tem tudo a ver com o publicado na Veja, ou seja:

    “Ao falar de alguns pontos polêmicos da proposta, o presidente da Câmara considerou que não haverá anistia à prática do caixa 2. “Não tem anistia para um crime que não existe. O que estamos tratando na proposta é a tipificação. De forma nenhuma a gente pode anistiar um crime que não existia”, ressaltou. Maia considerou, por outro lado, que as tentativas de se inserir no texto crimes de responsabilidades para juízes e magistrados “criou um ambiente muito ruim”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *