“Candidato não pode ser lesma; se for, vira picolé de chuchu”, diz Ciro, ao atacar o PT

Ciro Gomes diz que o plano do SPC é mesmo para valer

Catarina Alencastro, Fernanda Krakovics  e Maiá Menezes
O Globo

Isolado pelo PT na negociação de alianças partidárias, o candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, diz rejeitar o papel de vítima. “Na política não cabe mimimi, choradeira. Guerra é guerra”, afirma em entrevista ao Globo.

Ciro ataca a cúpula do PT, que está “pouco se lixando para a sorte da nação”, mas defende o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva da condenação no processo do tríplex no Guarujá (SP). Para ele, a sentença do juiz Sergio Moro é “inconsistente”.

Embora esteja em visível esforço para combater a fama de pavio curto, o pedetista diz que candidato a presidente não tem que mostrar temperamento de “ameba”. E provoca seu concorrente do PSDB, Geraldo Alckmin: “Se não, vai ser chamado de picolé de chuchu”.

E diz ser factível sua proposta de tirar 63 milhões de devedores do SPC: “Não tenho vocação para ser populista”.

O senhor fez sucessivos ataques ao PT e depois divulgou um artigo dizendo que o partido não é seu inimigo e que Lula foi um bom presidente para muitos. Aonde o senhor quer chegar?
A cúpula do PT é simplesmente desastrada, não tem escrúpulo de nenhuma natureza, está pouco se lixando para a sorte da nação brasileira. Porém, isso não transforma o PT em meu inimigo, porque a cúpula do PT é uma coisa. Por exemplo, eu apoio o PT no Piauí, com o Wellington Dias.

Parece uma estratégia para tentar se descolar do desgaste do PT e do Lula, de quem foi ministro, e, ao mesmo tempo, conquistar parte desse eleitorado.
Você está preconceituosamente querendo me olhar com esse filtro de que eu sou um maquinador. O Lula aumentou o salário mínimo, quando eu fui ministro dele, com muita honra; expandiu o crédito; criou uma rede de proteção social que baniu a fome, que está de volta com o Temer. Agora, o Lula loteou a Petrobras. O Palocci é réu confesso, o Guido Mantega está envolvido com dinheiro em conta em paraíso fiscal. E eu faço o quê? Eu não sou petista, o petismo é que esquece isso, bota para debaixo do tapete, inventa uma conspiração.

O senhor tem feito críticas a supostos excessos do Judiciário. Considera que Lula é inocente?
Eu acho a sentença do Moro injusta.

Por quê?
Porque é inconsistente. No Brasil, eu não conheço nenhum julgamento em que alguém tenha sido condenado por conjunto indiciário, como o Lula foi. No Brasil se exige prova.

O TSE pretende julgar logo o registro de Lula, e Fernando Haddad deve assumir a candidatura.
A mim me surpreende como o Haddad e a Manuela (D’Ávila) se prestam a esse tipo de serviço. Eu falo isso porque eu mesmo fui pressionadíssimo a fazer esse papelão (ser vice do Lula). Ora, se isso der certo. Não dá certo.

Por quê?
Porque nasce daí um presidente desse tamaninho (fazendo gesto com os dedos). Um presidente que parece que vai precisar ir para Curitiba consultar como fazer as confusões e as complexas questões nacionais.

O senhor acabou sendo vítima de um acordo do PT com o PSB que o deixou isolado.
Eu não tenho esse lugar de vítima, sou um velho lutador. Eu tenho escrúpulo, você não vai encontrar uma rasteira (minha) dessa natureza. Na política não cabe mimimi, choradeira. Guerra é guerra. Me escolheram para a guerra nessa fase, eu estou na guerra. Não sou a Marina (Silva), que com todas as suas extraordinárias virtudes, aceitou ser empurrada para a direita. Eu não vou para a direita, vou buscar a liderança do campo progressista de verdade do Brasil.

O senhor já disse que negociou com o centrão porque é candidato a presidente e não a “madre superiora de convento”. O que isso quer dizer?
Eu quero reformar o Brasil, para isso eu preciso ter capacidade de diálogo com diferentes forças. Eu disse para eles na conversa: “Meu programa está aberto para ser discutido com vocês”. Aí vinha reforma trabalhista. Não volto atrás. Revogação do teto (de gastos), não volto atrás. Isso estabelece uma relação para o futuro em que eu lidero, se for o eleito pelo povo, para não ser o que a Dilma foi e o Lula, em certo aspecto, também: testa de ferro desses pilantras que infernizam a vida brasileira. Não deu certo (a aliança com o centrão), mas eu mostrei que tenho capacidade de dialogar e tenho limite de transigência.

O senhor critica a reforma trabalhista. O que vai revogar e o que vai manter?

Atenuar os abusos da Justiça do Trabalho é uma coisa que a minha reforma terá. Trabalho intermitente não é possível ficar como está. Gestante em ambiente insalubre, francamente isso é século 18. Imposto sindical isso não tem nenhum sentido, já conversei com as centrais sindicais. Estou sensível à ideia de trabalhar com eles uma transição. Eles estão me sugerindo, e eu acho razoável, permitir que tenha efeito normativo a convenção coletiva estabelecer a contribuição sindical. E que valha para a categoria inteira.

É possível ser eleito sem contemplar os empresários?
Eu não quero servir a dois senhores. Mas o meu projeto tem o objetivo de conciliar os interesses práticos de quem trabalha com quem produz.

A promessa de limpar o nome de quem está no SPC é factível?
Eu não tenho a menor vocação para ser populista. O Tesouro não vai botar nenhum centavo nisso, é crédito. Banco do Brasil e Caixa Econômica (vão refinanciar). Se os bancos públicos quiserem, eles entram e ganham dinheiro, mediante um pequeno afrouxamento do compulsório. O programa começa com um leilão reverso, quem der o maior desconto entra primeiro. Junto com o Programa Nome Limpo, o cidadão vai receber uma cartilha e vai fazer um rápido treinamento sobre educação financeira. Quem entrar no programa, entra com garantia. Cada cidadão vai ter que arranjar quatro amigos e vão combinar que um suporta a inadimplência do outro, se acontecer.

O senhor tem fama de pavio curto, mas nos últimos dias está parecendo mais tranquilo. Está tentando se controlar?
Dependendo da natureza da provocação eu reajo. Eu tenho que me comportar agora como o futuro presidente do Brasil, que eu quero ser. E o futuro presidente do Brasil não tem que mostrar temperamento de lesma, de ameba. Se não, vai ser chamado de picolé de chuchu.

Sua mulher, Giselle Bezerra, tem acompanhado suas agendas. Qual é o papel dela na sua campanha?
Ela é minha companheira, meu amor, trabalha comigo, vive comigo, me aconselha e tal. Pronto. Vai querer que eu repita aquela bobagem? (de que o papel de sua então mulher Patrícia Pillar, na campanha presidencial de 2002, era dormir com ele). Isso é ridículo, foi há 16 anos. Em tempos de Rodoanel, merenda de escola, cunhado recebendo ou não dinheiro, funcionário fantasma. De mim, o que se recupera é um imponderável temperamento e uma bobagem inominável que eu falei.

O senhor disse que é contra a descriminalização das drogas.
Eu não disse que sou contra, eu disse que não sou candidato a guru de costumes. Esse é um assunto tabu para grupos importantes da sociedade brasileira por quem eu tenho muito respeito.

Mas a questão dos costumes, até pelo posicionamento do primeiro colocado nas pesquisas, Jair Bolsonaro, vem balizando os debates.
A esquerda velha criou e está aperfeiçoando o Bolsonaro, porque ela desconhece a vida real brasileira. Você acha que o (Marcelo) Crivella seria prefeito do Rio de Janeiro se não fosse a estreiteza do PSOL?

Por quê?
A pretexto de ser o déspota esclarecido, ultraesquerda, o intransigente, acaba se descomprometendo com a realidade do povo. Por se achar muito mais inteligente do que todo mundo, muito mais moralista, muito mais danadão, resultado: é o Crivella o prefeito, e não o (Marcelo) Freixo. Você acha que o Crivella se elegeria prefeito de Fortaleza alguma vez na vida? Nem a pau, Juvenal. E o Rio de Janeiro, maior concentração de artistas por quilômetro quadrado, de intelectuais, de engenheiros, uma elite exuberantemente linda, criativa e olha a situação de vocês. Isso por causa do gueto da Zona Sul. Eu vou para as reuniões aqui (no Rio) e as pessoas não querem falar de emprego, de salário. Completamente voando da agenda do povo, querem exigir de mim compromisso de descriminalização de droga, porque “eu gosto de fumar minha maconha’. Nenhum problema, meu patrão, mas eu quero ser presidente do Brasil, e não guru de costumes.

Sua vice, Kátia Abreu, disse ser contra o aborto, inclusive de anencéfalo. Concorda?
Tem muita coisa que não estamos de acordo, por isso a convidei. Eu advogo um projeto de centro-esquerda e ela tem visão diferente da minha em muitos assuntos. Por isso ela é muito útil para nós.

Ela também defende facilitação do porte de armas no campo e o seu programa de governo é contrário.
Eu não refleti especificamente sobre questão rural e urbana. Confesso que quando escrevi aquilo estava pensando mais na questão urbana. Ela me sensibilizou para essa questão, dado que a polícia não tem condição de ostensividade no campo. Mas ainda acho que essa tarefa de garantir a incolumidade das pessoas e do patrimônio é tarefa do Estado e não do exercício individual.

55 thoughts on ““Candidato não pode ser lesma; se for, vira picolé de chuchu”, diz Ciro, ao atacar o PT

  1. Significa o que existe de mais retrógrado no país. De cara vai voltar com o imposto sindical para continuar a república coronel-sindicalista que destruiu o país nos governos do PT.
    A proposta do SPCiro é ridícula pois Credicard e outros já fazem o parcelamento, SEM JUROS nem correção, em 24 meses após dois anos da dívida sem pagamento. O problema da dívida é o cara ter COMO pagar, mesmo parcelado e sem juros, sem emprego nem renda. E o demagogo quer fortalecer os sindicatos pelegos, o que vai piorar o trabalho e o investimento no país.

  2. Ciro é um poço de contradições:
    Critica o PT, mas enaltece Lula, a ponto de declarar que a sua prisão é injusta!

    Isolado pela esquerda, acabou sem a sustentação política que tanto defendeu, a união desse movimento em torno do seu nome.

    Faltou ao candidato do PDT a devida sabedoria de que a quadrilha petista é exclusiva.

    O deus, o ícone, o amo e senhor é Lula, que Ciro não concordaria com o papel de fantoche como estão sendo Haddad e Manuela, então o confronto inevitável com o ladrão e genocida.

    Deveria saber disso, sim.

    Caso Ciro não for para o segundo turno – dificílimo, nesse momento -, deixaremos de ter debates interessantes sobre o país e povo.

    O pedetista mesmo sendo um político tradicional, que incorpora o ranço de um congresso venal, de parlamentares corruptos, incompetentes e irresponsáveis – não o estou acusando, mas afirmando que Ciro representa esta política deletéria e abjeta -, tem ótimos conhecimentos na economia, educação e saúde.

    Nessas alturas, uma vez a política nacional estar indefinida, deixo para discussão que Bolsonaro poderia perfeitamente bem convocar Ciro para um de seus ministérios, caso seja eleito, evidente.

    Ciro não pode ser descartado dessa forma, como quer o PT e está conseguindo.

    Digo mais:
    Se, Ciro Gomes, estiver fora do segundo turno e, neste estágio, o candidato pode ser do PT, espero que não se coligue com esta gentalha, pois estaria se humilhando em demasia, e jogaria fora em definitivo ainda participar do governo de uma coligação!

    • E é esse tipo de gente que vai servir de role model para o povo, como bússula para a condução do país. Eu sou educado, mas nessas horas dá vontade de mandar essas coisas fedorentas para a p@@@ que os pariu.

  3. Tendo em vista que Bolsonaro escolheu o seu ministro da Fazenda, Ciro, a meu ver, seria um ótimo ministro do Planejamento ou da Educação.

    Se o pensamento dos candidatos for de fato o país, de salvá-lo dos graves problemas que o assola, vejo com bons olhos uma união teoricamente impensável, Bolsonaro trabalhando ao lado de Ciro, pois a sua inteligência e conhecimentos a respeito das áreas que citei, devem ser aproveitados e não desconsiderados.

    • Meu caro, com a devida vênia, mas é claro que essa hipótese não funcionaria. Ciro Gomes é um rematado esquerdista. Não é de seu interesse que as coisas mudem, muito pelo contrário, quer dar continuidade à administração petista.

      E francamente: o senhor crê que essa figura teria a humildade de aceitar um convite do Bolsonaro para fazer parte do governo?

    • Prezado Bendl,

      Se o pensamento de ALGUNS candidatos fosse o país_ ,Bolsonaro
      NÃO SERIA CANDIDATO, POIS NÃO TEM NENHUM PREPARO PARA ISSO.

      Quanto aos bolsonaristas( e não estou me referindo aos milhares de robôs), geralmente são tão simplórios que, sequer, raciocinam em termos de segundo turno. Nao sabem nada de política! NÃO entendem que NÃO TERÃO APOIO, NO SEGUNDO TURNO, DE PRATICAMENTE NENHUMA FORÇA POLÍTICA. Traduzindo: Bolsonaro NUNCA vencerá as eleições.

      Disso decorre que, se tivessem um mínimo de inteligência, estariam _ COMO JÁ ESTÃO TANTO O PAI QUANTO O FILHO_ CORTEJANDO o CIRO, caso ele não esteja no segundo turno ( estará, efetivamente!).
      Tal reflexão ( que já explanei aqui, na Tribuna da Internet), se dá por conta de ter sido, Bolsonaro, fã e eleitor de CIRO GOMES!!!

      Quanto à sua sugestão de ministério do Planejamento, Bendl, é daquelas boas intenções que insultam, pura e simplesmente.
      Vou dizer por mim: Se Bolsonaro quiser Ciro Gomes, num hipotético governo seu, retire imediatamente o entreguista e anti nacionalista Paulo Guedes. Um governo nacionalista, apoiado fortemente pelos militares, com a ECONOMIA A CARGO DE CIRO GOMES teria , IMEDIATAMENTE, meu voto.

      Jamais votaria em Bolsonaro e, com isso, ver mais uma SESSÃO NEOLIBERAL DE ENTREGS DAS RIQUEZAS FO BRASIL! JAMAIS!!!

      CIRO 12!!!
      NENHUMA DÚVIDA!!!

      • Cazé, meu caro,

        Evidente que não falei sério, mas divagando e com meus botões.

        A política nos tem pregado tantas peças, que qualquer arranjo pode ser possível, logo, até mesmo a junção de dois polos diferentes.

        Respeito muito a tua posição em favor de Ciro.

        Eu, apesar de anunciar que hoje votaria no Bolsonaro, reitero que não tenho esta decisão por absoluta, pois aguardarei os debates e acontecimentos até a eleição, podendo mudar o meu voto.

        Mas, a época é para debatermos, discutirmos, trocarmos ideias sobre os candidatos.

        Abração, Cazé.

      • Realmente Cazé, em sua maioria os eleitores de Bolsonaro não entendem nadas de politica de organização de “forças” e tudo mais, eles em sua maioria entende de vida própria, não ficam vigiando o vizinho pois tem que trabalhar duro pra viver quando tem trabalho, e estão exausto da politica que vem sendo defendida nos últimos anos por esse que estão ai, quanto a votar no ciro até eu votei, no que achava menos pior, e o que esta acontecendo agora está explicito ou continua com essa politica de bandidos ou muda, esse é o recado dos bolsonaristas, mais nada. não tem conchavos não tem propinas não tem picaretas, é simplesmente a população atenta aos desmandos dos poderosos, estamos cansados.
        E quem apoia essa politica ou é ingenuo ou cúmplice, tal qual o ciro que desde a implantação do real circula nas altas rodas politicas com cargos em todos os governos, minto, foi demitido do cargo pelo fhc que ta querendo o pt do lado dele para o segundo turno, já falei antes o pecado do ciro é ser capacho do lula.

        • Me permitam entrar neste debate interessante.
          Acho que, se todos os candidatos, independentes de suas qualidades, realmente desejassem o bem do país e do povo, se juntariam em um “governo de coalizão” e trabalhariam todos na construção de um projeto nacional para os próximos 20-30 anos.

          Impossível? Sim. Afinal de contas, cada um deseja primeiro os interesses próprios.

          Mas pensem, por um minuto que seja!

          Não sei se, os que sinalizam com votos nulos/brancos/abstenções,
          tenham uma visão também desta possibilidade e por não acreditarem e não ser possível, terminarão jogando seus votos no lixo!

          O ser humano, mesmo com o avanço das ciências, retrocede, se apequena e não consegue nem defender suas futuras gerações.

          Um fraterno abraço.

          Fallavena

    • Alex Fake News Cardoso, então manda o Lula para NY onde fica a sede da ONU e ele disputa a presidência da entidade. Ver o Brasil passar vergonha internacional, não tem preço. O preço vai ser cortar o pescoço dos petistas mentirosos.

      • O desespero dos antilulistas surge do preconceito contra Lula por ser quem é e por sua origem. Surge também do recalque diante do tamanho e força política de Lula.

        O rancor dos antilulistas serve de combustível para a campanha de Lula

  4. 1) Pode ser que eu me engane, mas os milhares de desempregados que sobrevivem na economia informal vão votar “contra” os governos federal, estaduais e municipais…

    2) Aguardemos… votos de protesto.

    3) Todos estão calados, não será o antigo voto envergonhado, mas o “voto silencioso”, nas ruas ninguém mais fala de política.

    4) Ando de ônibus pelo grande Rio,
    duas vezes por semana, às 05:45 estou na Central junto com o povão…

  5. Ciro não nasceu para a política. Foi corrompido por ela e acho que sua situação é irreversível.
    Faria um bem a si mesmo se arranjasse um emprego produtivo.

  6. O Ciro e os demais candidatos, direita, esquerda e centro, se acham e se dizem tão preparados, por que será então que fogem da Democracia Direta com Meritocracia Eleitoral igual o diabo foge da cruz ?

  7. PELO AMOR DE DEUS, $ISTEMA POLÍTICO PODRE, BASTA, CHEGA, JÁ DEU, EVOLUIR É PRECISO, até porque, em sã consciência, ninguém aguenta mais essa guerra tribal primitiva, permanente e insana, por poder, dinheiro, vantagens e privilégios, sem limite$, fantasiada de democracia, que está levando o país e a população à ruína sem solução. Guerra essa sob a qual quem ganha, infelizmente, é apenas o continuísmo ou o retrocessismo, e quem perde é sempre o evolucionismo. Os métodos de ocupação de cargos públicos e ingresso na administração pública impostos pelo golpismo ditatorial, o partidarismo eleitoral e seus tentáculos, velhaco$, via golpes e eleições, como se processam no Brasil há 128 anos já deu flor, já bateu no teto, já venceu o prazo de validade, e já se tornaram um problemão para o país e a população que não aguentam mais tanta guerra tribal, ridícula, fragmentária, espetaculosa, à moda novela mexicana, embromação, burocratização, dificuldade, confusão…, por uma coisa tão simples que é escolher pessoas para ocuparem cargos na administração dos municípios, dos estados e da nação, excessivamente perdulários, contraproducentes e absurdamente inviáveis via golpes e eleição, porém totalmente eficaz e plausível via meritocracia eleitoral através de CONCURSÃO PÚBLICO PADRÃO, enquanto instrumento educador e moralizador da nação, na forma de Democracia Direta aberta à participação e fiscalização do conjunto da população, sob a qual as mulheres terão mais vez, mais voz e mais participação. E se a tudo isso conseguirmos agregar a transformação da federação em confederação ai então estaremos implementando por completo, no velho Brasilzão, a Revolução Pacífica do Leão (RPL-PNBC-DD-ME), o novo caminho e a nova nação, tal seja a Revolução Redentora da política, da nação e da população, a Mega-Solução, sem a qual resta inviável o nosso Brasilzão, e é vc que tem que decidir essa parada, irmã e irmão. http://www.tribunadainternet.com.br/o-que-querem-as-mulheres-mais-propensas-a-votar-branco-e-nulo-do-

    • Luís Fernando, não se preocupe!!

      Não interferem em nada! A maioria são os mesmos que votaram no Aécio, em 2014, e faziam defesas apaixonadas dele!

      E tantos outros são robôs, e adolescentes, e ficam o dia todo aporrinhando o saco dos outros.
      Só isso.

      CIRO 12!!!

      NOSSO
      EXCELENTE PRESIDENTE!!!

  8. Vote no Meireles.
    Vote no Bolsonaro
    Vote no Alkmim.
    Vote no Alvaro Dias
    Vote no Boulos,esse
    Nao e comuna..
    Vote no Hadda,esse
    poste do Lula.
    Vote no Eymael,esse e dono imóveis valiosos SP.
    Vote na Marina.
    Vote no Joao Amoedo esse é bom.

    Poxa se Ciro Gomes nao é melhor q.expoe seus planos de governo.
    A saber: Educaçao,saude,combater os inadiplentes e sonegadores,taxa gd.fortunas.etc..

    Não sei q.senhores querem…!!!!!!

    Agora,se e’ balcão ..
    Bom negócios pra suas consciências.

  9. Pergunta – A promessa de limpar o nome de quem está no SPC é factível?
    Resposta de Ciro – Eu não tenho a menor vocação para ser populista. O Tesouro não vai botar nenhum centavo nisso, é crédito. Banco do Brasil e Caixa Econômica (vão refinanciar). Se os bancos públicos quiserem, eles entram e ganham dinheiro, mediante um pequeno afrouxamento do compulsório. O programa começa com um leilão reverso, quem der o maior desconto entra primeiro. Junto com o Programa Nome Limpo, o cidadão vai receber uma cartilha e vai fazer um rápido treinamento sobre educação financeira.
    E CONCLUI:
    Quem entrar no programa, entra com garantia. Cada cidadão vai ter que arranjar quatro amigos e vão combinar que um suporta a inadimplência do outro, se acontecer.

    AGORA DÁ PARA ENTENDER:
    o Brasil (a sociedade, etc) não vai botar dinheiro, só do BB e da Caixa;
    – bancos particulares podem entrar no “feirão de créditos”;
    – cada devedor indica 4 amigos para “fiadores”!
    Mas temos (ou a proposta tem) um pequeno detalhe matemático e que deve ter fugido aos colegas e amigos da TI, até mesmo ao autor da ideia.

    Ora, considerando o total de 63.000.000 devedores, sendo que cada um terá de apresentar 4 fiadores, serão necessárias 132.000.000 (132 milhões) de fiadores!!! Somando-se fiadores + devedores, retirando-se quem não pode dar fiança (sem garantias, não desejam assumir ou menores de idade e sem patrimônio) a propostas é inexequível ou, no mínimo, terá de reduzir, substancialmente, o número dos atendidos! A população total é estimada em 208/210 milhões de pessoas.
    Assim, para aplicar a ideia, será necessário envolver toda a população e alguns para dois ou mais devedores!
    E agora, se é uma bela ideia Ou será, apenas, mais uma proposta demagógica?
    Com a palavra o autor ou aqueles eu apoiam a ideia.
    Fallavena

    • Essa dos 4 amigos é hilária. Logo ele vai aparecer desmentindo isso. Fico imaginando se um “outro” candidato tivesse apresentado essa proposta. Estaria sendo xingado de boçal, estúpido, imbecil para baixo…

      • José Augusto Aranha
        Todos os candidatos apostam na falta de capacidade dos eleitores, até porque a maioria não se envolve e nem consegue entender nada de eleição e de responsabilidades.

        No entanto, contra a matemática é impossível inventar-se coisas tão ridículas!

        A não ser que eu esteja falseando os números ou errando os cálculos.

        Abraço
        Fallavena

    • Ora, é logico que é factível, tanto é que já está em andamento pelos próprios bancos, que vendem a divida, para tira-la do balanco do banco como prejuízo e lançar a venda de produto podre como lucro, recebe o seguro, e depois recupera uma mixaria ainda na renegociação.
      O prano (prano mesmo) não passa de ilusão os bancos já operam assim e ele mesmo fala, agora o absurdo é que ele que colocar a caixa econômica federal como fiadora e mais 4 amigos do otário
      ( hoje a CEF é a maior imobiliária da America latina, detentora de 90% dos imoveis financiados do pais) é esse o gênio da economia? a alguns anos atras a caixa vendeu 13 bilhões de papeis podres (dividas) por 900 milhões , os compradores realmente vão dar o melhor desconto possível pois querem receber o mais rápido para fazer dinheiro, banco não perde nunca.

  10. A situação do BOZOnaro não deve estar nada Boa, as vivandeiras já estão requentado matérias do locaute dos caminhoneiros ….

  11. Jhome.

    Está semana li no site terra uma entrevista com Olívio Dutra. Que dispensa apresentações. Olívio numa linguagem clara e objetiva faz a mesma coisa. Diz claramente que as pessoas que hoje fazem parte da e executiva do PT estão completamente enganadas. Diz que o PT não é um partido de meia dúzia de pessoas. Não é ele. Não é o Lula. Mas um projeto. E este projeto foi abandonado pelos atuais dirigentes. Seria interessante se o nosso jornalista C.N. pudesse conseguir está matéria e publicar aqui.

    • Alexandre
      O texto está no link abaixo.
      https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/deutschewelle/2018/08/14/pt-nao-pode-ficar-dependente-de-lula-diz-olivio-dutra.htm
      Algumas pérolas!

      “Dutra defende o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, afirmando que ele “não roubou nem autorizou ninguém a roubar”, mas é crítico quanto à proeminência de Lula dentro do partido. “Um partido como o PT não pode ficar dependente de uma única figura, por mais importante que seja, como é o caso do Lula.”

      Para ele, a direção nacional do PT também “embicou mal o barco” na sua estratégia para a eleição presidencial de 2018. “Do ponto de vista jurídico e do ponto de vista político, para essas elites que deram o golpe em agosto de 2016, o Lula não é candidato. Então não tem ficar no ‘me engana que eu gosto'”, disse.

      Uma delas é esta:
      O ex-ministro acredita que o PT deveria ter definido logo quem seria o vice de Lula. “Se tivesse feito isso, [o partido] teria se apresentado melhor num embate nada fácil, já dando autoridade para o vice ir dialogando. Houve um equívoco nessa coisa de ir caminhando para frente, mas ficando cada vez mais aprisionado numa única condição.”

      Olivio diz muita coisa mas bate uma no cravo e outra na ferradura. Sempre foi assim! É como uma “quase virgem”

      Fallavena

      • Não sou do R G sul, mas quando estive por ai, me maravilhei com o lugar e sua gente, todos com quem tive contato odiavam o que o pt fez com o estado

        • al
          os gaúchos já foram mais inteligentes. Faz tempo!
          Depois de alguns governixos que tivemos, entramos em rota de queda cada vez maior.
          No último governo petista, Tarso deixou contas a pagar para os próximos governos.
          Deveríamos deixá-los voltar para mostrar como pagarão as contas que inventaram.
          mas se assim agirmos, corremos risco de piorar.
          seja sempre bem vinco!
          Abraço
          Fallavena

          • Fallavena, meu caro,

            Em certos momentos somos vítimas de nós mesmos.

            O RS errou, sim, quando elegeu o PT por duas vezes governador do nosso Estado.

            Olívio e Tarso.

            O primeiro foi tão absurda e inacreditavelmente incompetente, que é denominado de, O Exterminador do Futuro, pelos gaúchos;
            O segundo foi eleito porque petista não tem palavra, pois ladrão, corrupto e desonesto, quando prometeu que pagaria o Piso Nacional para o Magistério gaúcho, haja vista que sua antecessora, Yeda Crusius, só não resolvia a questão porque não queria, conforme alegava em palanque.
            Resultado:
            Foi eleito e JAMAIS NOS SEUS QUATRO ANOS DE MANDATO cumpriu com a palavra!

            Logo, os petistas ainda existem, desgraçadamente, mas não são mais a mesma força de antes, não causam mais o mesmo impacto.

            Abração.

  12. Constato que o ódio implantado pelo PT aos demais partidos, dividindo o Brasil entre petistas e antipetistas, desloca-se lamentavelmente para Bolsonaro e Ciro Gomes!

    Ambos os candidatos possuem seus eleitores já declarados com tamanha radicalização, aversão de um ao outro, repúdio e rejeição, que vença Ciro ou Bolsonaro, o país terá a sequência petista!!!

    Lamento esse entendimento que, de certa forma, determina que somos inimigos, e não eleitores de candidatos diferentes.

    Logo, antevejo que esta nação continuará subdesenvolvida, com um povo atrasado, inculto, incauto, analfabeto absoluto e funcional, permanentemente à espera de um candidato que jamais terá, que jamais satisfará o povo na sua totalidade, pois antes de ser eleito qualquer candidato, boa parte da população não o aceita, em consequência, jamais terá o apoio do povo!

    Acho inadmissível esta polarização porque vença quem vencer, e a vida de cada um de nós continuará a mesma, a menos que alguém seja chamado para compor o governo.

    Emfim, percebo, pesaroso, que a questão continua sendo pessoal, que não é o Brasil e o povo que devemos nos preocupar, mas é com a vitória do meu candidato.

    Então, tá!

    • Francisco, a polarização existe e ainda bem que será entre as pessoas que querem forçar a polarização por qualquer coisa(raça, sexo, origem, idade, alimento, etc) e as que querem acabar essas polarizações forçadas, todos nós somos iguais.

      • Alex Moura, meu prezado,

        O povo anda tão confuso, tão sem saber o que fazer, que não pensa adiante do seu nariz.

        Quer sobreviver, tão somente, deixando de lado o futuro do país e dele mesmo.

        Acostumou-se a esta polarização de tal modo, que se vê este ódio que salta aos olhos até em partidas de futebol!

        Olha, na minha época as torcidas existiam, claro, mas jamais havia casos de agressão e até de mortes entre os torcedores!

        Existia a rivalidade entre os times, mas era algo natural, sadio, animador.
        Hoje, a torcida da equipe adversária NÃO PODE FREQUENTAR O ESTÁDIO porque o pau come!!

        O povo está abandonado, largado à própria sorte;

        Abraços.

    • Bendl
      Da mesma forma que o amigo, lamento que as coisas tenham chegada a este ponto.
      E vou mais longe. Talvez esteja entrando no último pedaço da estrada para uma desagregação do país!
      São tantas as mazelas, as lutas de classes, de minorias barulhentas e com causas ridículas; de tanto desconhecimento e ignorância; de tanta irresponsabilidade e desorganização; de tanta safadeza e pilantragem que a qualquer momento, romper-se-á o lacre da garrafa térmica que nos prende.

      Os extremos raivosos, cegos em suas ânsias de vitória a qualquer preço, tensionarão o centro e este não terá por onde escapar.

      Culpa? De todos nós. Soluções? nenhum que satisfaça qualquer dos múltiplos lados.

      O impasse nos leva ao extremo radical.

      Depois, tudo recomeçara do zero, ou do quase zero.

      Se é verdade que “águas passadas não movem moinhos”, também é verdade que os episódios se repetem A história nos prova isto.

      É esperar pela intervenção divina. Como muitos nela não acreditam….
      Abraço e saúde amigo.

      Fallavena

      • Fallavena, meu caro amigo,

        Justamente pelas tuas alegações procedentes acima, que afirmei o povo estar confuso, sem norte, sem saber para onde ir.

        Neste turbilhão de emoções e sensações, de frustrações e decepções, ele protesta desta forma, através de minorias, de pedidos ridículos, de diferenças inexistentes, de segregações, de injustiças, menos agir em seu proveito e do próximo e do país como um todo.

        Ele (o povo) precisa estar presente de alguma forma em qualquer movimento contestatório, que explica ainda a existência do PT, pois em condições normais de temperatura e pressão, a quadrilha já teria sido extinta!

        Acostumado às radicalizações na política, nas religiões, no aspecto social, na vida atribulada e difícil que tem sido viver neste país, ele quer mudanças, que não sabe aonde e como devem ser.

        Enfim, a nossa situação é muito pior do que imaginamos.

        Lamentavelmente, os candidatos ao Planalto não possuem qualquer sensibilidade para diagnosticarem nossos males mais urgentes e importantes, haja vista pertencerem a um mundo à parte do nosso, do povão, de suas necessidades e desespero!

        Nosso futuro está cada vez mais comprometido com o que não sabemos!!!

        Abraços.

  13. Em estudo recente junto a diversos artigos sobre as lulas, descobri que as mesmas possuem dez tentáculos. Oito deles com ventosas que são utilizados para agarrar a presa e dois responsáveis para levar o alimento à boca. Procurei, no entanto, em todos os artigos, a existência da Lula de nove tentáculos, porém, minha busca foi infrutífera. Não há qualquer remissão a esta espécie de lula. Resolvi, portanto, ser o primeiro estudioso sobre o assunto. Mesmo não sendo biólogo, consegui descobrir que, na verdade, existe a lula de nove tentáculos, mas, para não ter que sofrer com as ideias da ideologia de gêneros, sofreu uma mutação. Seu órgão reprodutor passou a ser tratado como tentáculo, porque, num sistema decimal, na hora de fazer as contas, jamais dava certo. Esta lula perdeu, em dois de seus tentáculos, as amadas ventosas que foram substituídas por algemas. Justamente a dos dois tentáculos que abraçavam os incautos. Conforme o andar da carruagem, é esperada, neste processo de evolução, a perda das ventosas de mais dois tentáculos que também serão substituídos por algemas e bolas de ferro. O falso tentáculo projetado a partir de seu órgão reprodutor gerou lulinhas que, por terem os dez tentáculos, agarraram tudo o que viram pela frente. Além de ter gerado lulinhas sadias que andam de jatinhos, o falso tentáculo, além de acasalar com a mãe das lulinhas, também acasalou com a Pátria, com o BNDEs, com a Petrobrás, com os fundos de pensão, com a Varig, etc.,etc. Onde menos possa se imaginar, lá tem o DNA da lula de nove tentáculos. Dizem até que ela se mutilou propositalmente na perda do décimo tentáculo a modo de fazer os outros lhe darem de comer, pois sozinha haveria muito trabalho, palavra esta odiada por ela. Seus amigos mais chegados são os tubarões, em alto mar e os corruptos, quando em terra. Isca irresistível para se pescar esta espécie são as derivadas do papel moeda, sendo as de tons verdes mais atraentes. Em alguns aspectos ela lembra o caranguejo ermitão, que não tem casa e utiliza-se de qualquer coisa se enfiar e proteger-se, pois ela, a lula eneapoda, nada tem, vive de favor. Outro mistério que estou estudando é que o animal é o único conhecido que não tem memória nenhuma. Conseguir casar, mas só depois ficamos sabendo que ele não sabia nada do que a sua mulher fazia, coisas que lhe foram lembradas somente depois da morte do cônjuge. Avesso às letras, não tem pudor em jogar fora toda a tinta que poderia utilizar aprendendo a escrever e, por isto, não consegue ter uma fala uniforme, mais parece um grunhido ininteligível. O grande biólogo Jacques Moro conseguiu prender uma, mas suas anêmonas andam em volta tentando soltá-la. Sim, anêmonas! Elas trocaram os tubarões por lula porque ainda vivem mamando a bolsa família que ela teimava em deixar desviar. Sua capacidade de procriação é muito grande pois, para ocupar seu reino, conseguiu lá colocar uma Anta para ainda os animais manterem-se no poder. Só que ela esqueceu de por o colar de alho e….Lá vem o “golpe”!!!!!! Fomos sodomizados pela lula, geridos pela anta e sugados pelo vampiro! Que Deus nos proteja!

  14. Mas, bah, meu irmão, fizeste um tratado sobre moluscos!

    E gostei em demasia sobre as alusões a Lula e sua quadrilha, sobrando para Dilma e Temer!

    Sensacional o “grande biólogo Jaques Moro”, tirada de gênio!

    Olha só, na razão direta que a situação está desarrumada em níveis nunca antes registrados, e escrevemos com a seriedade necessária, faz-se salutar também adotarmos a ironia, as metáforas, os sentidos figurados, e rir um pouco de nós mesmos!

    A questão é não nos amofinarmos, não nos encastelarmos pelos cantos e desandar a chorar.

    Temos de enfrentar esses obstáculos, à primeira vista intransponíveis, mas como já subimos até o Everest, moleza!

    Escreve mais.

    A TI precisa de comentaristas do teu quilate, pois o teu irmão anda cansado, e logo logo pendura as chuteiras, como bem o sabes.

    Abraços imensos e fraternos.

  15. A respeito da disparidade do Camilo sobre o General Teófilo é muito fácil entender.

    O Camilo, e por um dever de consciência , vem fazendo um bom governo, só não digo excelente porque na área da segurança está deixando a desejar.Nas outras áreas está indo muito bem.

    No entanto, as eleições ainda estão no começo, e creio que o General vai receber uma boa votação, principalmente em Fortaleza.Ganhar vai ser difícil.Mas, na política às vezes tem reviravoltas difícil de entender,né?!

    Só não aceito o povo cearense reeleger esse meliante vagabundo e aproveitador do Eunício Oliveira.

    P.S. O Camilo não terá o meu voto, justamente por essa marmota que é a chapa dele.Voto no General.

    Abraços, e desculpe CN por fugir do texto..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *