Carlos Lacerda faz muita falta

Vicente Limongi Netto

Hoje, 30 de abril, Carlos Frederico Werneck Lacerda faria 98 anos de idade. E o Brasil ainda se ressente do fulgor e do brilho de Carlos Lacerda.

Os oportunistas tomaram conta da vida pública. A inteligência deu lugar à hipocrisia. O cinismo ganhou do bom senso. A calhordice supera a isenção. Lacerda não permitia que os malfeitores vencessem. Carlos Lacerda quando discursava ou falava em público, amedrontava os bravateiros. Lacerda enfrentava as vestais.

Hoje, o cenário político está repleto de enganadores e demagogos. De juristas por correspondência, que fazem o jogo dos derrotados, dos invejosos e dos ressentidos. Que falta ele faz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *