Caso da demissão da vice-procuradora-geral mostra o aparelhamento da Justiça

De óculos escuros, a vice-procuradora exibe sua imparcialidade

André de Souza
O Globo

A vice-procuradora-geral da República, Ela Wieck – número dois na hierarquia da Procuradoria Geral da República (PGR) –, foi exonerada do cargo nesta terça-feira (30), a pedido, após a divulgação de um vídeo que mostra a subprocuradora participando de uma manifestação organizada em Portugal contra o presidente em exercício Michel Temer.

No entanto, como é procuradora de carreira, Ela Wiecko permanecerá na PGR mesmo com a exoneração do cargo de vice do procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Segundo a PGR, o pedido de exoneração foi aceito por Janot. Em nota, a assessoria da Procuradoria informou que o afastamento da vice-procuradora da função será publicada no “Diário Oficial da União” (leia a íntegra do comunicado ao final desta reportagem). Ainda não divulgado quem irá substituí-la na segunda função mais importante do Ministério Público Federal.

FORA, TEMER – O protesto contra o governo Temer no país europeu, no qual Ela Wiecko participou, ocorreu em junho. Na ocasião, a subprocuradora foi filmada no protesto segurando uma faixa que denunciava a realização de um “golpe” no Brasil e tinha a mensagem “fora, Temer”.

A participação de Ela no ato foi publicada nesta terça no site da revista “Veja”. A reportagem mostrou um vídeo exibido pela TVT, emissora ligada à Central Única de Trabalhadores (CUT), no qual a vice do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, aparece ao lado de estudantes e do intelectual português Boaventura de Sousa Santos, professor catedrático da Universidade de Coimbra.

No vídeo, há um discurso do sociólogo e professor português Boaventura de Sousa Santos, que chama o processo de golpe. No fim, há várias pessoas gritando “Fora Temer”. Segundo a TVT, são estudantes de 15 países participando de um curso de verão. No movimento de câmera, é possível ver Ela Wiecko segurando a faixa contra o presidente interino.

O MARIDO, TAMBÉM – No começo do mês, Manoel Lauro Volkmer de Castilho, marido de Ela Wiecko, teve de pedir exoneração do cargo de assessor no gabinete do ministro Teori Zavascki, relator dos processos da Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal (STF).

A decisão foi tomada após o mal estar provocado por ter assinado manifesto de apoio à defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que recorreu ao Comitê de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) contra o juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba. Moro é responsável por alguns processos da Lava-Jato que investigam Lula.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
O comportamento abusivo desse Casal 20 do Judiciário mostra o elevado grau de esculhambação das instituições republicanas, que estavam sendo aparelhadas pelo PT, como parte do esquema para eternizar o partido no poder, na ensandecida ilusão de que isso fosse possível. E ainda há intelectuais patriotas que se manifestam contra o impeachment e o desbaratamento dessa corja que vinha dominando o país… (C.N.)

17 thoughts on “Caso da demissão da vice-procuradora-geral mostra o aparelhamento da Justiça

  1. O Antagonista

    Ela Wiecko acaba de deixar o cargo de vice-procuradora-geral da República. Sua situação ficou insustentável ———-depois de revelar que Michel Temer está sendo delatado na Lava Jato.

    Wiecko fez tal afirmação à Veja, após ser questionada sobre a participação num protesto contra o impeachment de Dilma Rousseff.

    Em nota à imprensa, a PGR confirmou que “Ela Wiecko pediu dispensa das funções do cargo de vice-procurador-geral da República”. Rodrigo Janot já assinou a portaria de exoneração da procuradora.

  2. Uma coisa que estou intrigado. Dilma só responderia alguma ação depois de cumprir o seu mandato. Logo se o Temer for presidente de fato o mesmo vai estar imune durante seu mandato.

  3. Me desculpe Newton, mas acho que quem está errado é você. Se o Temer está sendo processado na Justiça Eleitoral de SP, tendo sido inclusive já condenado em 2ª instância pelo TRE de SP, isto significa que a denúncia contra ele foi aceita pela Justiça Eleitoral, e não foi por bobagem não, caso contrário o MP Eleitoral de SP não o teria denunciado e a denúncia não teria sido aceita pela Justiça Eleitoral de SP. Os dois links que postei do Consultor Jurídico comprovam a minha argumentação. Basta lê-los. Ninguém é condenado em 2ª instância se a denúncia não tiver sido aceita pela Justiça antes. Temer está sendo processado na Justiça Eleitoral de SP, sendo réu em ação de natureza eleitoral, por ter feito doação eleitoral acima do limite máximo permitido em lei.

  4. VERDADE SEJA DITA, JUSTIÇA SEJA FEITA. A bem da verdade, coragem e ousadia eu só estou conseguindo ver mesmo na bandidada de extrema direita, psicopata, louca por dinheiro, poder, vantagens e privilégios, sem limite$, liderada pelo PMDB, PSDB, DEM e Globo, que, dando uma de bois sonsos, na cara dura, à moda trombadões 171, estão aplicando um mega golpe, ostensivamente, em plena luz do dia, desavergonhadamente, e não estão encontrando resistência alguma por parte de quem deveria resistir, pelo contrário, as pessoas de bem e a esquerda em especial está se comportando como gurizada calça curta, chorona, aceitando que vagabundos sem nenhuma autoridade moral se imponham e se apropriem até das chaves dos cofres da nação, à moda cabritos e raposas querendo tomar conta de hortas e galinheiros. Pô, ou fazem o que tem que ser feito, ou desocupem a moita. Mandem um helicóptero me buscar aqui, no interior de SP, ocupemos Brasília e, junto com o povo, me permitam colocar nos seus devidos lugares os pilantras, golpistas, bandidos, corruptos e ladrões do sangue, suor e lágrimas do povo brasileiro, que ninguém em sã consciência aguenta mais essa bandidada, sem-vergonha, mentirosa, parasita, oportunista e aproveitadora. BASTA de 171. Chega dos me$mo$, pelo amor de Deus. Venham comigo, e vamos que vamos, pra cima delle$, Brasil, fazer acontecer o novo de verdade que virá para nos libertar e permitir que o Leão acabe com milhares de rato$ com uma só cajadada. http://www.brasil247.com/pt/blog/emirsader/252420/A-coragem-da-democracia-contra-a-covardia-da-ditadura.htm

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *