Celso Amorim faz campanha contra o Brasil no exterior e Augusto Heleno reage

Resultado de imagem para amorim na CNN

Para defender Lula, Amorim arrasou a imagem do país

José Carlos Werneck

O jornalista Claudio Humberto publicou no sábado uma matéria em seu site “Diário do Poder” revelando que, com uma postura diametralmente às funções por ele exercidas em defesa do País nos governos do PT, o diplomata Celso Amorim, ex-ministro das Relações Exteriores e da Defesa, resolveu fazer propaganda internacional contra o Brasil, denegrindo a nação em entrevista à rede de TV americana CNN.

O texto informa que Amorim, o outrora bajulador de governos, inclusive militares, agora mente contra o Brasil, fazendo o general Augusto Heleno, futuro ministro da Defesa, reagir acusando Amorim de ser o primeiro ex-chanceler a reunir diplomatas em campanha, no exterior, contra seu próprio país, “mentindo sobre a prisão do Lula, em atitude impatriótica, vergonhosa e injustificável”.

INTERVENÇÃO? – Celso Amorim demonstrou que ignora a democracia brasileira e desrespeita a vontade da maioria da população, ao sugerir nas entrelinhas a necessidade de intervenção internacional no País, sob a justificativa de que está preocupado com a possibilidade de o Brasil estar próximo de um novo regime autoritário, a partir de sua interpretação das ideias e projetos do presidente eleito Jair Bolsonaro.

“Celso Amorim fez barbaridades para colocar o Brasil no Conselho de Segurança da ONU, como membro permanente, com direito a veto. Não deu certo. Conseguiu, no entanto, acesso à História, pela porta dos fundos. É o primeiro ex-chanceler a usar vários diplomatas a ele ligados, em uma campanha, no exterior, contra seu próprio país, mentindo sobre a prisão do Lula [condenado por corrupção e lavagem de dinheiro]. Atitude impatriótica, vergonhosa e injustificável”, escreveu o general Augusto Heleno, no Facebook.

INDIGNAÇÃO – Inúmeros diplomatas, inclusive embaixadores do Brasil no exterior, estão indignados com as declarações de Celso Amorim e sugerem que alguém vá à CNN rebater as declarações com a verdade sobre as “canalhices do PT”. Principalmente porque o ex-ministro aproveita uma citação de Lula pela repórter Christiane Amanpour, da CNN, para apontar “contradição” na prisão do petista, afirmando serem “frágeis” as acusações.

Na entrevista, Celso Amorim não citou o atentado à faca sofrido pelo presidente eleito durante a campanha, nem relembrou à entrevistadora de seu serviço prestado à ditadura militar como diretor-geral da Embrafilme, entre 1979 e 1982. Mas disse se preocupar com direitos humanos e liberdade de expressão, antes de denunciar “negligência ao meio ambiente, indígenas, afrodescendentes e homossexuais”, antes mesmo de Bolsonaro assumir.

TORTURA – “Nunca tivemos algo semelhante no Brasil. Nem mesmo na ditadura militar, na qual a tortura era praticada mas não elogiada e nem admitida publicamente. Bolsonaro não só a admite como diz que, além de torturar, a ditadura militar deveria ter matado mais pessoas”, disse Amorim à CNN.

O ex-ministro de Lula e Dilma Rousseff profetiza que a proposta de alterar a política de desarmamento do novo governo pode provocar tiroteios em massa no Brasil, como os que acontecem nos Estados Unidos.

“Não sabemos o que vai acontecer pois Bolsonaro tem pregado a violência, insiste em distribuir armas. Vamos ter algo similar ao que acontece nos Estados Unidos, que é algo que nunca tivemos. Temos outro tipo de violência, mas não do tipo de tiroteio em massa, o que podemos vir a ter. Mas não sabemos ainda; é cedo demais. Se formos basear a nossa opinião no que ele disse na campanha e em toda a sua vida, temos muitos motivos para nos preocupar”, afirmou, entre outras bobagens, o ex-ministro que obedecia servilmente as ordens de Marco Aurélio Garcia, “interventor” dos governos do PT no Itamaraty e que nem diplomata era.

27 thoughts on “Celso Amorim faz campanha contra o Brasil no exterior e Augusto Heleno reage

  1. Este é o modus operandi de um petralha esquerdopata, só isso. E olha que este canalha foi Ministro da Defesa, que horror. O país passou perto do precipício com a ANTA. Que o país saia desta crise esquerdopata, que levou a economia quase ao fim e que está levando o ensino e os jovens a se tornarem verdadeiros zumbis de uma ideologia narco esquerdopata.

  2. Mais um membro da esquerda caviar.
    Diz a mídia que mora em Copacabana na Av. Atlântica no edifício Chopin ao lado do Copacabana Palace Hotel, inclusive, com direito ao uso da piscina do famoso hotel.
    Denigre a imagem da sua pátria para defender um apedeuta que quando fundou a sua agremiação política se arvorou em paladino da ÉTICA e da MORAL e todos nós sabemos hoje no que deu, preso em Curitiba por LAVAGEM DE DINHEIRO e CORRUPÇÃO.
    Comportamento VERGONHOSO!
    Lesa-pátria.

  3. Pelo que vimos da entrevista concedida à BBC, o general Mourão tem muito bom inglês. O Itamaraty poderia ajeitar uma entrevista em que ele explicasse a quantidade de provas que há contra o larapião, incluído o acesso à integra do processo, pelo sistema eletrônico do Tribunal da 13a. Vara de Curitiba. Poderia também explicar qual foi a atuação vexatória desse pequenino senhor, quando na Defesa e nas Relações Exteriores. Ah, e lembrar também que trabalhou para a ditadura.

  4. O Heleno que trate antes de adequar os seus soldos e ganhos suplementares, antipatrióticos, a exemplo de Moro entre outros, à realidade econômico-social do Brasil, para que tenha autoridade moral para atacar a liberdade de expressão de quem quer que seja, principalmente pessoa contrárias a esse estado de coisa$ e coiso$, aos privilegiados tudo, e ao resto o rigor da lei. NO BRASIL, A ÚLTIMA ELEIÇÃO do sistema apodrecido foi de lascar. O Brasil saiu do armário, soltou as frangas, fugiu do canivete do petismo e foi ao abraço da baioneta do militarismo, com todos os partidos que quebraram a cara deixando o novo de verdade, o possível novo amor da população, falando sozinho. Grande parte da população,ao que parece, em relação a Deodoro da Fonseca e a famigerada ditadura militar, diante da necessidade de abraçar o novo de verdade, tá parecendo uma das muitas e lindas músicas de Moacyr Franco, com o povo pedindo nas ruas do país em junho de 2013 um novo amor e as urnas devolvendo em 2018 apenas saudade, saudade da famigerada ditadura militar, porque, verdade seja dita, grande parte da população foi às urnas julgando estar votando na volta da dita-cujadura. Vale dizer, o personagem da música sente que precisa de um novo amor para prosseguir na vida mas só consegue encontrar saudade, que no caso da população do Brasil o possível novo amor tb revelou-se, nas urnas, apenas saudade, saudade da velha dita-cujadura diante da qual prostrou-se de quatro, jurando-lhe amor eterno. https://www.youtube.com/watch?v=BPZkMp9nZFU

  5. O General Heleno está certo.
    Este merda, Celso Amorim, é um petista com a idiotice bolivariana na cabeça, e subserviente ao não menos escroto, Marco Aurélio “top top”Garcia, que levaram ao descalabro da política externa.
    Bolsonaro vai dar novos rumos, ponderando certas posições que, talvez, não devam ser alterada de pronto.

  6. Esse é o verdadeiro “anão” diplomático! Anão na estatura e principalmente no caráter. Por causa desses “quadrupedes esquerdopatas” o país passou pelos maiores vexames diplomáticos de toda a História!
    Não souberam honrar a memória do Barão do Rio Branco! Até mesmo porque considerem que não devem honrar a memória de um “capitalista burgues opressor”.
    Bem diferente dos militares que tem o maior orgulho de sempre honrar a memória de seu patrono, o Duque de Caxias.
    Finalmente o povo está aprendendo a reconhecer quem deve ser reverenciado, ou pelo menos, quem não deve ser reverenciado que é o caso de esquerdopatas imbecis como esse Celso Amorim.

  7. Nós já estamos de saco cheio, perdoem-me a expressão, dessa cantilena do PT!
    Que novos ares soprem a favor de nossa amada pátria mãe gentil.
    Sigamos em frente em busca da ORDEM e do PROGRESSO como afirmado em nossa bandeira.

  8. Este insignificante ser, chamado no ITAMARATY de MEGALO NANICO, é sem dúvida o maior BABA OVO da história da república.
    Queria que fosse criado um plano de reconstrução no Haiti, bancado principalmente pelo Brasil, e que se chamaria, PLANO LULA.
    O puxa saquismo foi tão evidente e extravagante, que o próprio molusco, tratou de abortar a bajulação.
    Dizia-se antigamente, preconceituosamente, que homem de pequena estatura, só servia para três coisas: Carregar embrulho, levar recado para puta e fazer os grandes brigar.
    O preconceito talvez até atingisse os outros “baixinhos”, mas para esse tal de Amorim, estava e esta carregado de verdade.
    É o verdadeiro anão da diplomacia, é um “chaleira” das antigas.

  9. A CNN convidou este cara que não é do atual governo Temer nem do futuro governo eleito por quê? Por que a CNN é parcial, ativista, mentirosa e quer pautar o mundo. Por isso Trump detona estes jornalistas merdinhas puxa-saco do Soros.

  10. AO QUE PARECE, NÃO ESTOU MAIS SOZINHO, na indignação contra o maniqueísmo doentio e malicioso da direita, esquerda e centro, que, no Brasil, nos enrolam há 128 anos. Nada irá mudar para melhor, sob a égide do mesmo e velho sistema político apodrecido. O buraco é mais em cima, mais amplo e mais profundo. A polarização, a rivalidade e a disputa de poder entre militares e civis é uma doença congênita que já nasceu com a república que ai está prestes a completar 129 anos (1889-2018), à moda golpismo ditatorial versus partidarismo eleitoral, que funcionam em regime de simbiose, à moda primeira e segunda vias, uma alimentando a outra, em sistema de revezamento no poder, sufocando qualquer outra iniciativa nova que eventualmente possa surgir contra ambas, como é o caso, p. ex., da Terceira Via de Verdade, a Democracia Direta, com Meritocracia Eleitoral, que saiu às ruas do país em Junho de 2013, aos gritos de ” sem partidos, sem golpes, sem violência, sem corrupção…”, vocês não nos representam, com a grande maioria da população, cansada da mesma e velha página que não vira nunca, pedindo nas ruas do país, firme, forte, alto e em bom som o novo caminho para o novo Brasil de verdade, porque evoluir é preciso, como propõe a RPL-PNBC-DD-ME, a revolução pacífica e redentora da política, da nação e da população, o projeto novo e alternativo de política e de nação. Vale dizer, grande parte da população do Brasil pediu nas ruas do país, em Junho de 2013, mais amor por favor mas só recebeu das urnas saudade, saudade do velho sistema apodrecido que, infelizmente, não caminha para frente e ao sinal de qualquer perigo inovador à sua frente volta para trás correndo ao braço da proteção armada do dito-cujo que, por sua vez, tb não sabe fazer outra coisa senão continuar empurrando com a barriga à base da lei do menor esforço, da preguiça e da velha mania de levar vantagem em tudo inerente aos seus operadores, à moda vamos levar como está e sempre esteve até onde der, sem levar em conta que já deu, há muito tempo já deu, e que, em sã consciência, ninguém aguenta mais o continuísmo desse estado de coisa$ e coiso$, à paisana e fardados. https://www.brasil247.com/pt/247/brasil/374206/Banqueiros-pedem-uni%C3%A3o-para-que-o-pa%C3%ADs-possa-'virar-a-p%C3%A1gina‘.htm?fbclid=IwAR2z1KOm9gS4x-9FpsYDetmQ-fmJ5IFGr1FoO0cBRNUuWL7vdvynU6Q2sqU

  11. É exagero criticarem Amorim pelo que disse. Isso todos os brasileiros escutaram de Bolsonaro. O erro que assim poderiamos considerar é que Bolsonaro mesmo dizendo todos esses disparates foi eleito. Quem o elegeu foi o povo. Então fazer o que se ele foi eleito pelo voto universal e direto. A história é que vai registrar que em 2019 um capitão governou o Brasil e comandou as Forças Armadas chefiadas por oficiais generais. Ainda vai haver muita conversa sobre isso.

  12. Engraçado, quando o Brasil foi entregue a um ignorante, trabalhador braçal, sem qualquer qualificação, ninguém protestou, muito pelo contrario, saíram mundo afora a cantar as qualidades do retirante nordestino que venceu a pobreza, a miséria e o preconceito e seria o redentor da pobreza brasileira.
    Deu tudo errado, o povo resolveu então mudar o estilo da governança e elegeu um capitão da reserva do exército, que se na ativa tivesse continuado, hoje seria general de 4 estrelas.
    Mas a “milicofobia preconceituosa”, não vê qualquer qualidade no presidente eleito.
    Mas não tem qualquer importância a ojeriza que nutrem pelo capitão, ele vai governar e a esquerda terá que se enquadrar, ou então, lembram-se do “Brasil, ame-o, ou deixe-o”, pois é qualquer semelhança com a situação atual, é mera coincidência.

  13. Existem os debiloides, os bocoides, os bestiloides, os idiotoidese mais uma porção de “oides”.
    Mas este é um paquiderme que fede o pior aroma de uma imprensa vermelha, escarrada.
    Só diz merda, cheio de trejeitos. Até parece irmão do Chico e do Caetano.
    Um verdadeiro bostal!
    Quem lhe dá atenção e acredita no que escreve/diz é muito pior do que ele.
    teria emprego certo em Cuba ou na Venezuela. Lá eles gostam de “pé de chinelo”.
    É o outro lado da Gleisi.
    Fallavena

  14. Werneck você descer de seu pedestal para reproduzir uma coisa que é há 28 anos sabida de todos os cidadãos bem informados, que Bolsonaro não respeitou nem o Exército. Sempre desmoralizou os brasileiros humildes. Dizer que Amorim está desmoralizando o Brasil por causa de Lula. O general Heleno é muito espalhafatoso. Isso que Amorim falou já saiu na imprensa internacional com outras palavras centenas de vezes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *