Centrais Sindicais ameaçam o governo federal e marcam greve geral para 30 de agosto

Carlos Newton

A situação está cada vez mais esquisita. As Centrais Sindicais, que combinaram com Lula o fracassado “Dia Nacional de Luta com Greves e Mobilização”, realizado dia 11, voltam à carga e já resolveram estabelecer um prazo para que o governo federal negocie  suas reivindicações. Se não houver vontade de diálogo por parte das autoridades, os dirigentes irão realizar o Dia Nacional de Paralisação, marcado para 30 de agosto.

Também ficou decidido que dia 6 de agosto as Centrais farão atos em frente às entidades empresariais nos Estados para cobrar a retirada da pauta do Congresso Nacional do Projeto de Lei 4.330, que amplia a terceirização. “Ficou claro para o Congresso e o governo que é preciso atender esse item da nossa pauta”, diz o presidente da CUT, Vagner Freitas.

É urgente para os trabalhadores que os seguintes itens sejam atendidos: fim da terceirização abusiva; redução da jornada para 40 horas semanais, sem redução de salário; 10% do PIB para educação; 10% do Orçamento da União para a saúde; fim do Fator Previdenciário.

Para o presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT), Ricardo Patah, agora todo o País conhece a pauta dos trabalhadores e também sabe que, se o governo não abrir as negociações, a paralisação em 30 de agosto poderá ser a maior que o País já vivenciou.

DIA NACIONAL

Acredite se quiser. Os dirigentes avaliaram como positivo o Dia Nacional de Luta e acreditam que o governo percebeu a necessidade de atender as reivindicações dos trabalhadores. “Com os atos, ganhamos mais condições de negociar com o governo”, afirma Paulo Pereira da Silva (Paulinho), presidente da Força Sindical.

Para José Maria de Almeida, coordenador da CSP-Conlutas, a definição de novas manifestações sindicais é muito importante. “Conforme ficou demonstrado na força das mobilizações do dia 11, a classe trabalhadora está disposta e vai manter a pressão sobre o governo”.

“Foi um dia histórico. Praticamente todas as categorias estiveram mobilizadas e mais de 2 milhões de trabalhadores participaram das manifestações pelo País”, destaca o presidente da CGTB, Ubiraci Dantas de Oliveira (Bira).

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

9 thoughts on “Centrais Sindicais ameaçam o governo federal e marcam greve geral para 30 de agosto

  1. O Cafezinho de novo!
    http://www.ocafezinho.com/2013/07/16/exclusivo-barbosa-recebeu-r-700-mil-da-uerj-sem-trabalhar/#sthash.rFsh19St.dpuf

    Exclusivo! Barbosa recebeu R$ 700 mil da UERJ sem trabalhar
    Enviado por Miguel do Rosário on 16/07/2013 – 6:13 pm 2 comentários
    Primeiro ele pagou, com dinheiro público, as passagens de avião da repórter da Globo que foi à Costa Rica cobrir a sua palestra. Depois pagou, de novo com verba pública, passagens para vir ao Rio assistir o jogo entre Brasil e Inglaterra. Não precisou pagar ingresso porque ficou no camarote do Luciano Huck. Logo em seguida descobriu-se que seu filho arrumou um emprego na Globo, no programa de… Luciano Huck.

    Henrique Alves e Renan Calheiros, apanhados usando jatinho da FAB pra ver jogo de futebol, devolveram o dinheiro usado. No caso de Barbosa, a imprensa continua quieta. Ninguém quer decepcionar o “gigante” que, segundo o Datafolha, idolatra o Barbosão.

    Ninguém quer arranhar a imagem do “menino que mudou o Brasil”, criada pela grande mídia para endeusar o homem que se vendeu ao sistema, que rasgou a Constituição para acusar e condenar, mesmo sem provas, os réus da Ação Penal 470.

    A coisa não pára por aí. O laudo 2424, que investiga a relação entre o fundo Visanet, funcionários do Banco do Brasil e as empresas de Marcos Valério, traz uma denúncia séria: o filho de Barbosa teria trabalhado numa empresa que recebeu milhões da DNA Propaganda. Barbosa manteve o laudo em sigilo absoluto, apesar do mesmo trazer documentos que poderiam provar a inocência de Pizzolato – e prejudicar toda a denúncia do mensalão.

    E agora, uma outra novidade: desde 2008, Barbosa usufrui de uma bela sinecura da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ): ganha sem trabalhar. O Estado do Rio já gastou mais de R$ 700 mil em salários para um cidadão que ganha muito bem no Supremo Tribunal Federal.

    O Cafezinho, como de praxe, mata a cobra e mostra o pau. Estão aí os documentos que comprovam a situação de Barbosa. Ele deu aula na Uerj normalmente de 1998 a 2002. Em 2003, pede licença-prêmio e permanece até 2008 em licença não-remunerada. A partir desta data, porém, a vida sorri para Joaquim. Além do empregão no STF, da paixão súbita da mídia por sua pessoa, o reitor da UERJ lhe oferece uma invejável situação: passar a receber salários e benefícios mesmo sem dar aulas ou fazer pesquisas.

    Consta ainda que Barbosa estaria brigando para receber reatroativamente pelos anos que permaneceu de licença não remunerada, de 2003 a 2008. Para quem acabou de receber R$ 580 mil em benefícios atrasados, não seria nada surpreendente se também conseguisse isso.

    Ah, que vida boa!

    Os meninos do Movimento Passe Livre estão certos: definitivamente, não são apenas 20 centavos!

    Os documentos que comprovam a situação de Joaquim Barbosa:

    – See more at: http://www.ocafezinho.com/2013/07/16/exclusivo-barbosa-recebeu-r-700-mil-da-uerj-sem-trabalhar/#sthash.rFsh19St.dpuf

  2. Esse pessoal do PT acha que somos retardados?

    O governo quer organizar um protesto contra o governo (?) para ganhar a confiança do povo?

    Internem os petistas, são inimputáveis (infelizmente).

  3. MEU DEUS SERÁ QUE UM DOS BLOGS AMIGOS QUE O FRANKLIN MARTINS FALOU QUE IA USAR PARA INCRIMINAR JOAQUIM BARBOSA É A TRIBUNA, CUSTO A CRER É O FINAL DO MUNDO SE ISSO ESTÁ ACONTECENDO NÃO TEMOS MAIS NI NGUÉM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *