Centrão e aliados focam em agenda econômica e silenciam sobre pandemia nas redes, aponta estudo

Charge do Latuff (brasildefato.com.br)

Matheus Lara
Estadão

Os partidos aliados do presidente Jair Bolsonaro e as siglas do bloco informal conhecido como Centrão têm evitado se posicionar a respeito de propostas de combate ao coronavírus em suas redes sociais e priorizam o foco na agenda econômica. Enquanto isso, as legendas de oposição têm usado a pandemia para, de forma coordenada, defender o impeachment de Bolsonaro.

Essas são algumas das conclusões de estudo da Transparência Partidária e da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) sobre como os 33 partidos políticos e o Aliança pelo Brasil, que Bolsonaro pretende criar estão se posicionando na internet com relação à pandemia de covid-19.

TEMAS – Foram coletadas 3.234 publicações das siglas no Facebook até o último  domingo, dia 17, atualização mais recente do estudo, em que foram identificados 179 temas sobre os quais as siglas se posicionaram, como adiamento das eleições municipais e do Enem, renda básica emergencial, até as demissões dos ex-ministros da Saúde Henrique Mandetta e Nelson Teich.

O estudo leva em conta posicionamentos e propostas das siglas, sem considerar postagens como reproduções de notícias sem juízo de valor, enquetes e divulgação de medidas adotadas por filiados que exercem mandatos como em governos estaduais ou municipais.  

FORA DA PAUTA – O Centrão, de quem o presidente Bolsonaro se aproximou nas últimas semanas, oferecendo cargos no governo em troca de apoio no Congresso, têm investido pouco no tema coronavírus em suas redes sociais. O PL também está na lista dos partidos que deixaram o assunto de lado, enquanto o PP e o Solidariedade priorizaram o impacto da pandemia na economia.

O PTB publicou que “precisamos de empregos e do funcionamento de empresas” e, em aspas do presidente da sigla, Roberto Jefferson, chamou o coronavírus de “gripe chinesa”.

Partido do ex-ministro Luiz Henrique Mandetta, o DEM reduziu drasticamente o número de postagens depois da saída de seu filiado da pasta da Saúde. O PRTB, do vice-presidente Hamilton Mourão, também ignorou o coronavírus.

SILÊNCIO – “Chama a atenção o enfoque na agenda econômica e a pouca quantidade de postagens e manifestações. Quase um silêncio dos partidos”, analisa Marcelo Issa, diretor executivo do Transparência Partidária. “É uma postura de evitar a pauta (coronavírus), evitar entrar nessa disputadas de narrativas.”

Quatro partidos de esquerda estão entre os cinco que mais publicaram opiniões e propostas sobre a covid-19, de acordo com o estudo: PSOL (45), PSB (42), PCdoB (36) e PT (28). A quinta sigla da lista é o PSL, o ex-partido de Bolsonaro, com 21 publicações, entre elas a defesa do isolamento social e a defesa de políticas recomendadas pela OMS.

Há indicação de sintonia entre as siglas de esquerda e centro-esquerda, que tentam emplacar “movimentos” digitais de forma unificada. Há alguns dias, PDT, PSB, Rede e PV lançaram o “Janelas pela democracia”, que defende o impeachment de Bolsonaro. “Tem havido tentativas de articulação de partidos de esquerda para defesa de propostas de forma pottual. Isso não se verifica entre as siglas à direita”, diz Marcelo Issa, diretor executivo do Transparência Partidária.”

MEDIDAS DEFENDIDAS – Dezoito partidos defendem a política de isolamento social e 12 se posicionaram a favor da testagem em massa da população. São as medidas que mais receberam apoio de partidos, de acordo com o estudo. Na sequência estão a renda básica emergencial (11), a tributação de grandes fortunas (10), o projeto que prevê ajuda financeira por parte da União a estados, municípios e o DF (10), até o afastamento do presidente da República (10).

“Os partidos deveriam ser o mais claro possível em suas propostas para combater a pandemia para que a população e seus eleitores tenham uma visão do que está sendo feito e do que pode ser feito para essa crise ser suavizada”, diz Reinaldo Chagas, coordenador de projetos da Abraji.

CARTILHA –  Partido que o presidente Jair Bolsonaro tenta tirar do papel, o Aliança pelo Brasil vai divulgar, nos próximos dias, uma cartilha com dicas de prevenção contra o coronavírus que ignora as orientações de isolamento social, frequentemente criticadas pelo presidente, embora sejam apontadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como forma de evitar a proliferação da covid-19. O material da sigla em formação será postado nas redes sociais.

Em fevereiro, o Aliança ironizou o vírus chamando-o de “caronavírus”, sem explicações. Foi a única menção do partido em criação à pandemia. “O negócio não estava tão pesado quanto agora (quando da publicação da piada). Nosso trabalho agora é usar nossa audiência para ajudar a população a se informar sobre como se proteger do coronavírus”, diz o marqueteiro do Aliança, Sérgio Lima.

Questionado se a cartilha falaria sobre isolamento social, ele disse que a ideia é não entrar em debates da política. “É o partido do presidente, mas governo é governo e partido é partido. A gente não entra em debates do governo.”

18 thoughts on “Centrão e aliados focam em agenda econômica e silenciam sobre pandemia nas redes, aponta estudo

  1. WOOOOOOOOOOOOOOOOWWWW!!!!

    Bom dia, quadrúpedes histéricos que urraram de gozo com o vídeo da reunião!

    Bom dia, jumentos que minimizam os 20.000 mortos da pandemia!

    Gostaram da dose de capim ideológico oferecida pelo dono da pocilga?

    Estão eufóricos com a refeição de alfafa servida ontem?

    A “reunião”, no fim das contas, foi apenas isso: entretenimento e teatrinho pra servir de peça de propaganda e capim pro Gadinho ficar feliz: Frases de efeito, falas decoradinhas, clichêzinhos ideológicos pros jumentinhos aplaudirem com seus casquinhos…Tudo dentro do script, como se fosse um filmete pra manada continuar unida e feliz……

    “Êh, ô, ô, vida de gado
    Povo marcado
    Êh, povo feliz!”

    • Do pouco que se pode comentar, nada surpreendeu ali:

      O dono da pocilga apenas soprou o berrante direcionando-se ao Gadinho, como sempre.

      O ala ideológica do governo (Weintraub, Salles e Damares), como sempre mostrando seu nível porco e excrementício.

      Salles, aliás, é um capítulo à parte, viu na pandemia do Covid-19 uma oportunidade pra fazer passar a boiada, lindo não?

      Mas a parte que foi mais interessante foi a fala de Paulo Guédi:

      “Nós vamos ganhar dinheiro usando resursos públicos pra salvar grandes companhias, agora, nos vamos perder dinheiro salvando as pequenininhas”

      Vira, pequenos e médios empresários, nata da classe média? Viram como o governo trata vocês?

      Continuem, agarradinhos às bolas deste governo, bando de otários!!

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk (Pausa pra respirar!) kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk (Outra pausa!) kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk (engasgando de tanto rir!) kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk (Ufa!) kkkkkkkkkkkkkkkkk xD

      • EM TEMPO:

        Repararam como o que menos se discutiu ali foi algum plano pra combater a pandemia?

        Não surpreende, afinal, que o Gadinho tenha fortalecido com a divulgação da reunião. A intenção foi essa mesmo: jogar capim pros jumentinhos que se identificam com um governo que minimiza 20 mil mortes pelo Covid-19.

        Gado é gado! Levando-se em conta a intenção do vídeo, o dono da pocilga está de parabéns: com aquele teatrinho um punhado de capim, ele conseguiu estreitar ainda mais os laços que o unem ao seus jumentinhos fiéis…..

        FUÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓ´!!!!

        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk xD

          • EM TEMPO:

            O Imbroxável disse na reunião que “querem a hemorróida” dele….

            Alô, jegada! cuidem bem da hemorróida do Imbroxável, talquei ??

            “Ainnnnnnnnnnnnnnn, eu vô protegê a hemorróida do meu Capitãozinho Imbroxável!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!”

            kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk (Pausa pra respirar!) kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk (Outra pausa!) kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk (engasgando de tanto rir!) kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk (Ufa!) kkkkkkkkkkkkkkkkk xD

          • EM TEMPO 3:

            A Novo Política, que começou como Soninha toda Pura, segue mostrando seus dotes de amante fogosa do Centrão…..Safadinha ela, hein, Gado?….

            kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk xD

  2. Bolsonaro perdeu uma chance de ouro quando ao invés de dar toda força a um enfrentamento decisivo contra a epidemia,resolveu pelo contrário desqualificar toltlmente as posturas de enfrentamento respaldadas pela ciencia de seu ministro da saúde Mandeta e de inúmeros governadores e prefeitos.
    Até mesmo porque as decisões mais dificeis de imposição de isolamento ficaram a cargo de governadores e prefeitos. Ao governo federal caberia mais um papel de coordenação, de liberação de verbas e dialogo com governos e organizações internacionais. Claramente um papel relevante estava sendo desempenhado pelo ministro Mandeta, mas Bolsonaro dentro do seu primarismo enxergou nele muito mais um adversário do que aliado, importante dizer um adversário para 2022. Aliás dentro do seu primarismo Bolsonaro, enxerga qualquer adversário real ou potencial como um inimigo a ser decepado. É muito estúpido, não percebe que com isso só aumenta cada vez mais o numero de adversários e até mesmo de inimigos. Para se manter no poder, nesse momento corre atrás do pior tipo de aliados, os membros mais desqualificados do Centrão, tipos que tem uma capivara(ficha policial) com metros e metros de comprimento, gente(?) como Bob Jefferson, Valdemar da Costa Neto(vulgo Boy) e outros elementos tão ou mais desqualificados.
    Concluindo Bolsonaro vai sair dessa pandemia muito menor do que entrou, por culpa única e exclusivamente de sua estupidez. Antes dessa epidemia as chances de haver um impeachment eram praticamente nulas, hoje eu chuto que estão pelo menos na faixa de uns 70%, uma das poucas coisas que estão faltando para se concretizar são manifestações populares que eu vejo como inevitáveis.

  3. Ontem, ao saber da liberação do tão esperado vídeo, imaginei que o Bolsonaro seria nocauteado logo no primeiro ‘round’. Hoje, pelo estado emocional dos golpistas virulentos nos recantos da net, todos macambúzios e chorosos, tenho a certeza de que ocorreu o contrário … nosso intimorato Presidente desferiu um cruzado matador nos vermebiles almas sebosas.

    Estou rolando de 😀 … até 2026.

  4. Vendo todos os Comentários desse moço neste Blog se percebe os tipinhos adeptos da Esquerda que infestam as Redes Sociais e Grupos de WhatSapp.
    Percebe-se o ódio sentido por esse militante, é como se ele estivesse espumando de raiva contra os que não concordam com a esquerda criminosa.
    Aliás, ele como discípulo segue ao pé da letra todos os ensinamentos dos seus Mestres tiranos e psicopatas.
    Eis aí 4 exemplos deixados por Ditadores marxistas para que fantoches o disseminassem por todos os 4 cantos do Mundo.
    1. “Precisamos odiar. O ódio é a base do comunismo. As crianças devem ser ensinadas a odiar seus pais se eles não são comunistas.” (V. I. Lênin)
    2. “Somos favoráveis ao terror organizado – isto deve ser admitido francamente.” (V. I. Lênin)
    3.”O comunismo não é amor. É o martelo com que esmagamos nossos inimigos.” (Mao Dzedong)
    4. “Até agora os camponeses não foram mobilizados, mas, através do terrorismo e da intimidação, nós os conquistaremos.” (Che Guevara)

    Pois bem, a Hannah Arendt nos alertou sobre o Modus operandi dos comunistas.
    “Eles (os comunistas) não precisavam refutar argumentos adversos: preferiam métodos que terminavam antes em morte do que em persuasão, que espalhavam antes o terror do que a convicção.”

    E é, por exemplo, na maioria das vezes, por faltar, sempre falta, argumentação lógica para rebater um Fato, o militante esquerdista sai do tema abordado e começa a vociferar palavras de ordem, xingamentos e questionamentos a respeito do caráter do adversário.

  5. Faltou mostrar ao público quem de fato a esquerda cegamente endeusa e quer esse crápula mais uma vez no Planalto para completar a obra inacabada em 2016. Uma vez lá sair só de bengala como Fidel Castro. Claro, não vai e nem pode acontecer isso. Comunismo é afronta a Deus.

    https://youtu.be/UcrYtlcuyq8

    • Cidadão brasileiro,

      Como acreditas em Deus, crês que foi Ele quem nos criou;
      se fomos feitos à Sua imagem e semelhança, muto herdamos do Senhor em vários contextos dessa espécie, a humana.

      Logo, se foram os humanos que criaram o comunismo, e tu afirmas que o regime é uma afronta a Deus, a tua queixa deveria ser dirigida ao Criador, que nos deu capacidade de elaborar, nos concedeu inteligência, discernimento, e também condições de enganar, mentir e ludibriar o próximo.

      Se o comunismo é uma afronta a Deus na tua ótica, na minha, a adoração ao capitalismo e endeusamento do dinheiro é substituir Deus, algo bem mais grave!

      Pensa nisso.

      Te cuida!

  6. Prezado João da Bahia,

    A técnica é surrada, de se acusar o opositor de usar xingamentos, questionamentos a respeito do caráter do adversário e vociferar palavras de ordem, conforme mencionaste acima.

    Algumas ofensas gratuitas tuas em tela:
    “contra os que não concordam com a esquerda criminosa;
    “Aliás, ele como discípulo segue ao pé da letra todos os ensinamentos dos seus Mestres tiranos e psicopatas”…

    João da Bahia primeiro agride, menos abordar a política em níveis de debates, de discussão, mas de afirmação conforme seus parcos entendimentos, querendo dar à questão um encerramento prévio ou evitar aprofundamentos necessários e salutares ao momento que vivemos.

    Aliás, tornou-se praxe na TI, quem mais ofender a esquerda e seus participantes, será enaltecido como um defensor da humanidade, pois a falta de argumentos e conhecimentos é notória e, até certo ponto, vexatória!

    Explico:
    João da Bahia errou quando postou uma frase de Hanna Arendt, como se ela se dirigisse ao comunismo, enquanto mencionava sobre o totalitarismo alemão, o nazismo!

    O conceito de “banalidade do mal” trata sobre o que ela chama de “desenraizamento” das experiências humanas em relação à realidade, da amoralidade, da subserviência à ordens, do acriticismo (ausência de crítica).
    Uma citação do livro As Origens do Totalitarismo, que fala sobre a estrutura do movimento totalitário, dá luz à ideia:
    “os membros fanatizados são intangíveis pela experiência e pelo argumento; a identificação com o movimento e o conformismo total parecem ter destruído a própria capacidade de sentir, mesmo que seja algo tão extremo como a tortura ou o medo da morte”.

    O conceito de banalidade do mal, postulado no fim da obra Eichmann em Jerusalém, causou um certo mal estar e polêmica na comunidade intelectual da época, pois Arendt tratou de assuntos delicados como a participação e colaboração de judeus, através dos Conselhos Judaicos, com os nazistas para seu extermínio. Daí a ideia de que a banalidade do mal estaria ligada a um “colapso moral” tanto dos que perseguiam, quanto das vítimas.

    Arendt fala sobre o conceito de autoridade se referindo às instituições, aos modos de vida e às tradições políticas do Ocidente.
    Ela explica que não existe autoridade se o Estado ou outro ator social qualquer usa da força, ou seja, de “meios externos de coerção” para conter ou controlar a população – por exemplo, o uso da força policial em manifestações públicas.

    Ao mesmo tempo, adverte que a autoridade também não existe se esta se valer de meios de convencimento ou “persuasão”, pois ela “pressupõe igualdade e argumentação”.
    Nesse sentido, Arendt se refere ao aparelhamento da propaganda nazista ministrado por Joseph Goebbels, que através de várias técnicas discursivas, como a repetição incessante de mentiras e o uso do status científico como instrumento de poder, convenceram as massas alemãs à adesão aos pressupostos e projetos do nacional-socialismo.

    Ou seja, não houve confiança política da população, pois ela teve de ser convencida e fanatizada.
    A título de exemplo do que pode ser considerado autoridade em termos de tradição, Arendt diz que,

    “o sintoma mais significativo da crise de autoridade, a indicar sua profundeza e seriedade, é ela ter se espalhado em áreas pré-politicas tais como a criação dos filhos e a educação”

    Deste modo, quer dizer que quando estes elementos se tornam um questionamento na sociedade, provavelmente isto significa dizer que a política perdeu seu poder de autoridade e, deste modo, de confiança.

    Convenhamos, a inteligente mulher estaria perfeitamente se dirigindo ao Brasil nos dias de hoje, João da Bahia!

    Ao fim de sua obra, a autora coloca o que seria central para o entendimento do conceito:
    a incapacidade de reflexão e empatia, ou melhor, a “hipótese de que o mal talvez esteja intimamente relacionado com a ausência de pensamento naquele que o pratica.”

    Os acríticos do modo de governar de Bolsonaro não veem no presidente má intenção, pois o colapso moral que nos encontramos impede maior discernimento a respeito.

    Se observares com mais detalhes, a ira contra a esquerda, a raiva incontida contra o comunismo, as acusações mais estapafúrdias depreciando o socialismo, seriam sintomas indiscutíveis de se arregimentar as massas em torno dessa afirmações, e pelo fato de se estar usando a persuasão, menos a verdade!

    Dessa forma, João da Bahia, os seguidores de Bolsonaro, seus fanáticos e radicais defensores, deixam de lado julgar como estão sendo governados, para projetarem seus pensamentos para assuntos diferentes da realidade, que seriam a pobreza, a miséria, o desemprego e o analfabetismo.

    Precisa-se tomar cuidado quando se faz utilidade de um texto extraído de um contexto, que servirá como pretexto ao que queremos dizer

    Te cuida!
    Saúde e paz.

  7. Nunca pensei em polemizar com o nobre Francisco Bendl, mas ultimamente ele deu para se armar e sair à caça as bruxas.
    Dia desse ele até pediu a cabeça de um comentarista desse espaço.
    Ele está cada vez mais ranzinza.
    E deu pra pegar no meu pé, logo eu, um ser de pouca cultura. Acho eu que, pessoas muito cultas deveriam questionar e debater com gente do seu nível intelectual e não perder tempo com apenas um curioso como eu que apenas vive decorando algumas coisas que lê no Google e se mete a opinar em um ambiente intelectualizado.

    Francisco Bendl,
    Não sou de entrar em atrito com ninguém por aqui.
    Desde janeiro até dias atuais você está se achando no direito de a todo o momento dar-me corretivo aqui no Blog.
    Se pudesse te mandarias uma caneta vermelha para você dar nota aos meus comentários após corrigi-lo.
    E pouco faço comentários, apesar de que, quando comento escrevo muito.
    Por não contribuir financeiramente com o Blog eu me sinto como um intruso por aqui.
    E se pesquisar perceberá que já passei em anos passados, de 6 a 8 meses sem fazer um só comentário.
    Pois bem, desde 2010 te conheço daqui. E virtualmente sempre te achei inteligente e educado. Até já comentei sobre você não ter formação superior, mas se tornou uma pessoa inteligente e escreve bem.
    MAS, ultimamente tenho notado que você se tornou uma pessoa amarga, antipática, briguenta e exageradamente questionadora.
    Questionar ou rebater o pensamento dos articulistas ou dos comentaristas faz parte, desde quando que o faça sem ofender e sem se achar superior intelectualmente.

    Só que, você deu pra se sentir o dono da verdade e discorda de quem não pensa igual a você. Diz que fulano ou Beltrano não sabe o que é comunismo, socialismo, Islamismo e amaldiçoa o Capitalismo. Como se você o conhecesse tudo isso com profundidade.
    Sim, não conheço com profundidade a obra do Marx, o Socialismo, MAS de uma coisa eu tenho 100% de certeza, a de que o Socialismo não funciona, isso é Fato.
    Você amaldiçoa o Capitalismo, mas não tem argumentação alguma com base em Fatos de que o citado sistema econômico seja tão quanto ou mais prejudicial às nações que o Socialismo.
    As 25 nações mais ricas do Mundo são capitalistas enquanto o Socialismo foi implantado em 50 países e em nenhum deles funcionou.
    E pare de querer empurrar goela abaixo das pessoas de que o Socialismo funcionou nos países escandinavos, pois, esta narrativa só cola em mentes esquerdistas. Acho que nem os papagaios querem mais repetir essa narrativa espalhada pelos esquerdistas.
    Já colocaram aqui no Blog a resposta dada pelo primeiro ministro dinamarquês quando o socialista Bernie Sanders ousou dizer que se inspiraria no socialismo da Dinamarca.
    A Internet tem dezenas de Artigos explicando a farsa do “Socialismo funcionou nos países Escandinavos”.
    De tantos cito 3 Artigos bem explicativos:
    POR QUE APENAS ESTÚPIDOS DIZEM QUE A ESCANDINÁVIA É SOCIALISTA?
    O mito do “socialismo sueco”
    Os limites do “modelo escandinavo”

    E você presenciou no governo petista o nosso Capitalismo de compadrio, tomou como exemplo e acha que só existe essa forma de se aplicar o Capitalismo.
    Interessante que você a todo o momento está se incomodando com os comentários discordantes à opinião do Carlos Newton e do Marcelo Copelli. Bendl, essas pessoas são adultas, cultas e sabem como ninguém se defender. Fica-nos a impressão de bajulação da sua parte.

    Creio que o Mário Jr. às vezes critica seus textos devido a grande maioria deles serem escritos com viés socialista e onde até as pedras os percebe. Teus textos são recheados de vitimismo, coitadismo e acusações ao acumulo de Capital por grandes capitalistas.
    Ora, muitas pessoas empreendedoras acumularam um vasto Capital através do seu próprio esforço e teve que trabalhar duro para consegui-lo. Qual seria mesmo o seu crime?
    E esses mesmos empreendedores ariscam seu capital criando empresas, dando emprego e gerando riqueza material. E os bens materiais criados e fabricados por esses empreendedores vêm a beneficiar e facilitar a vida das pessoas de todo o Planeta. De qual crime, vocês os socialistas, os acusam?
    Caramba, pelo fato do Steve Jobs ter bilhões seria motivo para eu odiá-lo? Odiar o cara que enriqueceu, MAS, colocou a meu dispor uma maquinazinha (Smartphone) tão útil à minha vida e a de todos os seres humanos?
    Tem aqui na NET uma reportagem “Por que os intelectuais odeiam o capitalismo?” onde um intelectual europeu fala do ressentimento, da arrogância e ignorância por parte dos intelectuais.
    Sobre a origem do ódio ao Capitalismo pelos intelectuais ele cita a 3 razões básicas:
    A 1ª, o desconhecimento. Mais especificamente, o desconhecimento teórico de como funcionam os processos de mercado.
    2ª razão, a soberba. Mais especificamente, a soberba do falso racionalista.
    A 3ª e extremamente importante razão, o ressentimento e a inveja. O intelectual é geralmente uma pessoa profundamente ressentida.

    Aliás, a respeito de tanta demonização e críticas desferidas pelos parasitas da Esquerda aos milionários se diz que: o ódio deles ao rico é maior que o amor aos pobres.
    Seu ódio às pessoas bem sucedidas e milionárias seria maior que o amor que você tenta demostrar pelos pobres meu caro Bendl?

    Pois é, você acha que quem é adepto da Direita, do Capitalismo, do Livre Mercado não gosta de pobre, não gosta das crianças da África e culpa o Capitalismo por todos os males do mundo.
    Você tenta ser um ativista, pacifista, um humanista, partidário do igualitarismo e assim monopoliza todas as virtudes para si. Oh, que romântico! Já tem garantido um lugar no Céu.
    Luiz Pondé diz que, os socialistas querem salvar as crianças da África, mas não quer ter como vizinho uma criança da África.
    Bendl, culpe os ditadores comunistas e sanguinários como os grandes culpados pela miséria do Continente africano.
    Bendl, culpe só o Capitalismo praticado por Lula/Dilma que financiaram a vida do “empresário” Eike Batista e os elevou à 7ª ou 8ª pessoa mais rica do Mundo. Tempos depois se descobriu que os pais dos pobres e mãe dos ricos (Lula, Dilma) canalizaram bilhões dos nossos impostos para os projetos megalomaníacos do “empresário” tupiniquim.
    Culpe o Capitalismo de Compadrio e sempre praticado no nosso país. Seria esse tipo de capitalismo que te aflige?
    Percebe que a Esquerda “protetora dos pobres”, “igualitária”, que diz tanto se preocupar com justiça social, mas quando no poder o Capital acumulado pelo Estado é desviado dos bolsos dos pobres e entram nos bolsos dos banqueiros, dos grandes empreiteiros da JBS e de dezenas de “Líderes” dos tais “Movimentos Sociais”? Percebeu ou faz que não vê que esses tais movimentos sociais só funciona a favor do governo de esquerda, dando-lhes todo o respaldo necessário?

    Que culpa tem Bill Gates e Steve Jobs de terem nascidos para brilhar? Que culpa tem eles de terem nascidos com uma mente privilegiada, superior e assim através das suas inteligências e do seu próprio esforço produzirem produtos (programas de CP e iPhone) que vieram facilitar a vida de bilhões de seres humanos?
    E assim ficaram bilionários com a venda dos seus produtos.

    Não sei se você conhece a frase “perder as estribeiras” e que é muito usada no interior da Bahia. É o que está acontecendo com você quando não concorda com opiniões alheias.
    Deixe a arrogância de lado seu moço.

    A princípio você discorda de seus prováveis desafetos e depois tenta mostrar toda sua sapiência ao dizer que Fulano não sabe nada a respeito disso e daquilo. Se você sabe tudo sobre tudo, deixe que as pessoas o percebam, não tente se mostrar o tal. Tanto sim que, desde quando te conheço aqui eu percebi que és inteligente e sabe escrever muito bem. Viu que eu percebi?
    Vá com calma meu amigo virtual, não monopolize o conhecimento só para você, dei-me a chance de saber um pouco.

    Ah, e também já percebi que um dos seus desafetos tem um conhecimento sobre o Capitalismo superior ao seu, até se percebe sua brabeza quando ele discorda de você.

    Você fala tanto em compaixão pelos mais pobres e desvalidos, mas percebo aqui sua inclinação, atenção e endeusamento aos doutores, professores e jornalistas do Blog.
    Você já leu o Livro “A Esquerda Caviar” do Rodrigo Constantino?
    Ele mostra um dos grandes males da Esquerda, a HIPOCRISIA.

  8. Prezado João da Bahia,

    Lamento que eu esteja te dando essa impressão de ranzinza, questionador, de querer que o meu ponto de vista prevaleça sobre os demais.

    Mas, deverias saber, que as postagens que fazemos estão sujeitas a análises as mais variadas:
    críticas;
    apoios;
    contestações;
    repúdios … compõem a democracia de um blog como este, onde os comentaristas entendem que podem cair de pau no Mediador porque confessadamente comunista, porém não aceitam que se discuta o capitalismo, então as reclamações contra mim e até mesmo textos agressivos contra a TI, quando tratamos de devolver as ofensas.

    Tu sabes perfeitamente que não sou um homem culto, pelo contrário.
    Repito:
    terminei o Ensino Médio aos sessenta anos, dez passados!
    Justamente pelos meus parcos e limitados conhecimentos, imagino que eu deva estabelecer uma discussão com outra pessoa experiente e, se for possível, muito mais inteligente, que é o teu caso em relação a mim.

    Observa, então, que não se trata de arrogância como afirmaste, mas eu defender o meu ponto de vista com ardor, ainda mais quando imagino que tenho razão.

    Sempre fui devotado ao que escrevo, pois registro meus pensamentos e conclusões com muita convicção, e esse comportamento pode ser estranho para uns e outros.
    E, justamente, o que me leva a discutir com veemência, é exatamente aquilo que vocês me acusam:
    se eu contesto o capitalismo, vocês não aceitam que existem versões diferentes, mas publicam que sou eu o impaciente ou de querer ser o dono da verdade!
    Vocês podem dizer o que querem, inclusive ofender a esquerda como se todos os que se identificam com essa tendência política fossem criminosos, assassinos, ladrões – convenhamos, além de exageros, mentiras deploráveis!

    Tenho lido teus comentários e de colegas outros, que desejam empurrar goela abaixo o que vocês pensam, e quando se defrontam com ideias diferentes, vocês não só rejeitam, como rotulam o “audacioso”, o “ousado”.

    Indiscutivelmente qualquer comentarista sabe muito mais que eu sobre o capitalismo, admiro e reverencio seus conhecimentos.
    Mas, esse sistema econômico não é importante prá mim, pois contém sérias restrições de minha parte.
    E posso te citar uma série de erros capitais do capitalismo:
    miséria, pobreza, desemprego, analfabetismo, discriminações, preconceitos, insensibilidade, o ser humano julgado pelo que produz, e não porque uma pessoa que sente, sofre, que precisa de ajuda …

    Se tu pesquisares os meus mais de 1.500 comentários, verás que, em nenhuma vez, NENHUMA VEZ, critiquei Gates e/ou Jobs porque trilhardários.
    Pelo contrário, sempre elogiei a capacidade alheia de crescer, progredir, desenvolver-se.
    Enquanto vocês particularizam a discussão, o debate, quero abordar os malefícios de qualquer regime, sistema, filosofia, religião, pois criadas pela mente humana, logo, eivados de defeitos!

    Não posso endeusar o capitalismo como vocês fazem, como da mesma forma não devo enaltecer o comunismo, que não faço!

    Atrai-me o debate de ideias, o terreno teórico, a hipótese, as teses, que vocês fogem, evitam, não querem, e sabes por quê?
    Porque faltam argumentos sólidos para uma discussão salutar, proveitosa.

    Falta a devida humildade, para entender os defeitos crônicos e graves desse capitalismo nosso, selvagem, de desprezo pela vida alheia, de incentivador de diferenças sociais, e de manter o povo sempre distante das classes mais abastadas ou, por acaso, consegues me provar o contrário, João da Bahia??!!

    Defender um sistema, processo, regime, modo ou seja lá o que for, deixando de debater o lado negativo desses meios inventados pelo homem, é qualquer coisa de imaturidade, desconhecimento, MEDO de não ter argumentos convincentes, até mesmo se sentir perturbado ou em dúvida com as suas ideias, posteriormente.

    Negar os erros e defeitos do capitalismo, e afirmarem que estou querendo que prevaleçam meus pensamentos e raciocínios, é infantilidade demais.
    Na medida que não posso afirmar que o socialismo seja o ideal, pelo fato de jamais ter sido usado no Brasil, tu e quem pensa igual não poderiam afirmar que o capitalismo é o melhor, pois eu te apontaria o nível do cidadão brasileiro quanto ao aspecto econômico e cultural, cuja diferença com povos de outras nações é humilhante!

    E onde está o dinheiro do povo?
    O gato comeu?
    Não, até porque o felino gosta de alimentos verdadeiros, na verdade os gatunos capitalistas deram sumiço!

    O lucro, o dinheiro aplicado pelo dinheiro, os dividendos de capitais investidos sem trabalho, a promiscuidade da relação capital/trabalho, o cassino das Bolsas de Valores, o patrimônio, as fortunas guardadas em paraísos fiscais, a sonegação de impostos, a blindagem das contabilidades de conglomerados financeiros, os ganhos semestrais dos bancos, um acinte ao trabalhador e país … não haveria como tu me dizeres convictamente como pretendes, que o capitalismo deve e precisa ser enaltecido, protegido e mantido às custas de vidas humanas!

    Por outro lado, João, jamais tive desafetos no blog.
    Tenho quem me taxou de inimigo, que sei mais que os demais, uma grande e sonora mentira!
    Defendo o que sei;
    luto pelo que penso;
    enfrento quem não me apresenta argumentos e razões convincentes, que me fizessem mudar de opinião;
    reconheço que estou à mercê de críticas ou não pelas minhas posições.

    Quem imagina que sabe mais que eu, que entende mais que eu sobre certos assuntos específicos, rendo-me à sua sapiência.
    Mas não será porque a maioria pensa da mesma forma, mas não mesmo!

    Sabe, atingi a idade da teimosia, que a velhice proporciona. Uma condição sensacional porque não tenho o que perder se não acompanhar o mesmo pensamento que viceja em sociedades injustas como a nossa, fruto do capitalismo.
    de modo que eu possa então contestar, não aceitar, discordar, restar-me apenas e tão somente estudar, pesquisar, apresentar razões absolutas, verdades apodíticas, estocásticas, o óbvio ululante, contrárias às afirmações positivas do deus dinheiro.

    O motivo do meu interesse, João, é para eu não ser repetitivo na defesa ou acusação ao capitalismo.
    E, sem querer, postaste uma frase absolutamente verdadeira, indiscutível, insofismável, ao final da tua resposta a mim.
    Um pouco agressiva porque não particularizei o meu comentário sobre a tua pessoa, mas ao que dizias no texto, mas vamos lá:

    “Você fala tanto em compaixão pelos mais pobres e desvalidos, mas percebo aqui sua inclinação, atenção e endeusamento aos doutores, professores e jornalistas do Blog.”

    Frase maravilhosa, que somente poderia advir de mente brilhante como a tua, meu colega.

    Tenho exatamente compaixão pelos mais pobres e desvalidos porque sei o quanto sofrem, e na carne!
    Minha inclinação, atenção e endeusamento aos doutores, professores e jornalistas do Blog, advém de eu jamais poder alcançar o nível que conseguiram de saber, conhecimento, cultura, experiência .., então meu aplauso e reverência, pelo fato de eu reconhecer a minha inferioridade.

    Se postaste essa frase com o intuito de qualquer outra alegação que não seja a que eu postei nesse momento, certamente não seria da tua pessoa que, independente de discordares de mim, sei que tens caráter, honra e dignidade!

    A menos que seja sintoma desse capitalismo que repudio, que classifica o ser humano pelo que tem, e não pelo que ele é!
    Diante do que sou, inclusive, pois até me chamam de imortal porque sequer tenho onde cair morto, então sempre aplaudirei os mais inteligentes, os que se formaram em cursos superiores, os que estudaram, que conseguiram seus objetivos.

    Afirmo que conheço pessoalmente as dores e sofrimentos da pobreza e da miséria, mas tenho as minhas dúvidas, sinceras e irremediáveis, que os defensores do capitalismo conheçam os malefícios do regime que tanto enaltecem, a ponto de aceitar que a inimizade prevaleça sobre a compreensão, a tolerância, e discussão sempre sadia e salutar sobre nossas ideias, ideologias e ideais, invariavelmente eivados de defeitos e erros em suas construções!

    Não li o livro que perguntaste, A Esquerda Caviar, de Rodrigo Constantino.
    Jamais provei caviar e não sou de esquerda, logo, não aceito que a esquerda, em geral, seja hipócrita, conforme este autor afirma.

    Agora, seria interessante, João da Bahia, que pudesses ler os 23 mitos do capitalismo.

    O economista sul-coreano Han-Joon Chang, da Cambridge University, na Inglaterra, é um dos mais eminentes críticos das políticas neoliberais em voga desde a década de 80.

    Autor dos livros Bad Samaritans: The Myth of Free Trade and the Secret History of Capitalism (em tradução livre, Maus Samaritanos: O mito do livre comércio e a história secreta do capitalismo) e 23 Things They Don’t Tell You About Capitalism (em tradução livre, 23 coisas que não te dizem sobre o capitalismo), publicados recentemente, certamente fariam frente à Esquerda Caviar, a meu ver, e sem tê-lo lido, uma obra sem qualquer importância a respeito de direita ou de esquerda como tendências políticas.

    Saúde e paz.
    Te cuida!

  9. Anônimo piadinha e robô, como te programaram mal.

    O teu dono é mesmo sem caráter, uma pessoa vil, indigna, um indivíduo nocivo e nefasto à sociedade.

    A sua covardia é explícita, então tece ofensas, insultos, e tenta depreciar quem elegeu para perturbar e agredir porque tem medo de assinar o que escreve, um elemento inútil, pertencente à escória mental, às más pessoas, aos que querem destruir reputações e impedir que as boas e verdadeiras relações amistosas perdurem.

    Enfim, não sou eu o dono do blog, e se eu quiser dele participar pelo tempo que me resta de vida, esse é o ônus que devo pagar, conviver com um venal, um canalha, um robô que é uma piadinha!

Deixe uma resposta para Roberto Marques Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *