Chamar a si todo o céu com um sorriso

Como a poesia é sempre necessária, no sábio dizer de Rubem Braga, jornalista, cronista e também poeta, vamos publicar hoje o poeta/pintor/ensaísta/dramaturgo americano
E. E. Cummings (Edward Estlin Cummings, 1894/1962).

E. E. Cummings

###
CHAMAR A SI TODO O CÉU COM UM SORRISO

que o meu coração esteja sempre aberto às pequenas
aves que são os segredos da vida
o que quer que cantem é melhor a conhecer
e se os homens não as ouvem estão velhos

que o meu pensamento caminhe pelo faminto
e destemido e sedento e servil
e mesmo que seja domingo que eu me engane
pois sempre que os homens têm razão não são jovens

e que eu não faça nada de útil
e te ame muito mais do que verdadeiramente
nunca houve ninguém tão louco que não conseguisse
chamar a si todo o céu com um sorriso

E. E. Cummings, in “livrodepoemas”
Tradução de Cecília Rego Pinheiro

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *