Charge do Duke

Charge Super 02/10

3 thoughts on “Charge do Duke

  1. Parece q o esperto cunha subiu no telhado, pra tristeza de alguns. Agora, teremos todo aquele imbrólio até a condenação desse traste. Por que a mulher não é presa já?

  2. x
    x
    x
    x
    IBGE divulgou ontem a inflação (IPCA) do mês de setembro: 0,54%.

    Pelo histórico em 2015 temos:

    • janeiro:……….1,24%
    • fevereiro:…….1,22%
    • março:………..1,32%
    • abril:…………..0,71%
    • maio:………….0,74%
    • junho:…………0,79%
    • julho:………….0,62%
    • agosto………..0,22%
    • setembro…….0,54%

    Então, a inflação acumulada em 2015 até setembro é de: i = [(1,0124 x 1,0122 x 1,0132 x 1,0071 x 1,0074 X 1,0079 X 1,0062 X 1,0022 X 1,0054) -1] x 100 = 7,64%.

    A inflação acumulada em doze meses até setembro, isto é, anualizada, está em 9,49%. Ou seja, 2,99% acima da banda superior de controle do BACEN que é de 6,5%.

    O IPCA acumulado em doze meses (anualizado) e segmentado em grupos de despesa ficou assim:

    GRUPOS DE DESPESA………..PARTICIPAÇÃO PERCENTUAL
    ——————————————————————————
    Habitação……………………………………………..……2,67%
    Alimentação e bebidas…………………………………2,49%
    Despesas pessoais……………………………….………1,01%
    Transportes……………………………………….………..1,48%
    Educação………………………………………….………….0,42%
    Saúde e cuidados pessoais…………………….………0,97%
    Artigos de residência……………………………….……0,20%
    Vestuário……………………………………………………..0,24%
    Comunicação………………………………………….……0,01%
    —————————————————————————
    Índice geral…………………………………………….……9,49%

    O IPCA também pode ser decomposto de outra forma, por exemplo, em três grupos: o de bens, o de serviços e de preços monitorados.

    Neste sentido a variação de preços acumulada em doze meses e segmentada por estes três grupos ficou assim:

    Grupo de despesa………….Variação Individual x Peso…………Variação Agrupada
    ————————————————————————————————————-
    Bens Duráveis (1)………………………..3,59% x 8,98%…………….0,32%
    Bens Semiduráveis (2)…………………..4,55% x 8,03%……………0,36%
    Bens Não duráveis (3)……………………9,01% x 23,61%………….2,12%
    Serviços (4)…………………………………..8,13% x 35,61%………….2,89%
    Itens monitorados (5)……………………16,36% x 23,77%………..3,88%
    ————————————————————————————————————
    Variação total…………………………………………………………………9,57%

    Na decomposição do IPCA que em doze meses atingiu 9,49% de alta (9,57% na distribuição estatística do Banco Central), a inflação idividual do grupo serviços acumulou alta de 8,13%.

    Destaque para os itens de despesa como psicólogos com alta de 10,98%, tratamento de animais com 12,83% de alta, alimentação fora de domicílio com alta de 10,22%, clube com alta de 9,64%, revelação e cópia com 11,55% de alta, conserto de automóvel com 12,37% de alta, dentista com 11,22% de alta, motel com alta de 12,35%, cursos diversos com 10,32% de alta, entre outros.

    Já os preços monitorados (elementos de despesas com preços administrados pelo governo) a alta acumulada chegou a 16,36%, considerada a variação individual do grupo.

    Esta seria a nossa inflação (16,36%) caso o IPCA fosse formado apenas por preços administrados.

    Destaque para os itens de despesa como a energia elétrica residencial com alta acumulada de 52,79%, metrô com alta de 13,69%, jogos de azar com 47,50% de alta, óleo diesel com 12,23% de alta, gasolina com alta de 12,47%, ônibus urbano com 13,91% de alta, trem com alta de 12,39%, taxa de água e estogo com alta de 14,36%, botijão de gás com 19,89% de alta, gás veicular com alta de 14,83% e ônibus intermunicipal com 11,62% de alta, entre outros.

    Uma outra forma de apresentar o índice inflacionário é separá-lo em apenas dois grupos de despesa, isto é, entre itens de preços livremente estabelecidos pelo mercado e itens de preços administrados, estabelecidos, monitorados pelo governo. Neste caso a inflação acumulada em doze meses, até julho, divida por esses dois grandes grupos fica assim representada:

    Grupo de despesa………….Variação Individual x Peso…………Variação Agrupada
    ——————————————————————————————————–
    Itens de preços livres…………………..7,35% x 76,23%………..….5,60%
    Itens de preços monitorados……….16,36% x 23,77%…….…….3,89%
    ——————————————————————————————————–
    Variação total…………………………………………………………………..9,49% (inflação acumulada)

    Tanto os preços livres (variação anual de 7,35%) quanto os monitorados (variação anual de 16,36%, inflação de dois dígitos) estão acima do teto da meta do BACEN que é de 6,5%.

    ………………………………………………………………………..//…………………………………………………………….

    (1): Mobiliário, aparelhos eletroeletrônicos, jóias e bijuterias, automóveis novos e usados, motocicleta e outros.

    (2): Utensílios e enfeites, cama, mesa e banho, roupas, calçados e acessórios, tecidos e armarinho, óculos e lentes e outros.

    (3): Alimentação e bebidas, artigos de limpeza, produtos farmacêuticos, higiene pessoal, fumo, leitura e outros.

    (4): Consertos e manutenção, pintura de veículo, serviços de saúde, serviços pessoais e cursos.

    (5): Serviços públicos e residenciais, transporte público, combustíveis, plano de saúde, pedágio, licenciamento.

    Fonte: IBGE e Banco Central do Brasil.

    PS.: Uma probabilidade para a máxima inflacionária em 2015, considerando a inflação já acumulada no ano corrente: i = {[(1,0124 x 1,0122 x 1,0132 x 1,0071 x 1,0074 X 1,0079 X 1,0062 X 1,0022 X 1,0054)^1,33] – 1} x 100 = 10,29%.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *