3 thoughts on “Charge do Sponholz

  1. Carlos Newton, acompanhando os últimos acontecimentos envolvendo manifestações pro Dilma no Palacio do Planalto. Cenas deprimentes e chocantes flagradas por fotos, registram as vidraças tomadas por cartazes e faixas de apoio ao governo, certamente orquestradas na assessoria de imprensa. Tudo isso como se a Sede do Governo de um dos maiores países do mundo, com uma população de 204 milhões de habitantes, não passasse de uma mera saleta sede de um sindicato qualquer, momentaneamente ocupada por uma facção em confronto com opositores. Não se tem conhecimento de semelhante fato na Casa Branca (EUA), no Palacio do Eliseu (França), Kremlin (Russia) e até mesmo na Casa Rosada (Argentina), país sul-americano que de tempos em tempos sofre oscilações políticas. Sendo o Brasil país carente de recursos próprios, necessitando recorrer a investimentos estrangeiros para o desenvolvimento econômico, será que apresentando comportamento político com esse viés, conseguiremos convencer investidores de que somos sérios e confiáveis? Emblemático no registro fotográfico o Palácio com as vidraças recobertas de cartazes, guardado por dois Dragões da Independência devidamente paramentados com fardas de gala. Necessário urgência urgentíssima – expressão muito usada no servíço público, apesar do Poder essa gente ora comandada por essa Senhora e seu criador, antes que coisa pior possa acontecer. Dilma demonstra sinais claros de problemas psíquicos.

  2. Este deputado demonstrou que, não tem capacidade para presidir a câmara dos deputados, o sujeito é enrolado, metido em falcatruas, é mal assessorado, tomou esta decisão seguindo outro boçal governador do Ceará e do ministro da AGU, outro enrolão, merece que seu mandato seja cassado.

  3. Esse picareta tem um filho médico, em sao paulo e que é funcionário fantasma no estado do Maranhão,tenho que ver se esse cara paga crmsp ,tem processo que não pode ser contratado por serviço público, tem que moralizar este tipo de gente di Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *