Chomsky: EUA estão acelerando a destruição do mundo

Deu no site Iran News

Desde a crise dos mísseis de Cuba até o frenesi dos combustíveis fósseis, os Estados Unidos têm a intenção de ganhar a corrida rumo ao desastre. Essa é a opinião do filósofo, linguista e ativista norte-americano Noam Chomsky.

“Por primeira vez na história da espécie humana, desenvolvemos claramente a capacidade de destruir-nos a nós mesmos. Isso é assim desde 1945. Agora, finalmente, se reconhece que há processos de largo prazo, como a destruição ambiental, que leva na mesma direção”, assegura Chomsky em seu mais recente ensaio, publicado em Tomdispatch.com.

Segundo o linguista, as sociedades menos desenvolvidas estão tentando mitigar ou de superar essas ameaças. “Não estão falando de guerra nuclear ou desastre ambiental, e realmente estão tentando fazer algo a respeito”.

O filósofo ressalta as políticas de países como a Bolívia que tem “uma maioria indígena e requerimentos constitucionais que protegem os direitos da natureza”; e também do Equador, que tem uma grande população indígena “e é o único exportador de petróleo que conheço onde o governo busca ajudar a que esse petróleo permaneça no solo em vez de produzi-lo e exportá-lo; é no solo onde deve estar”.

CONSUMISMO

Segundo Chomsky, no outro extremo, as sociedades “mais ricas e poderosas da história do mundo, como os Estados Unidos e o Canadá, corem a toda velocidade para destruir o meio ambiente o mais rapidamente possível. Diferente do Equador e das sociedades indígenas em todo o mundo, querem extrair até a última gota de hidrocarboneto da terra na maior velocidade possível”.

O outro assunto que Chomsky analisa é a guerra nuclear.”Acabamos de passar o 50º Aniversário da Crise dos Mísseis, que foi considerado o momento mais perigoso da história pelo historiador Arthur Schlesinger, assessor do presidente John F. Kennedy. No entanto, o pior desses eventos nefastos é que não aprenderam a lição”, afirmou.

“Nesses momentos, o tema nuclear está frequentemente nas primeiras páginas dos meios de comunicação, como é o caso da Coreia do Norte e do Irã”.

Os recentes exercícios militares da Coreia do Sul e dos Estados Unidos na península coreana, que deram cabida às ameaças de Pyongyang de realizar um ataque nuclear, desde o ponto de vista do Norte deveriam parecer ameaçadores. “Nós os veríamos como ameaçadores se acontecessem no Canadá e nos tivessem como alvo”, agregou.

“Sem dúvida, isso desperta alarmas do passado. Eles recordam esse passado,e reagem de uma forma agressiva e extrema. Não é que não existam alternativas; mas que estas não são implementadas. Isso é perigoso. Por isso, nos perguntamos como ficará o mundo; e não é uma imagem bonita. A menos que as pessoas façam algo a respeito”, concluiu.

 

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

9 thoughts on “Chomsky: EUA estão acelerando a destruição do mundo

  1. Esse Chomsky é outro sectário de ideologias que prometem mundo perfeito e justiça com falsa-moral. Os fatos o contradizem facilmente.
    Depois dos mísseis em cuba, quem já acabou é a URSS, que queria instalá-los naquela ilha, onde os habitantes vivem como prisioneiros.

  2. Assisti, neste domingo, a entrevista concedida pelo Sr Henry Kissinger ao jornalista Fareed Zakaria,na CNN. O assunto em pauta foi o encontro no fim de semana entre os presidentes dos Estados Unidos e da China. Como sabemos, Kissinger é considerado como um dos mais importantes Secretários de Estado dos USA. Vejamos alguns trechos da entrevista:
    O senhor acredita em emparceiramento entre Estados Unidos e China?
    Em alguns pontos, sim. Em outros, não. Nós temos as nossas estratégias e eles as deles.
    O senhor acredita que os chineses querem assumir a liderança do mundo? E em quanto tempo isto seria possível?
    Eles acreditam que poderão liderar num médio prazo. Mas isto é muito difícil de acontecer.
    Por que?
    Porque podemos prejudicá-los fortemente em muitos setores. Eles também podem nos prejudicar da mesma forma e, na verdade, é isto que já está acontecendo.
    A política dos Estados Unidos está sendo bem conduzida, em relação a China?
    (Kissinger hesita …pensa bastante …)
    Olha, às vezes penso que nós não temos política para coisa alguma. Veja a guerra do Afeganistão, por exemplo. Quantas perdas humanas, de dinheiro e de prestígio esta guerra nos causou e vem causando. E lá (no Afeganistão) há interesses imensos em jogo. Os russos saíram de lá estrategicamente, mas permanecem observando. Os chineses são aliados dos russos lá e na Síria. Aliás, na Síria há todo um estudo para botarmos soldados. Seria mais uma insensatez, pois os desdobramentos podem ser desastrosos para todos.
    Se o senhor fosse secretário de Estado hoje,o que faria?
    Conversaria muito objetivamente com o presidente chinês e com Putin. Não há mais como alimentar estas divergências. Pregamos uma coisa e fazemos outra. Estamos desacreditados. Precisamos acomodar a situação para evitar um mal muito maior.
    Notei que Kissinger discorda frontalmente do Pentágono. Ele, em sua época, “roubou a cena” de Nixon (que o detestava), pois conversava diretamente com os chineses e russos. Perguntado no final por Fareed sobre uma comparação entre a Guerra Fria daquela época e a atual (com a China), Kissinger foi claro:
    “Naquela ocasião, foi possível contornar as coisas, pois o que mais estava em pauta era a ideologia, o perigo que o comunismo representava. Hoje, a China avança com um projeto de Nação que envolve tudo menos ideologia. Hoje é o comércio. Os parceiros com que cada um pode contar. Como este avanço chinês tem sido rápido, nossa resposta não está sendo rápida como deveria”.
    Meu comentário.
    Segundo dois generais norte-americanos reformados (não atentei para seus nomes, a entrevista tem mais de um ano), os Estados Unidos podem enfrentar e derrotar as treze maiores potências militares do mundo … ao mesmo tempo. Sobrariam apenas, ainda segundo eles, o norte do país: Maine, New York … “e recomeçaríamos tudo” … !!!
    Em outra ocasião, um general dos USA disse na tv, a propósito da guerra do Iraque;
    “Já mapeamos o Iraque todo. Podemos acabar com tudo lá em menos de cinco minutos”
    Eles pensam nisso 25 horas por dia: destruição, destruição e destruição. O Helio sempre nos lembra a frase do Einstein sobre a quarta guerra mundial: “Será lutada com paus e pedras”. Ou … o CRIADOR decidirá acabar com tudo de uma vez, já que, ainda recordando Einstein, “é mais fácil dividir um átomo do que conseguir entendimento entre os homens”

  3. Depois da queda do Muro e do desmoronamento da União Soviética, ficou um tanto démodé falar em luta de classes. Mas os filhos-da-luta, no dizer de Ira Levin, não podiam ficar sem causa. Logo após a derrocada, a palavra racismo invadiu a redação dos jornais. E depois dela o ambientalismo…..

  4. A imprensa mundial – a ‘grande meretriz’ – já começou a fazer o dever de casa, no caso da espionagem estadunidense/obama: 56,42% dos cidadãos daquele país ‘concordam’ em serem espionados! Sem mais comentários.

  5. Prezado José Guilherme, saudações.
    Limitei-me a (tentar) informar sobre a entrevista que assisti no domingo, sem opinar sobre seu conteúdo.
    Sobre uma Nova Ordem Mundial, creio que não haverá outro “império” como nos moldes atuais dos Estados Unidos, já que os parceiros são muitos e atuam em muitas ou em todas as frentes, convergindo e divergindo, parcial e/ou totalmente (BRICS, Mercosul, etc).
    Agora sim, minha opinião sobre a entrevista: Kissinger, ao afirmar que os Estados Unidos parecem não ter política para nada, está certo. Aliás …ter uma política certa para o mundo, eis um desafio que atravessa os séculos. Estamos, hoje, diante de um episódio que faz do Watergate uma brincadeirinha inocente. Se estivéssemos num mundo um pouco sério, haveria uma revolta colossal diante do monitoramento denunciado e confirmado. Se estivéssemos em um mundo um pouco sério, o sinal verde dado pelo Congresso e pelo presidente dos Estados Unidos da América para a CIA matar quaisquer cidadãos “suspeitos”, em qualquer lugar do planeta … haveria uma revolta mais colossal ainda, vinda de todos os quadrantes. Jimmy Carter afirmou (e a TI publicou o artigo por ele assinado no New York Times): “Nosso país está juridicamente desfigurado” … Eu digo: “O mundo esteve, está e sempre estará desfigurado”. Quem comandará uma Nova Ordem Mundial? Quem cederá? Quem apoiaria? Recordemos o Millor Fernandes: “O importante não é saber de onde viemos, nem para onde vamos. O importante é saber onde estamos”. Ninguém sabe.

  6. Nenhuma novidade:

    E naquele tempo se levantará Miguel, o grande príncipe, que se levanta a favor dos filhos do teu povo, e haverá um tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até àquele tempo; mas naquele tempo livrar-se-á o teu povo, todo aquele que for achado escrito no livro.
    Daniel 12:1

    E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim.

    Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares.

    Mas todas estas coisas são o princípio de dores.

    Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.

    Nesse tempo muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se odiarão.

    E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos.

    E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará.

    Mas aquele que perseverar até ao fim será salvo.

    E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim.

    Quando, pois, virdes que a abominação da desolação, de que falou o profeta Daniel, está no lugar santo; quem lê, atenda;

    Então, os que estiverem na Judéia, fujam para os montes;

    E quem estiver sobre o telhado não desça a tirar alguma coisa de sua casa;

    E quem estiver no campo não volte atrás a buscar as suas vestes.

    Mas ai das grávidas e das que amamentarem naqueles dias!

    E orai para que a vossa fuga não aconteça no inverno nem no sábado;

    Porque haverá então grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco há de haver.

    E, se aqueles dias não fossem abreviados, nenhuma carne se salvaria; mas por causa dos escolhidos serão abreviados aqueles dias.

    Então, se alguém vos disser: Eis que o Cristo está aqui, ou ali, não lhe deis crédito;

    Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos.

    Eis que eu vo-lo tenho predito.

    Portanto, se vos disserem: Eis que ele está no deserto, não saiais. Eis que ele está no interior da casa; não acrediteis.

    Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até ao ocidente, assim será também a vinda do Filho do homem.
    Mateus 24:6-27

  7. “GMS” e José Guilherme, saudações.
    Os vídeos relacionados pelo José Guilherme … eu nem direi que são “impressionantes”. Eles “apenas” historiam uma série de depoimentos sobre os nossos destinos. Existe há milênios uma compreensão de que o mundo é super habitado e que, portanto, deve ter sua população reduzida, de quando em quando, para os devidos “ajustamentos”. Desde o poderoso Egito, passando pelo Império Romano … até os dias atuais, nos quais temos os depoimentos de bilionários e de políticos, tem sido assim. Razões para ao menos pesquisar estes depoimentos, há de sobra. São muitas as guerras (como as mais recentes Vietnã, Iraque …) que começam do nada e acabam com pedidos de desculpas, “foi tudo um engano”, “queiram nos perdoar”, etc. Milhões de pessoas morrem vítimas de “equívocos” posteriormente confessados e assumidos.
    O Mauro Julio Vieira sempre enfatiza que “a mente mente” … “que depois que o homem passou a raciocinar, produziu-se a maior farsa” etc. Análise … ou constatação, Mauro Julio? Ambas … corretas. “Ecce Homo” (eis o homem), assim despediu-se Frederick Nitzsche, a bomba atômica da Filosofia. O Homem é predador de si mesmo, mata para morrer. Mata morrendo. É do seu DNA. Cada vez mais as invenções tecnológicas progridem e avançam nesta direção … inapelavelmente. O Homem Homem é assassino.
    Os Estados Unidos sentem imenso regozijo em aniquilar povos inteiros? Ah, isso é com eles mesmos! E antes? Era diferente? E na época dos faraós? E durante o Império Romano? O homem poderoso sai torturando e matando, o chefe daquele escritório ali …gosta de demitir! Goza com isso!
    Se considerarmos que: a Terra é mil vezes menor do que o Sol; que o Sol é cinco mil vezes menor do que a quarta maior estrela, Antares; que, o telescópio Hubble, em escala super aumentada … sequer vê a Terra … Então … diante do Universo …não somos absolutamente nada, não temos como produzir energia alguma. Seríamos então apenas um lixo cósmico zanzando por aí? E de lixo … só surgem ratos e imundície. Como os Hitlers que se multiplicam sob vários disfarces.
    Seria Jesus de Nazaré o “Demiurgo” sobre o qual Sócrates falava para seu discípulo Platão? (Demiurgo: o consertador do Universo, aquele que nos livraria do Caos, o artesão, o desenhista de um Universo Novo,o apresentador de um eterno Código de Vida, etc). Baruch Spinoza foi excomungado por pensar desta forma (estou abreviando). O crime de Jesus foi tentar apresentar para nós uma outra maneira de pensar e agir, privilegiando a compaixão, a caridade e a solidariedade. “Pai, perdoai-os, eles não sabem o que fazem”. Então, de joelhos diante do Mestre dos Mestres, JESUS, ouso refletir de outra forma:
    “Pai, eles acham que sabem sim, o que estão fazendo. Eles são serviçais do Outro. Matam impiedosamente. Representam o Mal”. Combatamos pois, como disse Paulo, o bom combate. Se vamos rumo à morte, vamos!, mas seremos fortes até o Fim. Que não existe.

  8. Sim Almério Nunes, é preciso NÃO CRER no próximo. Infelizmente pessoas que adquirem fama, são vistas pela maioria como sábias. Taí esse Chomsky, versão menos piorada de M.Santayana e Boff, com suas teorias sem nenhum fundamento científico.
    Verdade mesmo só as do corpo. Fatos concretos. Elas esclarecem e criam tecnologias. O resto é a mente, trabalhando incessantemente na produção de mentiras. Afinal é para isso que ela existe.
    Todos os animais têm cérebro e nele tem um mecanismo de processar os estímulos da realidade, dos sentidos.
    No Homem, infelizmente, num passado longíncuo, um mecanismo doentio se instalou no seu cérebro e acabou por substituir o mecanismo de percepção da verdade por uma droga conhecida como mente. Quem deu esse nome a essa droga acertou em cheio. Foi pelo seu seu nome que me despertou me interessar pela sua fenomenologia.
    Então Almério, prezado, como disse lá em cima é preciso não crer. Sim, não crer na própria mente, muito menos na do próximo.

    Depois da mente, perdemos o paraíso.
    Salve-se quem puder, se é que isso é possível.

Deixe um comentário para Delmiro Gouveia Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *