CNN, emissora criada para enaltecer Bolsonaro, já mostrou ser uma faca de dois gumes

Eduardo, Douglas., Bolsonaro e Menin anunciaram a CNN Brasil

Carlos Newton

Já comentamos aqui que essa estória de dizer que a grande imprensa está morrendo é uma asneira sem tamanho. Esse “tema” só ganhou força e passou a ser difundido como realidade, porque as redes sociais tiveram forte influência na eleição de Jair Bolsonaro. Seus três filhos – Flávio, Carlos e Eduardo – logo mergulharam nessa onda e passaram a achar que a mídia já perdeu a importância e nem deve ser mais levada em consideração. Mas será mesmo?

Este foi um dos maiores equívocos dessa estranha família, que parece especialista em cometer erros, é um atrás do outro, fica até difícil acompanhar a interminável série.

PROJETO COMUNICAÇÃO – O desprezo à grande imprensa era tamanho que antes mesmo de assumir a Presidência, a estratégia da área de comunicação já estava definida. O projeto da família Bolsonaro era escantear jornais, revistas, rádios e TVs, reduzindo-lhes as verbas, e manter a pressão nas redes sociais, com apoio de blogueiros a serem beneficiados financeiramente, conforme o PT já fazia.

Na TV, a ideia foi isolar a Globo e somente dar entrevistas às demais emissoras, preferencialmente Record, SBT e Band, que concordam em apoiar qualquer governo, mas não têm saúde para entrar em guerra direta contra a Globo.

No jornalismo, como a Record News e a Band News não têm audiência e a GloboNews é a potência do setor, foi então armada a trama com o bispo Edir Macedo para criar um canal de TV que Bolsonaro pudesse chamar de “seu”. Surgia, assim, a CNN Brasil, cuja criação foi anunciada no Planalto, em encontro de Bolsonaro com o empresário Ruben Menin e o jornalista Douglas Tavolaro, dia 18 de janeiro de 2019, com a participação do deputado Eduardo Bolsonaro.

UMA JOGADA DE MESTRE? – Com trânsito livre no Planalto, a CNN Brasil não teve o menor problema para conseguir a concessão e se inserir nas operadoras de canais de assinantes, porém demorou mais de um ano até entrar no ar.

A emissora pertence à Novus Mídia, fundada pelo empresário mineiro Rubens Menin, controlador da MRV, a maior empresa de construção civil do país. Líder do “Minha Casa Minha Vida” desde os tempos do PT, Menin tem um histórico de trabalho escravo em suas obras e uma participação ativo no lobby para boicotar o pacote anticrime do ministro Sérgio Moro.

O empresário tem dois terços do capital social e se associou ao jornalista Douglas Tavolaro, um sobrinho de Edir Macedo que ficou com o terço restante das cotas e hoje é o CEO (dirigente) da CNN Brasil.

AS APARÊNCIAS ENGANAM – Parecia uma jogada de mestre e serviria para divulgar estrategicamente o governo Bolsonaro. Mas aparências enganam, especialmente na política.

A CNN Brasil entrou no ar dia 15 de março e sua repercussão até agora é mínima junto ao público e à grande imprensa. De lá para cá, só teve um momento de glória, quando se tornou notícia no Brasil inteiro, nesta quinta-feira, dia 9, ao gravar um telefonema entre o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, e seu antecessor Osmar Terra, no qual os dois tramavam a demissão do ministro da Saúde, Henrique Mandetta, que atualmente é o maior destaque do governo. 

Portanto, o projeto fracassou. Ao invés de divulgar e fortalecer o Planalto, a CNN se apresenta como uma emissora independente, que não perde a oportunidade de colocar o governo em péssima situação.

###
P.S.
Esses detratores da imprensa, que hoje pululam na internet, não entendem nada do assunto, jamais pisaram numa grande redação. Não sabem que o jornalismo de verdade é irrepresável, incontrolável e irrefreável. Ninguém consegue calar a imprensa em regime de plena democracia. O exercício do jornalismo tem um compromisso com a verdade e o interesse público. Isso é inerente à profissão, embora existam jornalistas que se vendem por 30 dinheiros, mas são minoria na classe, graças a Deus. (C.N.)

18 thoughts on “CNN, emissora criada para enaltecer Bolsonaro, já mostrou ser uma faca de dois gumes

  1. O homem está certo, as aparências enganam e tem enganado meio mundo o tempo todo.
    No contraponto ou no contrapé, a CNN foi criada para festejar Bolsonaro, as outras para apedrejar Bolsonaro.
    Napoleão dizia ter mais medo de uma imprensa inimiga que de 400 mil soldados bem armados.
    Se pegarmos só a Globo, Estadão e Folha termos um milhão e duzentos mil soldados, bem armados contra Bolsonaro, se Bolsonaro fosse o Bonaparte já estaria posto a ferros.
    Quanto a CNN, ela, de acordo com as afirmações é uma faca de dois legumes, um lado corta pão com mortadela de morcego no outro lado corta pastel de feira enriquecido com cloroquina.
    Mas vale para o ad captandum vulgus.

  2. Collor e PC Farias tb tentaram criar um veículo de comunicação a partir de Alagoas, e deu no que deu. Sabe porque está quase todo mundo se danando no Brasil, enquanto país extremamente corrupto, como disse o PGR, e uma sociedade dominada por ricos delinquentes, como disse o Ministro, e, por conseguinte, uma sociedade dividida em três bandas: a boa, a bandida, e a banana volúvel ( aquela que oscila entre uma e outra conforme as circunstâncias ) ? Por que, exceto alguns gatos pingados, ninguém está querendo encarar as Verdades da RPL-PNBC-DD-ME, o novo caminho para o novo Brasil de verdade, porque evoluir é preciso. O PGR e o Ministro, todavia, esqueceram de dizer tb que o Brasil é um país viciado no fuxico, daí a proliferação de fakenews que pegam mais do que gonorreia, porque no Brasil um fuxico bem plantado vale mais do que mil verdades, sabido que é que enquanto a verdade veste a gravata para se defender a mentira já deu várias voltas ao mundo, isso porque ela tem perna curta, daí fico imaginando cá com os botões dos prejudicados se a dita-cuja tivesse pernas compridas. Enfim, cá entre nós, o sistema podre estava fazendo por merecer os Bolsonaro, enquanto crias do dito-cujo.

  3. Caro Newton, aí discordo da conclusão

    Que ela seja “uma faca de dois gumes” para o Governo, até a Globo pode ser

    Pega uma pauta só Governo: Previdência, Reforma Tributária

    Todos os grupos da mídia serão a favor – nisso até o Sr deve concordar

    Quando se refere à defesa política do Governo. Eu tenho assistido um pouco a CNN quase diariamente.

    A minha impressão é que alguns apresentadores como Daniela Lima e William Waack, especialmente este, falam cim mais liberdade do que outros

    No programa O Grande Debate, um dos participantes (progressista humanista Gabriela Priori) massacrava seus oponentes de direita liberal (muito devido à formação e à experiência muito inferior a dela) logo tratorou o mediador ds diminuir-lhe e tomar a fala

    Ficou evidente, além de diversos outros, ao dar espaço à infectologista e oncologista convidada por Bolsonaro para defesa da cloroquina

  4. Boas informações CN, parabéns.
    Posso inferir do artigo que o pacto do PR com os demônios era carta marcada e que as rachadinhas era apenas um adendo e tinha tubarão mais poderoso (MRV) sabotando o ministro Moro?!!!
    Boa Pascoa.

  5. Desde o início do seu governo Bolsonaro vem dando de sobra motivos deploráveis para a mídia condenar. Os fanáticos do Bolsonaro, queriam que todos ficassem calados ou enaltecesse as besterias que ele fala e faz?

  6. 30 dinheiros, seu editor? Deixe de lado o pobre Judas que entrou de gaiato numa fria do mesmo modo que o anjo Gabriel que tarde na noite desceu das nuvens para avisar á Maria que ela, casada e virgem!, iria conceber o salvador do mundo.

  7. “”””””””compromisso com a verdade e o interesse público””””””

    Essa é mais uma das concorrentes a piada do ano que vc tanto fala>

    Jornalistas honestos fale quem são, nem sacerdotes são de confiança quem dirá jornalistas vaidosos e intelectuais. o pais sofre de minoria, uma minoria de ladrões safados celerados em geral e canhotos usurparam tudo do povo brasileiro, só que vão se fu…….. como dizem por ai por causa do covid19 , nada será como antes, tudo mudou, o mundo como era antes não existe mais, os jornalistas não são o sal da terra como quer voce fazer crer, são meros mortais sujeitos a todas as mazelas do destino, pode sim alguns serem iluminado mais imensa maioria é medíocre.

  8. O repórter da CNN não gravou a conversa. Ele disse que ouviu sem querer e guardou de memória. Em nenhum momento ele falou que tem a conversa gravada até por que se foi tudo por acaso ele não teria tempo de pegar um gravador e gravar. E é impossível gravar durante a chamada. Portanto ele fala sem provas. Coisa feia, né jornalista?

  9. Decepcionante a CNN. Esperava realmente jornalismo isento, adulto e profissional. Estão falhando muito. Em todas as editorias. Algumas moçoilas e rapazolas fracos. Veterano Wakker aos trancos e barrancos. Chega a dar pena. Se foi criada para ser adversária da Globonews, estão longe da meta ser alcançada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *