Com a volta da inflação, o Tesouro conseguiu vender R$ 30,3 bilhões em títulos indexados

TRIBUNA DA INTERNET | Pressão internacional pode causar estragos na luta  contra a inflação em 2018

Charge do Alves (Arquivo Google)

Rosana Hessel
Correio Braziliense

O clima externo mais favorável, com as bolsas internacionais subindo diante da expectativa da aprovação de um novo pacote fiscal pelo governo dos Estados Unidos, e a expectativa de preços cada vez mais altos após o reajuste na tarifa de energia contribuíram para que o Tesouro Nacional conseguisse vender integralmente o lote de 8 milhões de NTN-B — títulos indexados à inflação oficial medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) — no leilão realizado nesta terça-feira (1º/12), arrecadando R$ 30,3 bilhões.

 Conforme os dados do Tesouro, os títulos NTN-B com vencimento em 15 de maio de 2023 incluíram uma taxa de juros real — acima da inflação — de 1,017% ao ano, valor abaixo do contratado anteriormente. Em 3 de novembro, o órgão vendeu 5 milhões desse mesmo papel com taxa adicional ao IPCA de 1,26% ao ano.

BOA DEMANDA – “O leilão foi bem-sucedido. Houve uma boa demanda pela oferta dos títulos do Tesouro e, como os juros reais foram menores do que o último leilão, o governo ainda conseguiu reduzir o custo de carregamento para o papel”, avaliou o economista-chefe da JF Trust Investimentos, Eduardo Velho, em entrevista ao Blog.

“A curva de juros mais curta teve um alívio pontual, com o exterior ganhando impulso com o otimismo para a liberação do pacote fiscal dos EUA. Mas, no Brasil, a agenda fiscal precisa andar para destravar a curva longa. As previsões de inflação de 2020 passam para mais de 4%”, destacou.

 

Pelos cálculos do economista da JF Trust, as pressões inflacionárias, após o reajuste na conta de luz anunciado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), devem aumentar as projeções em 0,4 ponto percentual, “levando as estimativas anteriores do IPCA de 2020 subirem para algo entre 4,10% e 4,20%. Apesar do aumento, a inflação ainda deverá dentro o intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual da meta, de 4%”, afirmou.

DÍVIDA EM ALTA – Vale lembrar que a dívida pública bruta está em uma escalada, alcançando 90,7% do Produto Interno Bruto (PIB), em outubro, e deverá continuar subindo pelas projeções do mercado. Não à toa,  o risco país do Brasil medido pelo CDS (Credit Default Swap) de cinco ano, está em 165,2 pontos, patamar acima da Grécia, que tem o mesmo rating do Brasil, de 113,30 pontos.

“A questão fiscal é muito importante daqui para frente para determinar o comportamento no mercado dos juros futuros. Qualquer sinalização do governo de que haverá piora no controle das contas públicas fará os juros futuros subirem cada vez mais e, com isso, o Banco Central será obrigado a voltar a subir a Selic (taxa básica da economia)”, destacou Eduardo Velho.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
O IBGE pode esconder os números o quanto quiser, mas quem sai às ruas e faz compras, mesmo por telefone, sabe que os preços dispararam. Vejam só a lógica do mercado: como o óleo de soja subiu, todos os demais óleos comestíveis também aumentaram o preço, sem existir a menor razão. Em cima disso, tudo foi inflacionado, inclusive as frutas da estação. No Brasil, o mercado da oferta e da procura é manejado por um louco de hospício, como diz o economista e advogado Celso Serra. (C.N.)

4 thoughts on “Com a volta da inflação, o Tesouro conseguiu vender R$ 30,3 bilhões em títulos indexados

  1. Off topic:

    A PF e PRF estão dando um prejuízo colossal os grandes traficantes de drogas brasileiros. Estão sendo asfixiados e decidiram descer para as ruas para obter dinheiro a qualquer o custo. O cartel das drogas devem estar ameaçando eliminar todo mundo envolvimento nesse meio.

    Prefeito de Criciúma: ‘Foi uma noite de terror para padrões da cidade, surreal’
    https://www.youtube.com/watch?v=03EV1DcZhBg

  2. Inflação de 4% a.a. só para quem não vai a supermercados, como os políticos, que ganham tudo em casa…mas para os outros já subiu mais de 10%a.a. e olhe lá…..ç

  3. Felipe Quintas (via Facebook)

    O BRASIL QUE DÁ CERTO, A MÍDIA NÃO MOSTRA E OS ABUTRES QUEREM ENTREGAR E DESTRUIR

    “A CEITEC é uma empresa pública criada em 2008 para inserir o Brasil no mercado mundial de microeletrônica. Após os investimentos públicos iniciais para conformação das suas capacidades produtivas, o governo federal descumpriu a sua parte na estratégia: em lugar de realizar as compras públicas para fazer a empresa se pagar e começar a dar lucro, preferiu deixá-la ao sabor do mercado.

    Obviamente, o balanço financeiro começou a mostrar prejuízos, que na prática são artificialmente produzidos por decisões como a da Casa da Moeda, que até hoje não usa o chip da CEITEC para os passaportes emitidos pela Polícia Federal.

    Não obstante, a CEITEC conseguiu se virar e já gera receitas no mercado de micro chips. Alguns exemplos são seu acordo para fornecimento de chip de identificação dos pneus Pirelli (com patente internacional), ou os mais de 10 milhões de chips CTC13001 para identificação veicular. Clientes privados como Epson e HP, marcas de renome mundial na fabricação de periféricos para computador, usam chips CEITEC.

    Recentemente, o chip CTC13002 foi reconhecido como um dos melhores do mundo para etiquetas eletrônicas RFID pelo European EPC Competence Center – EECC, que certifica qualidade de semicondutores para o mercado europeu. O chip da CEITEC foi avaliado junto a outras 500 etiquetas eletrônicas de 45 empresas. O reconhecimento do produto brasileiro só foi alcançado por um concorrente suíço e um outro dos Estados Unidos.

    O CTC13002 serviu de base para o desenvolvimento de 17 etiquetas eletrônicas para diferentes aplicações, já em processo de comercialização.

    Com estas conquistas, a CEITEC vem demandando cada vez menos subvenções federais para operar, e gerando maiores receitas, ano após ano.

    A previsão da associação de funcionários da empresa é conseguir chegar a 2023 com faturamento de R$ 96 milhões, mas recebendo subvenção de apenas R$ 11 milhões. (Que, de resto, é troco perto dos valores e perspectivas do mercado mundial de semicondutores).”

    Autor: Fausto Oliveira.

    https://www.facebook.com/felipe.quintas.1/posts/1473052176225365

  4. O aumento no preço do óleo de soja contaminou o preço da carne, seria bom que aquele imbecil que questionou o Pinóquio sobre o preço do arroz, voltasse lá e pedisse também o tabelamento do preço da carne,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *