Com Dilma envolvida diretamente na Lava Jato, esquema de Temer se fortalece

Marcelo Odebrecht envolveu Dilma nas propinas da Petrobras

Deu no Correio Braziliense

O conteúdo inicial da delação premiada do executivo Marcelo Odebrecht causou impacto na ação do impeachment, em trâmite final no Senado, e deverá fortalecer a base governista na tentativa de acelerar o desfecho do processo. As informações prestadas pelo empreiteiro à Operação Lava Jato envolvem diretamente a presidente afastada Dilma Rousseff.

Segundo reportagem da revista IstoÉ, em acordo de confidencialidade com a Operação Lava Jato, Odebrecht disse que Dilma pediu pessoalmente uma doação de R$ 12 milhões para sua campanha eleitoral em 2014.

Conforme a publicação, o empreiteiro disse que o então tesoureiro da campanha, Edinho Silva, solicitou o montante, mas a Odebrecht recusou-se a pagar. O empresário, então, teria procurado Dilma, que teria afirmado: “É para pagar”

O QUADRO MUDOU

A ação de afastamento tem por base as pedaladas fiscais e ainda precisa ser votada novamente no Senado. Porém, a própria defesa de Dilma tentou incluir semana passada no processo elementos da Operação Lava Jato, que apura desvios na Petrobras. A petista buscava ganhar tempo, enquanto a base governista no Senado quer acelerar o desfecho desta etapa final do trâmite.

Até a semana passada, a estratégia de Dilma e do PT era protelar o impeachment apostando no desgaste do presidente em exercício Michel Temer por conta das revelações do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado na Lava Jato, que atingem aliados importantes de Temer no PMDB, como o senador Romero Jucá (RR).

A divulgação das primeiras revelações de Odebrecht, no entanto, ampliou o fogo sobre Dilma e forneceram nova munição para o Planalto.

NOVAS PROVAS

O líder do governo no Senado, Aloysio Nunes (PSDB-SP), agora defende a inclusão das informações prestadas por Marcelo Odebrecht como prova no processo de impeachment. Para o tucano, as revelações do empresário deverão ajudar a convencer senadores indecisos de que a petista não tem condições de voltar a comandar o País.

“Essas declarações ajudam a formar a convicção de que ela não pode permanecer na Presidência. É mais uma elemento para corroer aquela fímbria de autoridade que ela tinha”, disse Aloysio. Para o senador, as afirmações de Odebrecht devem ser levadas em consideração no julgamento do impeachment. “Isso contribui para desmoronar aquela imagem virginal que ela o PT construíram dela e da gestão dela”.

PROPINA NO EXTERIOR

De acordo com a revista Veja, Odebrecht também afirmou que a reeleição de Dilma foi financiada com propina depositada em contas no exterior.

Na avaliação de Aloysio Nunes, o próprio advogado de Dilma, José Eduardo Cardozo, abriu espaço para essa inclusão, ao pedir ontem na comissão do impeachment do Senado a inclusão como prova dos áudios em que Jucá defende estancar as investigações da Lava Jato. “Já que é para falar do conjunto da obra, fica evidente que (a declaração de Odebrecht) deve ser levada em consideração”.

Na sessão da comissão do impeachment do Senado, na quinta-feira, o pedido de Cardozo foi negado pelo relator do processo, senador Antonio Anastasia (PSDB-MG). O tucano mineiro sustentou que os áudios de Jucá são estranhos ao processo.

“Os áudios não são fatos novos, não alargam o objeto. Não são estranhos ao processo, eles são o processo”, rebateu o advogado de Dilma.

DEVIA RENUNCIAR

O líder do DEM no Senado, Ronaldo Caiado (GO), disse que Dilma Rousseff deveria renunciar ao cargo e “poupar o Brasil” da espera pelo desfecho do processo de impeachment. “Já existiam insinuações nesse sentido e agora vem a comprovação final da participação direta da presidente da República em todos esses atos irregulares e criminosos na operação da Petrobras”, afirmou

Já o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) afirmou que as acusações de Marcelo Odebrecht sobre pedido de doação ilegal para a campanha da presidente afastada reforçam a tese de cassação da chapa das eleições presidenciais de 2014 formada pela petista e por Temer.

“Se confirmado, isso contamina a chapa. Afinal, Temer não seria presidente interino se Dilma não tivesse sido eleita”, afirmou Randolfe.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
A imagem de “Soninha Toda Pura” já foi para o espaço, mas Dilma ainda não sabe, porque há meses não lê jornais nem revistas. Ela lê apenas a sinopse da Assessoria, que só lhe passa notícias boas. (C.N.)

7 thoughts on “Com Dilma envolvida diretamente na Lava Jato, esquema de Temer se fortalece

  1. Os movimentos que levaram o povo às ruas (falo dos movimentos verde-amarelo, não dos vermelhinhos comedores de pão com mortadela) já deveriam se articular para fazer outra MEGA-MANIFESTAÇÃO com o propósito específico de reforçar o pedido de Impeachment, já em fase final de julgamento e ainda pedir a PRISÃO de Soninha Toda Pura e do Jararaca.

    O lugar dessa gente é na CADEIA. As punições não podem se restringir apenas ao campo político, mas também à esfera penal.

    O conjunto da obra só se encerra e só haverá aplicação da justiça com esses dois na prisão.

  2. A esgotosfera…

    Exclusivo: Dilma repassou R$ 11 milhões a blogueiros em 2016
    Brasil 05.06.16 16:20
    O Antagonista teve acesso exclusivo à planilha com repasses do governo federal aos blogs petistas em 2016.
    Os números incluem a verba publicitária da Secretaria de Comunicação, dada por meio de campanhas de programas oficiais, e o patrocínio de bancos públicos e estatais, como a Petrobras.
    Os contratos firmados às vésperas do impeachment somam R$ 11,2 milhões – de um total de R$ 94,7 milhões gastos com publicidade na internet. Ao assumir o governo, Michel Temer determinou a suspensão dos pagamentos aos blogs e sites petistas e o cancelamento dos contratos.
    – Brasil 247: 2,1 milhões
    – DCM: 1,11 milhão
    – Carta Maior (site): R$ 921 mil
    – Forum: R$ 921 mil
    – Paulo Henrique Amorim: R$ 865 mil
    – Opera Mundi (Breno Altman): R$ 83 mil
    – Luís Nassif: R$ 814 mil (além do contrato com a EBC)
    – Carta Capital (site): R$ 664 mil
    – Sidney Rezende: 409,5 mil
    – CGM: R$ 359 mil
    – Pragmatismo Político: 219 mil
    – Blog do Esmael: 169 mil
    – Viomundo (LC Azenha): R$ 166 mil
    – O Cafezinho: R$ 124 mil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *