Com servidores em home office há 4 meses, União economizou cerca de R$ 500 milhões

Nani Humor: HOME OFFICEOtávio Augusto Metropoles.com ### Charge do Nani

Com grande parte trabalhando de casa há pouco mais de quatro meses, por causa da pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, os servidores federais tiveram cortes em gratificações e o governo reduziu drasticamente gastos com diárias, passagens e transporte de empregados públicos.

A medida de prevenção surtiu efeito também nas contas oficiais. Dados do Ministério da Economia indicam que, em três meses, a despesa caiu 75,2% em relação ao mesmo período de 2019. Somente entre março e maio, a economia foi de R$ 199,6 milhões com diárias e passagens.

SEM VIAGENS -O valor pode ser ainda maior. Os dados de junho e julho estão sendo contabilizados. Para o governo, a economia pode chegar a R$ 500 milhões levando em conta também com a substituição de viagens por videoconferências, por exemplo.

Recentemente, o governo federal remanejou 1,3 mil Gratificações Temporárias das Unidades dos Sistemas Estruturadores da Administração Pública Federal (GSISTE) pagas a servidores. As mudanças afetam seis ministérios, além de institutos e fundações federais.

O valor máximo da gratificação para cargo de nível superior é de R$ 3.158, calculado com base na remuneração do servidor, desde que o total não exceda de R$ 12.526,00 (remuneração + gratificação).

SETE MINISTÉRIOS – Os ministérios da Comunicação, da Educação, da Infraestrutura, da Defesa, do Meio Ambiente e a Advocacia-Geral da União (AGU) perderam gratificações. 

A portaria editada na quarta-feira (22/7) altera o anexo de uma outra medida, publicada em agosto de 2017. No ano passado, o texto já havia sido mudado. Ao longo do tempo, a quantidade de gratificações pagas caiu. Passou de 1.408 em 2017, para 1.436 em 2019 e, por fim, chegou a 1.308 em 2020 — queda de 8% no último ano.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Muito boa essa matéria enviada por José Antonio Perez. Mostra que foi preciso haver uma pandemia para o governo brasileiro aprender que pode cortar custos.  Ao mesmo tempo, porém, o Ministério da Economia está criando 350 cargos temporários, todos de alta remuneração. É desanimador. As contratações temporárias em 2020 superam o volume de servidores que ingressaram por concursos. Somente nos seis primeiros meses deste ano, foram firmados 3.926 contratos temporários. O número é 33,4% maior que o volume de ingressos por concurso público. (C.N.)

4 thoughts on “Com servidores em home office há 4 meses, União economizou cerca de R$ 500 milhões

  1. Muito bonito que de um lado economizem as custas dos servidores… que atacam as despesas com luz, serviços de Internet, além da diminuição da vida útil dos esquipamentos (!)
    Queremos auxílio Home Office já (!)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *